Ponta Delgada (São Vicente)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
 Portugal Ponta Delgada  
—  Freguesia  —
Freguesia de Ponta Delgada com a Igreja Matriz e o Complexo Balnear em primeiro plano, à direita e ao centro respetivamente, juntos à baía
Freguesia de Ponta Delgada com a Igreja Matriz e o Complexo Balnear em primeiro plano, à direita e ao centro respetivamente, juntos à baía
Bandeira de Ponta Delgada
Bandeira
Brasão de armas de Ponta Delgada
Brasão de armas
Localização no concelho de São Vicente
Localização no concelho de São Vicente
Ponta Delgada está localizado em: Madeira
Ponta Delgada
Localização de Ponta Delgada na Madeira
Coordenadas 32° 49' N 16° 59' O
País  Portugal
Região Flag of Madeira.svg Madeira
Concelho SVC.png São Vicente
Administração .[1]
 - Tipo Junta de freguesia
 - Presidente Miguel Freitas
Área [2]
 - Total 80,8 km²
População (2011)[3]
 - Total 1 363
    • Densidade 16,9/km2 
Código postal 9240-___
Orago Senhor Bom Jesus
Correio electrónico geral@jf-pontadelgada.pt
Sítio Junta de Freguesia da Ponta Delgada

Ponta Delgada é uma freguesia portuguesa do concelho de São Vicente, na Região Autónoma da Madeira. Situada na costa norte da ilha, limita-se com o Oceano Atlântico ao norte, Serra de Água ao sul, Boa Ventura ao leste e a freguesia de São Vicente a oeste.[4]

Etimologia toponímica[editar | editar código-fonte]

Gaspar Frutuoso, no final do século XVI, descreveu que a freguesia "…era assim chamada por ser ali hum passo muito perigoso, que se passa por cima de dois paus, que atravessam de uma rocha a outra, e em tanta altura fica o mar por baixo que se perde a vista dos olhos.".[4]

Também o mesmo autor em “Saudades da Terra”, afirma que esta era uma povoação ”esguia, que pelo contraste, ao lado, com desabridas penhas, ficou sendo – a Ponta Delgada”. No entanto, a povoação era também conhecida por Corte do Norte, por aqui terem residido, durante séculos, antigas famílias e nobres famílias madeirenses, proprietárias de moradias.[5]

História[editar | editar código-fonte]

A freguesia de Ponta delgada está localizada a cerca de 6 quilómetros da sede do concelho de São Vicente. O seu Padroeiro é o Senhor do Bom Jesus, celebrado no primeiro dia de Janeiro, cuja imagem, segundo a tradição, terá aparecido dentro de uma caixa, que deu à praia no ano de 1540.

No primeiro fim-de-semana de Setembro é celebrado um grande arraial, em honra do Santíssimo sacramento, mais conhecido como o arraial do Bom Jesus, ao qual ocorrem romeiros de toda a ilha, cuja tradição remonta ao Séc. XVI, com as famosas romarias à Ponta Delgada.

Manoel Afonso Sanha, escudeiro de Dom Fernando, partiu para a ilha da Madeira ao serviço do Infante Dom Henrique, governador da ordem militar de Cristo, e Senhor no temporal destas ilhas. Manoel Afonso Sanha fixou residência no território da atual freguesia de Ponta Delgada, onde lhe foram dadas muitas terras de sesmaria de cuja terça fez morgado em seus descendentes, por testamento.

Aquele fundador desta povoação faleceu a 1 de Abril de 1507, e jaz sepultado na Igreja Paroquial onde jaz também seu neto António de Carvalhal, cavaleiro do hábito de Cristo, e fidalgo escudeiro da casa d’ El Rei, que faleceu a 15 de Julho de 1598.

Foram estes fundadores desta povoação que aqui instituíram uma ermida dedicada ao Senhor do Bom Jesus.

