Ponte do Arco-Íris

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Ponte do Arco-Íris é o tema de várias peças de poesia do fim do século XX que diz respeito a um lugar repleto de natureza em que os animais de estimação vão morar após a morte para, eventualmente, se reunirem com seus donos a posteriori. Essa crença possui muitos precedentes, inclusive semelhanças com a ponte Bifrost presente na Mitologia Nórdica.[1]

Plano de fundo[editar | editar código-fonte]

O conceito de um paraíso onde os animais esperam seus donos apareceu bem mais cedo no pouco conhecido Beautiful Joe's Paradise, sequencia do livro Beautiful Joe. Nesse lugar verde e cheio de plantas, os animais não somente esperam seus donos como também se ajudam a crescer e a superar mal-tratos que passaram durante a vida. No livro, os animais chegam ao paraíso animal por um balão, não por uma ponte.[2]

A primeira menção da "Ponte do Arco-Íris" na internet é uma postagem no fórum rec.pets.dogs e data de 7 de janeiro de 1993. A postagem cita um poema de uma edição anterior à década de 1930 da Mid-Atlantic Great Dane Rescue League Newsletter, que por sua vez teria citado o excerto da Akita Rescue Society of America. Outras postagens de 1993 sugerem que a passagem já estava circulando de forma difundida na internet à época.[3][4]

Referências

  1. «How much can you mourn a pet?» (em inglês). 13 de Janeiro de 2010. Consultado em 27 de Setembro de 2020 
  2. https://openlibrary.org/works/OL65409W/Beautiful_Joe's_paradise
  3. «Rainbow Bridge» (em inglês). Consultado em 27 de Setembro de 2020 
  4. «Lifelong Responsibility» (em inglês). Consultado em 27 de Setembro de 2020