Portal:Astronomia/Imagem selecionada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Imagens selecionadas

Aqui estão reunidas para figurar na página principal do Portal de Astronomia algumas das imagens mais marcantes do espaço, sejam galáxias, nebulosas, planetas e demais corpos, que demonstram a beleza e a grandeza dos objetos celestes.

Se você também conhece uma imagem do universo que também seja notável pela sua beleza, ou tenha um aspecto intrigante e interessante, coloque-a também para aparecer na página principal com as demais. Para isso, basta você clicar no primeiro link vermelho depois da última imagem e inserir a sua sugestão. Utilize como modelo de formatação qualquer uma das demais imagens. Na página principal, atualize a quantidade de imagens. Se tiver alguma dúvida, pode perguntar na página de discussão do portal.

Imagem selecionada/1

Portal:Astronomia/Imagem selecionada/1

Messier51.jpg
Galáxia do Rodamoinho (M51 ou NGC5194).


Imagem selecionada/2

Portal:Astronomia/Imagem selecionada/2

A nebulosa do Caranguejo, resultado da explosão de uma estrela.
Nebulosa do Caranguejo, resultado da explosão de uma estrela.
.


Imagem selecionada/3

Portal:Astronomia/Imagem selecionada/3

Um eclipse solar
Um eclipse solar ocorrido em 2008, quando a coroa solar se torna visível.


Imagem selecionada/4

Portal:Astronomia/Imagem selecionada/4

Aglomerado globular Ômega Centauri
Aglomerado globular Omega Centauri, com milhões de estrelas.

Imagem selecionada/5

Portal:Astronomia/Imagem selecionada/5

NGC 1232.jpg

NGC 1232 foi obtida em 21 de setembro de 1998.

Imagem selecionada/6

Portal:Astronomia/Imagem selecionada/6

The Earth seen from Apollo 17.jpg
O PLANETA AZUL é uma famosa fotografia, da Terra, tirada, a 7 de dezembro de 1972, durante a missão Apollo 17, quando se encontrava a caminho da Lua e a 29,000 quilómetros da Terra.


Imagem selecionada/7

Portal:Astronomia/Imagem selecionada/7

A constelação de Órion
O espaço que, visto a olho nu pode parecer relativamente vazio, pode conter várias estruturas, como nebulosas, que são visíves somente com avançados instrumentos de observação. Essa região é da constelação de Órion com as Três Marias ao centro.

Imagem selecionada/8

Portal:Astronomia/Imagem selecionada/8

Uma ejeção de massa coronal do Sol.
Uma incrível ejeção de massa coronal do Sol.

Imagem selecionada/9

Portal:Astronomia/Imagem selecionada/9

Galáxias em colisão.
Fusão das galáxias NGC 4038 e NGC 4039, fotografadas pelo Telescópio Espacial Hubble

Imagem selecionada/10

Portal:Astronomia/Imagem selecionada/10

Aglomerado de estrelas das Plêiades.
As Plêiades, um aglomerado de estrelas visível a olho nu.

Imagem selecionada/11

Portal:Astronomia/Imagem selecionada/11

Uma nebulosa planetária.
Nebulosa de Hélix, uma nebulosa planetária, um dos possíveis estágios finais da vida de uma estrela.

Imagem selecionada/12

Portal:Astronomia/Imagem selecionada/12

Galáxia do Sombrero.
A magnífica galáxia do Sombrero.

Imagem selecionada/13

Portal:Astronomia/Imagem selecionada/13

Inúmeras galáxias.
Cerca de dez mil galáxias aparecem nessa imagem ultradetalhada do Telescópio Espacial Hubble, que cobre somente treze milhonésimos de todo o céu.

Imagem selecionada/14

Portal:Astronomia/Imagem selecionada/14

O cinturão de Órion
A região do cinturão de Órion. As três estrelas brilhantes formam um asterismo conhecido como Três Marias. Logo abaixo a esquerda está a Nebulosa Cabeça de Cavalo (proeminência escura) e a esquerda da primeira estrela está a Nebulosa da Chama.

Imagem selecionada/15

Portal:Astronomia/Imagem selecionada/15

O cinturão de Órion
Concepção artística de 55 Cancri b, um exoplaneta do tipo Júpiter quente.

Purge