Portal:Coleopterologia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Coleopterologia

Coleopterologia (do grego: κολεός, koleos "estojo"; πτερόν, pteron "asas"; λόγος, logos "palavra, tratado, estudo"; -ία, -ía "ação, qualidade") é um ramo da entomologia que estuda a estrutura, fisiologia, comportamento, evolução e classificação dos coleópteros. O termo κολεόπτερος (coleópteros) foi cunhado por Aristóteles, há mais de dois mil anos, para descrever os insetos que possuem suas asas posteriores protegidas por um "estojo". Inclusive, foi o primeiro a descrever Trichodes apiarius. Como todas as ciências da vida, a Coleopterologia permaneceu estagnada até a época de Linnaeus, que propôs a nomenclatura binomial. Mas é Jan Swammerdam quem propôs os princípios da organização à entomologia e uma definição científica aos coleópteros. Em 1844, LeConte publicou seus primeiros artigos dedicados aos coleópteros. Mais tarde, ele se tornaria um especialista de renome mundial no assunto e é considerado o primeiro coleopterologista da história.

Artigo selecionado

Die exotischen Käfer in Wort und Bild (1908) (20903854532).jpg

Os cerambicídeos (Latim científico: Cerambycidae), compreende uma família de coleópteros, com distribuição cosmopolita, exceto na Antártica. Caracterizam-se por apresentarem compridas antenas, em muitos casos, tendo mais que o dobro do tamanho do próprio corpo. Os indivíduos adultos são fitófagos, vivendo em meio às árvores ou plantas das quais se alimentam suas larvas. Algumas espécies permanecem sobre as flores, se alimentando de pólen, enquanto, outras se alimentam de frutos maduros que se rompem ao cair no solo. Os indivíduos adultos não costumam ser nocivos, com exceção dos "serradores".


Sabia que

Anatomia

Reitter Panagaeus beetle tagged.png
Anatomia de um coleóptero
A - Cabeça   B - tórax   C - Abdome

1. Cabeça - 2. Pronoto - 3. Escutelo - 4. Élitros - 5. Palpos labiais - 6. Antenas - 7. Olho composto - 8. Fêmur - 9. Tíbia - 10. Tarsos

Imagem selecionada

Biografia selecionada

Bates

Henry Walter Bates foi um naturalista e explorador inglês, famoso por sua viagem à Amazônia, junto com Alfred Russel Wallace, com o objetivo de recolher material zoológico e botânica para o Museu de História Natural de Londres. Permaneceu no Brasil durante onze anos, enviando cerca de 14.712 espécies (sendo 8.000 novas). Após o seu trabalho nas florestas tropicas brasileiras, propôs o mecanismo de Mimetismo batesiano, uma forma de mimetismo em que uma espécies evolui características morfológicas que a fazem aparentar com outra espécie considerada repugnante pelo predador, concedendo-lhe uma certa proteção contra predação.

Wikiprojeto

Os temas referentes à Coleopterologia estão no âmbito do Projectum Coleopterologicum, que tem por objetivo reunir os usuários que se interessam pela área para melhorar a qualidade e padronizar os artigos relacionados, além de criar novos. Acesse a página do projeto e ajude a melhorar o conteúdo coleopterológico.

Categoria

Portais relacionados

Wikimedia