Poliperconte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Poliperconte (em grego: Πολυπέρχων; 394 a.C.303 a.C.) foi um general macedônico que serviu a Filipe II da Macedónia e Alexandre, o Grande, acompanhando Alexandre em suas longas jornadas.

Após a morte de Alexandre, continuou na Grécia, ajudando Antípatro nas rebeliões da região. Permaneceu como regente da Macedônia enquantro Antípatro viajava para a Ásia Menor na tentativa de controlar todo o Império.

Após a morte de Antípatro, foi nomeado seu sucessor, no lugar de Cassandro da Macedónia, filho de Antípatro. Os dois entraram em guerra civil.

Cassandro tomou a Macedônia, e Poliperconte fugiu para Épiro, onde encontrou a mãe de Alexandre, Olímpia do Épiro, a viúva Roxana e o filho, Alexandre IV. Formou, assim, uma aliança com Olímpia e com o rei Aeacides de Épiro. Cassandro assassinou Olímpia e tomou Roxana e Alexandre IV sob sua custódia.

Poliperconte fugiu então para o Peloponeso, se aliando a Antígono Monoftalmo. Quando a guerra começou novamente entre Antígono e seus inimigos, Antígono enviou o filho natural de Alexandre, Héracles para Poliperconte, usando-o como moeda de troca contra Cassandro. Poliperconte então rompeu com Antígono e assassinou o rapaz em 309 a.C. Ele manteve o controle do Peloponeso até sua morte alguns anos depois.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Polyperchon».