Poodle

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Poodle
Poodle standard branco.
Nome original Caniche
Outros nomes Poodle
País de origem Alemanha
Características
Expectativa de vida 12-15 anos
Classificação e padrões
Federação Cinológica Internacional
Grupo 9 - Cães de companhia
Seção 2 - Poodle
Estalão #172 - 18 de abril de 2007

O Poodle (em francês: caniche), de acordo com a Federação Cinológica Internacional, é uma raça canina oriunda da França.[1] Originalmente, era utilizado como cão de caça à aves aquáticas. É considerada a segunda raça mais inteligente do mundo, de acordo com a listagem elaborada por Stanley Coren.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Historicamente, foi uma raça criada para trabalhar na água, tendo uma de suas tosas sido elaborada para diminuir o atrito e proteger contra o frio em suas áreas mais delicadas, como as pernas e o tórax. Por tempos, os franceses reivindicaram a criação da raça. Todavia, referências mostram que sua origem é de fato alemã, embora tenha sido influenciada por outras raças, como o barbet, de origem francesa.[3] Em um rápido resumo do surgimento da raça, a Federação Cinológica Internacional, no entanto, dá a França como nação criadora destes caninos.[4]

Características[editar | editar código-fonte]

Fisicamente, o tamanho do poodle varia entre o grande e o toy, tendo, em seus exemplares maiores, os mais bondosos, submissos e saudáveis, com a adenite sebácea sendo classificada como sua principal enfermidade. As qualidades físicas do padrão standard o tornaram um bom cão de companhia para famílias que vivem em grandes áreas, como fazendas.[3]

As variantes menores - chamadas média ou miniatura e toy - existem desde os idos de 1700, embora só tenham sido reconhecidas no século XX. Alguns países reconhecem, ainda, a variante anã, embora, para alguns, isso não faça muito sentido, já que essa variedade não é desproporcional. Cruzamentos artificiais mal elaborados durante a década de 1950 geraram uma má fama para estes caninos diminutos, má fama esta que passou a decrescer com o passar dos anos. Estas variações menores foram criadas para gerar cães de companhia cuja longevidade atingesse quase es quinze anos (a maior, em média, entre todos os cães). Mais propenso a doenças que seu parente maior, pode sofrer com halitose, doenças periodontais, cegueira hereditária e catarata.[5]

Em sua estrutura, o poodle varia entre os 32 e 2,5 quilogramas, medindo de 25 a mais de 38 centímetros. Sua pelagem apresenta variadas cores e pode ser encaracolada, cacheada ou, ainda, encordoada.[6] Ao passo que o adestramento da variante standard é considerado fácil para donos inexperientes, o dos menores, apesar de também ser fácil devido a sua inteligência, mostra-se um pouco mais desafiador.[3][5]

Entre os poodles mais famosos da sociedade humana, estão os dançarinos das festas nos grandes salões promovidas pela aristocracia europeia no século XVI. Em 1787, ganharam de Beethoven a composição intitulada "Elegia à Morte de um Poodle".[7]

Temperamento e comportamento[editar | editar código-fonte]

O cão da raça poodle costuma apresentar:

  • Temperamento dócil e obediente.
  • Identificação com crianças e brincalhão.
  • De fácil adestramento. Foi citado em A Inteligência dos Cães como a 2ª raça mais inteligente do mundo, somente atrás do Border collie.
  • Fiel e companheiro. Gosta e necessita muito de companhia, principalmente do dono. Portanto, são ótimos como cães de companhia.
  • Carinhoso com o dono e pessoas conhecidas.
  • Sente grande ciúme de pessoas desconhecidas e outros cães.

Variedades[editar | editar código-fonte]

De acordo com a Federação Cinológica Internacional, o cão da raça poodle pode ser:[8][9]

  • Standard ou Grande: 45–60 cm, com uma tolerância de 2 cm a mais. A reprodução do poodle grande deve ser desenvolvida e ampliada a partir do poodle médio, uma vez que ele guarda as mesmas características. São muito resistentes.
  • Médio: 35–45 cm. São resistentes.
  • Miniatura ou Anão: 28–38 cm. Deve exibir em seu conjunto o aspecto de um poodle médio reduzido, conservando, do mesmo modo, as mesmas proporções, sem apresentar qualquer característica de nanismo. São mais frágeis.
  • Toy: Acima de 24 cm (tolerância de menos 1cm) até 28 cm (a altura ideal: 25 cm). Conserva, em seu conjunto, o aspecto de um poodle anão e as mesmas proporções gerais correspondentes a todas as exigências do padrão. Qualquer sinal de "nanismo" é excluído, somente a crista occipital pode ser um pouco menos pronunciada. São frágeis. Em fase de crescimento, quando muito pequenos, finos e delicados, deve-se ter muita atenção principalmente ao deixar nas mãos de crianças, pois qualquer aperto muito forte, pancada ou um descuidado ao pisar sem olhar para baixo, seja no sofá, na cama ou ao caminhar, pode levar o cão a morte.

Nota:

  • Poodles Micro Toy, Mini Toy e semelhantes não existem. No Brasil, alguns criadores usam esses nomes anunciando um cão que vai crescer bem menos que o Toy. É de conhecimento que isso ajuda na venda porque as pessoas acham cães filhotes fofos ou por serem ideais para um lar com pouco espaço.[10][11]

Alguns exemplos das variedades[editar | editar código-fonte]

Apesar de possuir tamanhos variados entre o Standard e o Toy, a visível diferença reside também nas cores e nos distintos cortes (tosas) característicos e nomeados. Além desses, existem, ainda, tosas práticas, utilizadas para melhorar a qualidade de vida do cão dependendo da zona onde more:[12]

Referências

  1. «Group 9 > Section 2» (em inglês). FCI. Consultado em 4 de janeiro de 2013 
  2. «Intelligent breeds». Stanley Coren. Consultado em 26 de janeiro de 2011 
  3. a b c Fogle (2009), pág 207
  4. «Poodle» (PDF). CBKC em acordo com documentação da FCI. Consultado em 4 de janeiro de 2013 
  5. a b Fogle (2009), pág 68
  6. «Poodle» (PDF). CBKC. Consultado em 27 de maio de 2011 
  7. «Poodle». Pet Friends. Consultado em 27 de maio de 2011 
  8. «CANICHE». FCI. Consultado em 25 de abril de 2017 
  9. «Caniche» (PDF). cbkc.org. Consultado em 26 de abril de 2017 
  10. «O pequenino Poodle Micro Toy». estimacao.com.br. Consultado em 25 de abril de 2017 
  11. «Existem cães Mini?». babydog.com.br. Consultado em 26 de abril de 2017 
  12. Fogle (2009), pág 69

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Poodle
Ícone de esboço Este artigo sobre cães, integrado ao Projeto Cães é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.