Portal:História da ciência

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Wikipedia-pt-hist-cien-logo.png
Bem vindos ao
Portal da
História da Ciência

Este portal é parte integrante do Projeto História da ciência.
O projeto livre que todos podemos editar.

310 artigos de história da ciência em português
18 usuários no projeto

Ciência é um conjunto de conhecimentos empíricos, teóricos e práticos sobre a natureza, produzido por uma comunidade mundial de pesquisadores fazendo uso do método científico, que dá ênfase à observação, explicação e predição de fenômenos reais do mundo através de experimentos. Dada a natureza dual da ciência como um conhecimento objetivo e como uma construção humana, a historiografia da ciência usa métodos históricos tanto da história intelectual como da história social.

Traçar as exatas origens da ciência moderna se tornou possível através de muitos importantes textos que sobreviveram desde o mundo clássico. Entretanto, a palavra cientista é relativamente recente - inventada por William Whewell no século XIX. Anteriormente, as pessoas investigando a natureza chamavam-se a si mesmas de filósofos naturais.

Enquanto as investigações empíricas do mundo natural foram descritas desde a antiguidade clássica (por exemplo, por Tales de Mileto e Aristóteles); o método científico tem sido usado desde a Idade Média. Conforme Robert Grosseteste e Jean Buridan, o surgimento da ciência moderna é geralmente traçado até a Idade Moderna, durante o que é conhecido como Revolução Científica que aconteceu nos séculos XVI e XVII na Europa.

Métodos científicos são considerados como sendo fundamentais para a ciência moderna. Por isso, alguns - especialmente os filósofos da ciência e cientistas - consideram investigações antigas da natureza como sendo pré-científica. Tradicionalmente, historiadores da ciência têm definido ciência como sendo suficientemente abrangente para incluir essas investigações.

Artigo selecionadoVerEditar
Expoentes da Física
Aristóteles, considerado um dos maiores filósofos naturais da Grécia Antiga
Busto por Lísipo, Museu Nacional Romano

Pode-se traçar a história da Física a partir do momento em que a humanidade começou a ver e analisar os fenômenos naturais de modo racional, abandonando explicações místicas ou divinas. As primeiras tentativas racionais de explicação da Natureza vieram com os indianos e com os gregos antigos. Antes disso, fenômenos naturais e suas consequências eram explicados por deuses e deusas; Apolo, em sua carruagem, carregava a esfera brilhante, o Sol, de leste para oeste, todos os dias. A Filosofia Natural, como era conhecida a Física até tempos mais modernos, confundia-se com a Química e com certos aspectos da Matemática e Biologia, e pode ser considerada a disciplina acadêmica mais antiga, se for considerada a sua presença dentro da Astronomia.

Após ter visto um momento de esplendor na Grécia Antiga, tendo como nome principal Aristóteles, a Física entrou em declínio na Idade Média, tendo revivido apenas durante o Renascimento, durante a Revolução Científica. Galileu Galilei é considerado o primeiro Físico em seu sentido moderno, adotando a Matemática como ferramenta principal. Galileu é um dos primeiros a descrever o real objetivo de um cientista; sua função é apenas descrever os fenômenos em vez de tentar explicá-los. Já dotado de um método científico, a Física teve uma notável evolução com Isaac Newton, que realizou a primeira grande unificação da Física ao unir Céus e Terra sob as mesmas leis da Física, a gravitação universal.

Biografia selecionadaVerEditar
James Watt by Henry Howard.jpg
Ver no Commons
James Watt

James Watt (Greenock, Escócia, 19 de Janeiro de 1736Heathfield Hall, Inglaterra, 25 de Agosto de 1819) foi um matemático e engenheiro escocês.

Construtor de instrumentos científicos, destacou-se pelos melhoramentos que introduziu no motor a vapor, que se constituíram num passo fundamental para a Revolução Industrial. Foi um importante membro da Lunar Society. Muitos dos seus textos estão atualmente na Biblioteca Central de Birmingham.

