Pontifícia Universidade Católica do Chile

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pontifícia Universidade Católica do Chile
Pontificia Universidad Católica de Chile
Escudo de la Pontificia Universidad Católica de Chile.svg
Lema "In Christi lumine pro mundi vita." (Na luz de Cristo para a vida no mundo)
Fundação 21 de junho de 1888 (132 anos)
Tipo de instituição Privada
Localização Santiago, Chile
Chanceler Celestino Aós Braco
Reitor(a) Ignacio Sánchez Díaz
Vice-chanceler Tomás Scherz
Docentes 3446[1]
Total de estudantes 29703[1]
Graduação 24446[1]
Pós-graduação 5257[1]
Campus urbano
Página oficial www.uc.cl

A Pontifícia Universidade Católica do Chile (ou no original Pontificia Universidad Católica de Chile) é uma pontifícia universidade localizada na cidade de Santiago, Chile, fundada em 21 de junho de 1888, mediante um decreto do Arcebispo de Santiago. Seu primeiro reitor foi Joaquín Larraín Gandarillas. No começo, a Universidade contava apenas com os cursos de Direito e Matemática. Tornou-se uma Universidade Pontifícia em 11 de fevereiro de 1930, pelo Papa Pio XI e no ano seguinte obteve a autonomia acadêmica.

Em 2020, foi classificada como a melhor universidade da América Latina pela consultoria britânica QS (Quacquarelli Symonds).[2]

Faculdades, Escolas e Institutos[editar | editar código-fonte]

Faculdades[editar | editar código-fonte]

Programa[editar | editar código-fonte]

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Pontifícia Universidade Católica do Chile