Ponte de Sai Van

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ponte de Sai Van
西灣大橋
Ponte de Sai Van.
Arquitetura e construção
Design Ponte atirantada
Término da construção 2004
Data de abertura 19 de dezembro de 2004
Dimensões e tráfego
Comprimento total 2 200 m (7 218 pés)
Largura 28 m (92 pés)
Maior vão livre 180 (591 pés) m
Tráfego Veículos
Portagem Não
Geografia
Via 6 vias para carros (superior), 2 linhas do Metro Ligeiro de Macau (inferior)
Cruza Baía da Praia Grande
Localização Macau
País China
Ponte de Sai Van está localizado em: Macau
Ponte de Sai Van
Coordenadas 22° 10' 20" N 113° 32' 10" E

A Ponte de Sai Van (chinês tradicional: 西灣大橋, chinês simplificado: 西湾大桥) é uma ponte atirantada em Macau, na China, inaugurada a 19 de dezembro de 2004. A ponte mede 2,2 quilómetros de comprimento e é a terceira a atravessar a Baía de Praia Grande, ligando a Ilha da Taipa e a Península de Macau.[1] Possui um pavimento de dois andares, com um convés inferior fechado a ser utilizado em caso de fortes tufões[2][3] quando as outras duas pontes que ligam a Taipa e a Península de Macau, nomeadamente Ponte Governador Nobre de Carvalho e Ponte da Amizade, estão fechadas. O espaço também é reservado no convés inferior para uma ligação ferroviária no futuro (Metro Ligeiro de Macau).[1][4]

Construção[editar | editar código-fonte]

Sai Van trata-se da primeira ponte de Macau suspensa por cabos, a terceira a ser construída sobre o mar de Macau, possui 2 200 metros de comprimento e foi construída toda em betão. Sua inauguração deu-se no dia 19 de dezembro de 2004 pelo Presidente da República Popular da China, Hu Jintao, contudo a abertura ao trânsito somente ocorreu a 9 de janeiro do ano seguinte.[1]

Tráfego[editar | editar código-fonte]

É uma ponte de dois andares, sendo seis vias de circulação no tabuleiro e duas no tabuleiro inferior, as últimas são reservadas para serem utilizadas durante intempéries, além do espaço para duas linhas do Metro Ligeiro de Macau.[4] Os pilares centrais da ponte possuem o formato que lembra a letra M.[1]

Câmaras e sensores de velocidade controlam o tráfego em várias zonas da ponte, a ultrapassagem a veículos pesados é proibida, assim como como a circulação de pessoas e de veículos não motorizados.[1]

Entre as faixas dedicadas ao trânsito, uma é exclusiva para motas, porém, a utilização desta faixa exclusiva é temporária e motivo de debate na Assembleia Legislativa de Macau.[5]

Tabuleiro inferior[editar | editar código-fonte]

Devido a problemas de ventilação, a parte inferior da ponte, conhecida como tabuleiro inferior, não pode continuamente ser utilizada para o tráfego, embora diversos pedidos já tenham sido feitos ao governo para execução das obras no local no intuito de liberar os dois tabuleiros da ponte para o tráfego permanente.[6][5]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e «Ponte de Sai Van». Guia da Cidade. Governo da Região Administrativa Especial de Macau. Consultado em 28 de novembro de 2016. 
  2. Lusa (21 de outubro de 2016). «Tufão Haima paralisa Macau e Hong Kong». Rádio e Televisão de Portugal. Consultado em 28 de novembro de 2016. 
  3. Lusa (21 de outubro de 2016). «Macau baixa nível de alerta de tufão após passagem de Haima». Porto Canal. SAPO. Consultado em 28 de novembro de 2016. 
  4. a b «Metro ligeiro de Macau em funcionamento pleno só em 2022». MacauHub. 31 de julho de 2014. Consultado em 28 de novembro de 2016. 
  5. a b Silva, Andreia Sofia (12 de agosto de 2015). «Ponte Sai Van - Governo decide futuro do corredor de motas no próximo ano». Hoje Macau. Consultado em 28 de novembro de 2016. 
  6. Ka, Angela (20 de setembro de 2016). «Ponte Sai Van - Obras no sistema de ventilação adiadas». Hoje Macau. Consultado em 28 de novembro de 2016. 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ponte de Sai Van