Investigações na área do vapor
Quatro anos após ter aberto sua loja, Watt iniciou seus experimentos com vapor, incentivado por seu amigo, o professor John Robinson. Watt nunca havia trabalhado com máquinas a vapor, mas mesmo assim ele persistiu na construção de um modelo. Encontrou muita dificuldade a princípio, mas continuou com seus experimentos, descobriu a importância do calor latente, e compreendeu a engenharia aplicada em tais máquinas, ao qual Joseph Black acabou por tornar-se famoso alguns anos mais tarde.

E com o apoio da Universidade, através de máquinas e equipamentos, pode pesquisar e fazer diversos experimentos na área. Até que ele mostrou que 80% do calor do aquecedor é consumido para esquentar o cilindro, por que o vapor é condensado e separado em um compartimento no pistão, que mantém o cilindro na mesma temperatura do vapor injetado. Tal pesquisa teve fim em 1765, e ele logo iniciou um novo trabalho.

Neste mesmo ano, inventou uma máquina a vapor com menores problemas de perda de energia em relação às bombas anteriores e que poderia também gerar movimento circular. Com o progresso da metalurgia, a máquina pode obter a precisão que requeria.

Rede temáticaVerEditar
História da Matéria médica e dos jardins botânicos
O jardim botânico de Pádua.

Os primeiros jardins botânicos surgiram com o objectivo de auxiliarem o ensino da Matéria médica e de fornecerem as boticas. Com a expansão geográfica europeia eles foram utilizados para o estudo botânico das novas espécies vegetais exóticas.

Uma rede temática corresponde a um conjunto ou cacho (cluster) de artigos interligados entre si. O tema em destaque centra-se na História da Matéria médica e dos jardins botânicos do Renascimento até ao século XVIII.

Artigos

  • Conceitos:

Herbário | História natural | Matéria médica

  • Pessoas:

Aldrovandi, Ulisse | Dioscórides | Clusius, Carolus | Fuchs, Leonhart | Ghini, Luca | von Haller, Albrecht | Laguna, Andrés | Lineu | Mattioli, Pier Andrea | Miller, Philip | Orta, Garcia de | Smet, Hendrik de | Vandelli, Domenico

  • Instituições:
Jardin du roi, gravura de Frédéric Scalberge (1636).

Ajuda, Jardim Botânico da | Chelsea Physic Garden | Coimbra, Jardim botânico de | Florença, Jardim dos simples de | Gotinga, Jardim botânico de | Heidelberg, Jardim botânico de | Leiden, Jardim botânico de | Montpellier, Jardin des plantes de | Pádua, Jardim botânico de | Palermo, Jardim botânico de | Paris, Jardin des plantes de | Pisa, Jardim botânico de | Uppsala, Jardim botânico de Lineu em

  • Relacionados:
Expedições filosóficas portuguesas
EfémeridesVerEditar
Efemérides em 2018

Quadricentenário

Astronomia
Johannes Kepler (1610), autor desconhecido
Nascimentos
Falecimentos

Tricentenário

Química
Nascimentos
Falecimentos
Angelo Secchi

Bicentenário

Exploração
Tecnologia
Nascimentos
Falecimentos
Imagem selecionadaVerEditar
HautFingerspitzeOCT.gif
Legenda: Imagem rotante do tomograma da ponta de um dedo obtida por tomografia de coerência ótica (OCT). O estrato córneo está no topo. Na base, estão partes superficiais da derme. Os dutos de suor são claramente visíveis.

Tomografia, também chamada de planigrafia e estratigrafia, é um exame médico radiológico que permite visualizar as estruturas anatômicas na forma de cortes.

CategoriasVerEditar
TemasVerEditar
ColaboreVerEditar
Colabore!

Agradecemos o seu interesse por ampliar e melhorar os artigos relacionados com História da ciência na Wikipédia! Abaixo algumas coisas que esperam a sua colaboração.

Veja também

 

Portais e WikiProjetosVerEditar
WikimediaVerEditar