Polietileno de baixa densidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Código de identificação do polietileno de baixa densidade.

O Polietileno de baixa densidade ou LDPE (en.: Low density polyethylen) é um termoplástico à base de petróleo. Foi a primeira categoria de polietileno, produzida em 1933 pela Imperial Chemical Industries recorrendo a um processo de alta pressão por via de polimerização radical, método ainda em uso actualmente[1] O seu código de identificação é o 4. Apesar da competir com polímeros modernos, o LDPE (PE-LD) mantém a sua importância, atingindo em 2009 um volume global de 15,9 mil milhões.[2]

Propriedades[editar | editar código-fonte]

O LDPE (PE-LD) apresenta-se com densidades entre os 0,910 e 0,949 g/cm3. É inerte em relação à temperatura ambiente, excepto na presença de fortes agentes de oxidação, havendo também alguns solventes que causem dilatação. Pode suportar de forma contínua temperaturas até 80 °C, até ao máximo de 95 °C por curtos períodos de tempo. Quer na apresentação opaca como translúcida, é bastante flexível e resistente, embora quebradiço.

O LDPE é composto por carbono e hidrogénio. Possui mais ramificações moleculares (em cerca de 2% dos átomos de carbono) do que o polietileno de alta densidade, pelo que a sua força intermolecular e resistência à tração são menores, e a sua resiliência maior. Também apresenta uma densidade menor, uma vez que as suas moléculas são menos compactas e menos cristalinas em função das ramificações laterais.

Resistência química[editar | editar código-fonte]

Aplicações[editar | editar código-fonte]

O LDPE é amplamente usado no fabrico de vários recipientes, tabuleiros, garrafas, canalização, componentes de computador, superfícies de trabalho, peças que necessitem de solda, equipamento de laboratório, equipamento de parques infantis e película aderente. O seu uso mais comum é no fabrico de sacos de plástico. A embalagem dos pacotes de leite e sumo é feito com um laminado de LDPE, cartão e papel de alumínio.[4][5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dennis Malpass (28 June 2010). Introduction to Industrial Polyethylene: Properties, Catalysts, and Processes. [S.l.]: John Wiley and Sons. pp. 1–. ISBN 978-0-470-62598-9. Consultado em 21 de outubro de 2011  Verifique data em: |data= (ajuda)
  2. «Market Study: Polyethylene LDPE». Ceresana Research 
  3. «Plastic Properties of Low Density Polyethylene (LDPE)». Dynalab Corp. Consultado em 17 de fevereiro de 2012. Arquivado do original em 21 de setembro de 2011 
  4. «LDPE products and applications»  Exxon Mobil Corporation
  5. «DOW LDPE 5004I»  IDES – The Plastics Web