Polskie Stronnictwo Ludowe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Partido Popular da Polónia
Polskie Stronnictwo Ludowe
Líder Janusz Piechociński
Fundação maio de 1990
Sede Varsóvia, Polônia
Ideologia Agrarismo
Conservadorismo social
Sejm
28 / 426
Senado
2 / 100
Parlamento Europeu
4 / 50
Assembleías Regionais
93 / 561
Conselhos federais
999 / 6 290
Conselhos municipais
4 381 / 39 828
Cores Verde
Site
www.psl.pl

Política da Polónia
Eleições na Polônia
Lista de partidos políticos da Polônia

O Polskie Stronnictwo Ludowe (em português: Partido Popular da Polônia), abreviado como PSL (tradicionalmente traduzido como Partido Camponês Polonês), é um partido centrista, agrário e democrata-cristão na Polônia. Atualmente possui 31 membros do Sejm, um membro no Senado, e três deputados do Parlamento Europeu. É sócio minoritário em uma coligação centro-esquerda com a Plataforma Cívica. [1]

O partido foi formado em 1990. Originalmente um partido de esquerda, o PSL formou uma coalizão com a Aliança da Esquerda Democrática (SLD), depois de ganhar 132 assentos no Sejm na eleição 1993, com o líder do PSL, Waldemar Pawlak, como primeiro-ministro até 1995. O partido caiu para 27 na eleição seguinte, e mudou-se para Centro no final da Década de 1990. Em 2001 , o partido entrou novamente em uma coalizão com o SLD, mas retirou-se em 2003. Após a eleição de 2007, o PSL entrou em uma coalizão com a Plataforma Cívica, de centro-direita. [1]

O nome do partido segue sua tradição de uma festa agrária no Império Austro-Húngaro, controlada pela Galícia, que enviou deputados ao parlamento em Viena. [carece de fontes?]

Referências

  1. a b Polskie Stronnictwo Ludowe Website. Polskie Stronnictwo Ludowe (em polaco). Visitado em 29 de novembro de 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre História da Polônia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.