Portador da Paixão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ícone russo dos Portadores da Paixão, Santos Boris e Gleb (século XIV, Galeria Tretyakov, Moscou).

No cristianismo ortodoxo, um Portador da Paixão (em russo: страстотéрпец, tr. strastotérpets; IPA: [strəstɐˈtʲerpʲɪts]) é um dos vários títulos habituais para santos usados nas comemorações dos serviços divinos ao lembrar os santos no calendário da Igreja.[1]

Um portador da paixão é uma pessoa que enfrenta a sua morte uma maneira parecida com a de Cristo. Ao contrário de mártires, portadores da paixão não são explicitamente mortos por sua , embora mantenham esta fé com piedade e verdadeiro amor de Deus. Assim, todos os mártires são portadores da paixão, mas nem todos os portadores de paixão são mártires.

Portadores da paixão notáveis ​​incluem os irmãos Boris e Gleb[2], bem como toda a Família Imperial da Rússia que foram executados pelo bolcheviques em 1918.

Referências

  1. «Passion Bearer» (em inglês). Church of the Mother of God. Consultado em 27 de junho de 2013 
  2. «Santos Boris e Gleb, Principes». Paróquia Santa Zenáide. Consultado em 27 de junho de 2013 
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.