Porsche 64

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Porsche 114)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Porsche, veja Porsche (desambiguação).


60K10
Porsche 64
Visão Geral
Nomes
alternativos
Aerocoupe
Type 64
Type 114
Produção 1939
(três unidades)
Fabricante Porsche
Volkswagen
Modelo
Classe Carro esporte
Carroceria Coupé 2 portas, dois lugares
Designer Erwin Komenda
Ficha técnica
Motor 4 cilindros opostos dois a dois (boxer), refrigeração a ar, 985cc
Transmissão 4 marchas a frente, 1 a ré
Layout Motor entre-eixos traseiro
Tração traseira
Modelos relacionados Volkswagen Fusca
Dimensões
Entre-eixos 2400
Peso 544
Cronologia
Último
Volkswagen Fusca
Porsche 356/1
Próximo


O Porsche 64, também conhecido como VW Aerocoupe, Type 64 e Type 60K10, é considerado por muitos como o primeiro automóvel da Porsche. O modelo tira seu nome do fato de ter sido construído principalmente com peças do Porsche Type 60 Volkswagen Fusca. Seu motor boxer produzia 50 cv e tinha velocidade máxima de 153 km/h.

História[editar | editar código-fonte]

Durante o desenvolvimento do Fusca, Ferdinand Porsche apresentou aos responsáveis pela Volkswagen uma proposta de carro esportivo, o Typ 64. Originalmente seria construído sobre a plataforma do Fusca, com o mesmo motor, porém aumentado para 1,5 L, chegando a no mínimo 160 km/h, e carroceria muito mais aerodinâmica. Entretanto, sob alegações de que o projeto não estaria de acordo com a imagem de austeridade pretendida pelo governo nazista, a proposta de Porsche foi recusada.

Typ 114[editar | editar código-fonte]

Porsche então resolveu aproveitar a oportunidade para realizar um antigo sonho, construir a sua própria fábrica de automóveis, um sonho que ele alimentava desde antes de entrar para a Mercedes-Benz. Logo, ele e seu filho, Ferry Porsche, iniciaram os trabalhos necessários para adaptar a produção do projeto original para a realidade de uma firma independente.

Seu plano incluía a compra de um suprimento de partes originais Volkswagen para uso nos carros, mas devido a entraves burocráticos que impediam que uma firma pública vendesse peças para uma firma particular, Porsche precisou reprojetar tudo, desde o motor até a suspensão. O projeto foi então renomeado Type 114, ou F-Wagen (um trocadilho com os P-Wagen da Auto-Union e Ferdinand).

Muito diferente da idéia original para o modelo 64, o carro apresentaria um motor V10 de 1.493 cc(novidade na época), com cilindros em ângulo de 72°, refrigerado à água, posicionado entre os passageiros e o eixo traseiro, e com radiador na frente. A suspensão seria independente na frente e por semi eixos na traseira, com freios à tambor nas quatro rodas. A carroceria de alumínio, projetada com o auxílio de túneis de vento, sofreria algumas modificações, mas continuaria semelhante à do Volkswagen da época.

As esperanças dos Porsche de produzir este carro infelizmente não levaram o projeto além de um modelo em escala e desenhos incompletos do projeto - as tensões internacionais e as crises econômicas impediriam a fundação do que viria a ser a Porsche naquela época. A suspensão traseira projetada para o carro, entretanto, acabou vendida para a Volkswagen.

Typ 64[editar | editar código-fonte]

Porém, surpreendentemente, a guerra não estava esfriando o ânimo dos alemães para as corridas. Os responsáveis pela programação agendaram para 1939 uma corrida entre Berlin e Roma. Vendo nisto uma oportunidade de promover a superioridade da engenharia alemã e a Volkswagen ao mesmo tempo, o responsável pela organização, Major Hühnlein, que era próximo a Hitler, voltou sua atenção novamente para o Professos Porsche. Valendo-se de todo o trabalho que já havia feito no projeto do 114, Porsche argumentava que, embora o projeto original do Fusca fosse o de um carro econômico (e lento), um carro esporte muito eficiente poderia ser construído em sua plataforma.

VW Typ 60K10

Logo o projeto recebeu sinal verde. Entretanto, ao contrário do desejo original de seu criador, apenas três unidades seriam produzidas especialmente para o evento, em uma estratégia de relações públicas. Feitos à mão, as carrocerias em alumínio foram construídas pela fábrica de carrocerias Reutter (que mais tarde se tornaria conhecida como Recaro). Utilizavam a plataforma original do Fusca, com as mesmas medidas e a mesma suspensão. O motor de 985 cc, entretanto, por meio da dupla carburação, válvulas maiores e taxa de compressão maior, passaria a desenvolver 50 cavalos. O produto final, semelhante ao Fusca mas evidentemente muito mais esportivo, chegava a mais de 150 km/h, pesando apenas 540 kg. Seu nome oficial, 60K10, refletia o fato de que era baseado no modelo 60, com o 10° estudo de carroceria (Karrocerie em alemão).

Embora os carros tenham ficado prontos a tempo, a corrida acabou não acontecendo. Os carros então foram distribuídos entre o pessoal da fábrica e do governo. Um deles, de posse do burocrata da Kraft durch Freude (Volkswagen) Bodo Lafferentz, acabou batido e seus restos aparentemente não sobreviveram à guerra. Os dois restantes foram deixados a cargo da família Porsche. Eles acabaram utilizando apenas um, e puseram o outro na garagem. Em maio de 1945, tropas americanas descobriram o que foi posto na garagem, cortaram o teto e o utilizaram como carro de passeio, até o motor estourar, semanas depois - indo parar no ferro-velho. O último remanescente ficou com Ferry Porsche, que o restaurou na Pininfarina em 1947. Em 1949 ele foi vendido para o motocilcista austríaco Otto Matte, que venceu com ele o Rally Alpino em 1950. A última vez que ele o dirigiu foi na Monterey Historic Races em Monterey, Califórnia, 1982.

Legado[editar | editar código-fonte]

Embora o projeto 114/Typ 64 nunca tenha entrado em produção, seu legado está presente nos Porsches atuais. Depois da segunda guerra, Ferry Porsche começou a construir seus famosos carros baseados no Fusca, e eventualmente começou a produzir os 356, em conceito idêntico ao Type 64. Embora o 114 tenha sido só um projeto, e o 60K10 apenas uma série de protótipos, os estudos e soluções relacionados ao projeto tiveram um grande impacto no futuro da Porsche, ajudando-a a se tornar a força no mundo automotivo que é hoje.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Links[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]