Ponta Delgada foi capelania-curato e nela se estabeleceu a sede da paróquia criada em 1550. Alargando se o povoamento para o interior, veio o alvará régio de 4 de Fevereiro de 1733 criar o curato da Boaventura, com sede na capela de Santa Quitéria, que ali fora construída alguns anos antes pelo povo, tornando se paróquia autónoma no ano de 1836, desanexando–se assim da freguesia de Ponta Delgada.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Evolução da População[editar | editar código-fonte]

Número de Habitantes de 1864 a 2011 Os Grupos Etários em 2001 Os Grupos Etários em 2011 Evolução da  População  (1864 / 2011) Grupos Etários  (2001 e 2011) Grupos Etários  (2001 e 2011)

Património arquitetónico e turístico[editar | editar código-fonte]

A igreja Matriz, as capelas dos Reis Magos e do Imaculado Coração de Maria, o Centro Paroquial e Social Bom Jesus, as Levadas, as Veredas e os lagares de vara. Como locais de interesse turístico, destaque para o Museu D. Hilária Freitas, a Casa Museu Horácio Bento Gouveia, que é servida por duas unidades hotelarias de 3 e 4 estrelas, a Serra Verde com varias espécies raras, os moinhos de água, o poço dos romeiros, a paisagem natural e as várias casas dos antigos morgadios, que deram origem à designação de Corte do Norte.

A freguesia de Ponta Delgada é servida por um porto de mar, no lugar da Igreja, e um outro denominado Passo de Areia.

Complexo Balnear[editar | editar código-fonte]

Tem ainda um Complexo Balnear pago constituído por duas piscinas de água salgada, solário, jardins, balneários, serviços de bar com esplanada e primeiros socorros, vigilância e parque de estacionamento.[6]

O Complexo Balnear de Ponta Delgada - situado junto à igreja matriz da freguesia -, é composto por duas piscinas, uma para adultos e uma para crianças, ambas alimentadas por água salgada e com um sistema de tratamento das águas.

Devido à construção de um enrocamento foi possível criar uma praia nesta pequena baía protegida da freguesia.

Economia[editar | editar código-fonte]

Nesta freguesia de solo rico e fértil, a agricultura teve desde sempre um papel preponderante na economia local. O trigo que era inicialmente a produção agrícola abundante, foi substituído pela produção cana-de-açúcar que alimentava a indústria de aguardente através dos engenhos, hoje totalmente em ruínas.

No entanto, o açúcar madeirense sucumbiu a uma serie de ocorrências que no seu conjunto, contribuíram para a diminuição da produção, como foi o caso da concorrência da produção brasileira, da carência de adubagem, da desafeição do solo e das alterações climatéricas. Desta forma, a população procurou outras culturas de substituição, pelo que o vinho passou a desempenhar um papel relevante a partir de finais do século XVI.

A pesca foi também, em tempos, uma atividade de relevância no equilibro da economia local, no entanto, na atualidade, o seu peso económico é pouco considerável.

Heráldica[editar | editar código-fonte]

A ordenação heráldica do brasão e bandeira foi publicada no Diário da República, III Série, nº 30 de 05/02/2004, sendo a bandeira esquartelada de verde e amarelo, com cordões e borlas de ouro e verde e a haste e lança de ouro.

São elementos heráldicos:[7]

  • A Cruz Latina

Em vermelho, representando o orago da freguesia, Senhor do Bom Jesus, assim como a lenda do seu aparecimento na freguesia e a sua romaria.

  • A parreira

Consistindo em parreira arrancada, de dois ramos, em verde, frutada de quadro cachos de uvas de púrpura, o que alude à agricultura como a principal atividade económica da freguesia, na qual se destaca a produção de vinho.

  • As burelas ondadas

Consubstancia-se em campanha ondada de cinco peças de verde, prata e azul que avultam a importância da ligação ao mar, nomeadamente o Oceano Atlântico, assim como a pesca, antiga atividade económica da freguesia, e as levadas.

Nas artes[editar | editar código-fonte]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Fructuoso, G.. Saudades da Terra (Vol.1-6), 1873. [S.l.]: Instituto Cultural de Ponta Delgada, Ponta Delgada, 1966. ISBN 972-9216-70-3

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ponta Delgada (São Vicente)