Portal:Conteúdo destacado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The featured content star

Conteúdo destacado na Wikipédia

Conteúdo destacado representa o melhor que a Wikipédia tem a oferecer. Esta página faz ligações com todos os conteúdos destacados da Wikipédia e apresenta um exemplo de cada tipo de conteúdo selecionado aleatoriamente.

Conteúdo destacado aleatório

Para ver abaixo outra seleção aleatória de conteúdos destacados, clique aqui.

Escolha dos conteúdos destacados

Você pode participar do processo de seleção dos destaques em:

Conteúdo destacado:

Conteúdo bom:

Revalidação:

Artigo destacado aleatório

Tilacinos em Washington D.C., 1902.

Tilacino (nome científico: Thylacinus cynocephalus) foi o maior marsupial carnívoro conhecido dos tempos modernos. Nativo da Austrália, Tasmânia e Nova Guiné, acredita-se que foi extinto no século XX. Foi o último membro de seu gênero, Thylacinus, ainda que diversas espécies relacionadas tenham sido encontradas em registros de fósseis datando desde ao início do Mioceno. Os tilacinos foram extintos da Austrália continental milhares de anos antes da colonização europeia do continente, mas sobreviveram na ilha da Tasmânia junto com diversas espécies endêmicas, incluindo o diabo-da-tasmânia. A caça intensiva encorajada por recompensas por os considerarem uma ameaça aos rebanhos é geralmente culpada por sua extinção, mas outros fatores que contribuíram podem ter sido doenças, a introdução dos cães e do dingo, e intrusão humana em seu habitat.

O último registro visual conhecido ocorreu em 1932 e o último exemplar morreu no jardim zoológico de Hobart em 7 de setembro de 1936. Apesar de ser oficialmente classificado como extinto, relatos de encontros ainda são reportados. Como os tigres e lobos do hemisfério norte, o tilacino era o predador-alfa da cadeia alimentar. Como um marsupial, não era relacionado a estes mamíferos placentários, mas devido à convergência evolutiva, ele demonstrava as mesmas formas gerais e adaptações. (leia mais...)


Lista destacada aleatória

A morte de um músico popular, e da mesma forma, o uso do trabalho de um músico morto como forma de publicidade, muitas vezes provoca um aumento acentuado nas vendas de gravações do músico e produtos associados, o que levou a uma lista de singles póstumos número um na UK Singles Chart. O fenómeno, um tema de discussão em ambos os meios de comunicação e na academia, ocorreu dezanove vezes no Reino Unido entre os anos de 1959 e 2007. A UK Singles Chart é uma tabela musical compilada em nome da indústria fonográfica britânica com base nas vendas de singles no Reino Unido. Desde 1997, a tabela foi compilada pela The Official Charts Company e foi inteiramente baseada nas vendas de singles físicos dos locais de venda até 2005, quando os downloads digitais foram incluídos na compilação da tabela. A UK Singles Chart foi originada em 1952, quando a New Musical Express (NME) publicou a primeira tabela de vendas de singles. As posições de todas as músicas são baseadas em totais semanais de venda de singles. As posições de todas as músicas são baseadas em totais semanais de venda final, de domingo a sábado, mas antes de 1987, as edições das tabelas eram publicadas em uma terça-feira devido à necessidade de cálculo manual.

Imagem destacada aleatória

Sorting quicksort anim.gif
Animação do algorítimo Quicksort que ordena em ordem crescente valores aleatórios.

Conteúdo recentemente destacado

Artigos Imagens Listas Portais