Political hip hop

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Political hip hop
Origens estilísticas Hip hop
Contexto cultural anos 80
Instrumentos típicos Baixo • Drum machine • Rap • Sampler •
Popularidade durante os anos 80 e o início dos anos 90

Political hip hop (também Political rap) é um sub-gênero do hip hop que se desenvolveu nos anos 1980. Inspirados por pregadores políticos dos anos 1970 como The Last Poets e Gil Scott-Heron, Public Enemy foi o primeiro grupo de political hip hop.[1] Grandmaster Flash and the Furious Five lançaram seu primeiro bem conhecido rap sócio-político em 1982 chamado The Message, numa época em que era comum os rappers fazerem músicas para dançar, não levando sua música tão a sério. The Message, porém, acabou inspirando vários outros rappers a aderirem conteúdos políticos a suas músicas.[2]

Há centenas de artistas cujas músicas poderiam ser descritas como "políticas".

Ideologia[editar | editar código-fonte]

Nacionalismo negro[editar | editar código-fonte]

O Nacionalismo Negro foi uma ideologia subjacente à ala militante do movimento dos direitos civis na América do Norte nos anos 1970 e 1980. Ele desempenhou um papel no início do hip hop político e continua a ser um tema para muitos artistas contemporâneos do hip hop político. Proeminentes artistas nacionalistas incluem Tupac Shakur, Public Enemy, Geto Boys, Brand Nubian, Queen Latifah e Big Daddy Kane.

Marxismo[editar | editar código-fonte]

O marxismo tem sido um elemento dos movimentos sociais mundialmente assim como no hip hop. Dois grupos marxistas na língua inglesa tem sido Marxman e The Coup. Ambos os grupos incorporam nacionalismo revolucionário em suas mensagens, Republicanismo Irlandês para Marxman e Nacionalismo Negro para The Coup. Sun Rise Above é outro menos conhecido artista marxista. Para esses cantores, luta de classes e anti-imperialismo são os principais temas recurrentes.

Referências

  1. Political Rap. Allmusic. Accessed July 2, 2008.
  2. Bogdanov et al. 2003, p. 563