Saltar para o conteúdo

Portal:Guiné Equatorial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 ver · editar Guiné Equatorial
Mapa de localização.

A Guiné Equatorial, oficialmente República da Guiné Equatorial, é um país da África Ocidental dividido em vários territórios descontínuos no Golfo da Guiné: um continental, Mbini (antiga colônia espanhola de Rio Muni), e outros insulares. A ilha de Bioco (antiga Fernando Pó), no norte do Golfo do Biafra, as outras ilhas são a de Ano Bom, a sul de São Tomé e Príncipe, e as ilhas Corisco, Elobey Grande e Elobey Pequeno (e ilhotas adjacentes) na baía de Corisco, ao largo do Gabão. Sua capital é a cidade de Malabo, anteriormente conhecida como Santa Isabel.

Além do Gabão e São Tomé e Príncipe, a Guiné Equatorial tem fronteiras com os Camarões e com a Nigéria. O país tem o maior produto interno bruto per capita do continente africano, embora seja um país de médio índice de desenvolvimento humano (0,556). No dia 23 de Julho de 2014, a Guiné Equatorial entrou na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e, em 2017, as Nações Unidas deixou de designar o país como subdesenvolvido e o elevou ao status de país em desenvolvimento.

 ver · editar Artigos selecionados

Malabo (məˈlɑːboʊ) é a capital e maior cidade da Guiné Equatorial. Localizada na costa norte da Ilha Bioko (antiga Fernando Pó) sobre a borda de um vulcão submerso. O porto da cidade está localizado no Golfo da Guiné. A população da cidade é de cerca de 96.000 habitantes (estimativa de 2007). Malabo é também a capital da Região Insular, da província de Bioko Norte e do distrito de Malabo.

É a cidade mais antiga da Guiné Equatorial, onde pode ver uma abundância de edifícios de arquitetura colonial em coexistência com os edifícios modernos. As ruas, veredas quadradas revelam uma pré-concepção de cidade moderna, com zonas pedonais em todas, mas pelo tempo da sua concepção, prevê espaços verdes e de lazer, um fenômeno que provoca uma sensação de arquitetura de pressão, temperada pela baixa altura dos edifícios, com uma mistura entre ocidentalização e africanismo equilibrado.


 ver · editar Categorias
 ver · editar Mapa


Etnografia da Guiné Equatorial:
1. Fernandino; 2. Bubis; 3. Ibos; 4. Bakas; 5. Balengue (grupo étnico) ou Bisios; 6. Playeros (balengue) ou Bengas;  7. Gabonenses; 8. Crioulos anobonenses e 9. Fá d'Ambô ou outros crioulos portugueses; 10.Fangs; 11. Etnias minoritárias.

 ver · editar Imagem selecionada
Vista aérea de Malabo.
 ver · editar Biografia selecionada

Teodoro Obiang Nguema Mbasogo (Acoacán, Wele-Nzas, Rio Muni, 5 de junho de 1942) é um político guinéu-equatoriano que é presidente da Guiné Equatorial desde 1979. Ele depôs seu tio Francisco Macías Nguema em um golpe militar em agosto de 1979 e supervisionou a emergência da Guiné Equatorial como um importante produtor de petróleo desde o inicio na década de 1990. Obiang foi presidente da União Africana de 31 de janeiro de 2011 a 29 de janeiro de 2012. Ele é o governante mais antigo da África e o presidente com mais tempo de mandato no mundo.



 ver · editar WikiProjetos
 ver · editar Coisas que você pode fazer
Colabore!
Colabore!

Agradecemos o seu interesse por ampliar e melhorar os artigos relacionados com a Guiné Equatorial na Wikipédia! Abaixo algumas coisas que esperam a sua colaboração.

 ver · editar Tópicos
 ver · editar Associados Wikimedia

Portais de Países e Regiões de Língua Oficial Portuguesa

Angola Brasil Cabo Verde Guiné-Bissau Guiné Equatorial Macau Moçambique Portugal São Tomé e Príncipe Timor-Leste
Recarregar