Pompeia (Santos)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Monumento a Cristóvão Colombo
Posto 2 e monumento ao surfista.

A Pompeia é um bairro da zona oeste da cidade de Santos, que dá nome à praia frente à qual se localiza.[1] O bairro é eminentemente residencial, apesar de concentrar um bom número de estabelecimentos comerciais (restaurantes, bares, comércio varejista variado, supermercados). Também abriga numerosos estabelecimentos hoteleiros (pequenos hotéis, pousadas e pensões), confirmando sua vocação turística e a proximidade da praia. Além disso, é um bairro notavelmente universitário, devido à presença de um campus da Universidade Católica de Santos (UNISANTOS).

Limita-se ao norte com o bairro do Campo Grande pela avenida General Francisco Glicério, ao sul com o Oceano Atlântico, a oeste com o bairro do José Menino pela avenida Senador Pinheiro Machado (Canal 1) e a leste com o bairro do Gonzaga pela avenida Doutor Bernardino de Campos (Canal 2).

História[editar | editar código-fonte]

O bairro do José Menino se estendia desde a divisa com o município de São Vicente até os limites com o bairro do Gonzaga, no Canal 2. Contudo, a região mais larga situada entre os canais 1 e 2, pela posição central da Igreja de Nossa Senhora do Rosário de Pompéia, sempre foi conhecida como Pompéia, sobretudo nos anúncios imobiliários. Uma certa identidade local, então, formou-se.

Ao longo dos anos 1990, reivindicações foram feitas pela separação formal e administrativa e pela criação do bairro da Pompéia. O prefeito Beto Mansur (PP), ouvindo o desejo da população local, incluiu tal reivindicação no projeto de Plano Diretor de Santos que finalmente foi aprovado em 1998 pela Câmara Municipal, criando o bairro da Pompéia.

Muitos órgãos da administração pública, e muitas pessoas, no entanto, ainda conhecem a região como José Menino, e ainda adotam esta denominação nas correspondências, anúncios etc. A situação tende a mudar com um maior enraizamento da denominação Pompéia. A Sociedade de Melhoramentos do Bairro atua a fim de fortalecer a identidade local, por meio de ações em parceria com o poder público, em benefício da comunidade.

Vida estudantil[editar | editar código-fonte]

A Pompéia tem na vida universitária uma de suas características principais. O campus da UNISANTOS localizado no bairro, especializado em Letras, História, Filosofia, Serviço Social, Jornalismo e Comunicação é um ponto de referência importante, que movimenta a economia do bairro na medida em que é pólo de atração de bares, fotocopiadoras, livrarias — enfim, de uma estrutura de comércio que atende à universidade.

Além disso, no bairro se encontram vários outros estabelecimentos de ensino, tais como a Escola Presidente Kennedy, a sede santista da Associação Cristã de Moços (ACM) — que ministra aulas de esporte — e a sede santista da Aliança Francesa.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Devido à presença da praia, os pontos turísticos importantes da Pompéia se localizam ao longo da orla marítima. Dentre esses pontos turísticos, podemos destacar o Monumento a Cristóvão Colombo e o chafariz/praça que contém o Monumento ao Surfista, uma homenagem a pioneiros do surfe brasileiro, como Osmar Gonçalves e Thomas Rittscher. Defronte a esse mesmo monumento, encontra-se a Escolinha Radical da Prefeitura Municipal de Santos, que ensina os primeiros passos de surf e bodyboarding a crianças, jovens, adultos e idosos.

Todos os monumentos destacados encontram-se ao longo do jardim da praia de Santos, considerado pelo Guiness Book como o mais longo jardim de praia do mundo, com 5335 metros de extensão.

Há dois monumentos de destaque do bairro que, entretanto, não se localizam na orla da praia: a Igreja de Nossa Senhora do Rosário de Pompéia, construída nos anos 1920 em estilo eclético, que deu nome ao bairro (localizada na Praça Benedito Calixto); e os casarões da UNISANTOS (localizados na rua Euclides da Cunha), abrigando a reitoria da universidade e a Faculdade de Filosofia (FAFIS).

Referências

  1. Novo Milênio, fonte secundária extraída de diversas edições do jornal A Tribuna (25 de outubro de 2010). «Conheça o seu bairro». Consultado em 2 de dezembro de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.