Polidecto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Polidecto, na mitologia grega, era rei da ilha de Sérifo[1], na qual o caixão com Dânae e seu filho Perseu tinha ido parar[2].

Versão de Pseudo-Apolodoro[editar | editar código-fonte]

Ele e seu irmão Díctis eram filhos de Magnes com uma ninfa, tendo colonizado Sérifo[3].

Polidecto apaixonou-se pela mãe de Perseu, mas não conseguia chegar nela porque Perseu já era crescido e o impedia. Então ele mandou Perseu trazer a cabeça da Medusa[1].

Quando Perseu voltou com a cabeça da Medusa e percebeu que Polidecto estava perseguindo seu irmão Díctis e Dânae, ele o transformou em estátua de pedra, deixando Díctis como rei de Sérifo.

Versão de Higino[editar | editar código-fonte]

Polidectes é filho de Magnes, e manda Perseu para trazer a cabeça da Medusa[4]. Polidectes casa-se com Dânae, e morre quando Acrísio chega para levar Perseu. Nos jogos fúnebres em honra de Polidectes, Perseu mata Acrísio por acidente[5]

Versão de Hesíodo[editar | editar código-fonte]

Polidecto e Díctis são filhos de Magnes, irmão de Macedon[6].

Referências

  1. a b Biblioteca, 2.4.2, por Pseudo-Apolodoro
  2. Biblioteca, 2.4.1
  3. Biblioteca, 1.9.6, por Psedo-Apolodoro
  4. Perseu, na Astronômica, II.12, por Higino
  5. Danae, em Fábulas, 63, por Higino
  6. Catálogos, Fragmento 3, por Hesíodo
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.