Portal:Lady Gaga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lady Gaga portal.png

Logótipo de Lady Gaga

Lady Gaga apresentando-se na The Monster Ball Tour, em 2010.
Stefani Joanne Angelina Germanotta (Nova Iorque, 28 de março de 1986), mais conhecida pelo nome artístico Lady Gaga, é uma cantora, compositora, produtora musical e atriz nascida nos Estados Unidos. Ela começou a apresentar-se no cenário musical de rock no Lower East Side em 2003, e mais tarde matriculou-se na Tisch School of Arts da Universidade de Nova Iorque. No fim de 2007, assinou um contrato com a Streamline Records, um selo da editora discográfica Interscope Records. Durante o seu início na Interscope, trabalhou como compositora para artistas e capturou a atenção do produtor Akon, que reconheceu as suas habilidades vocais e contratou-a para a sua própria gravadora, a Kon Live Distribution.

Gaga ganhou proeminência como uma artista após o lançamento do seu álbum de estúdio de estreia, intitulado The Fame, em 2008. O disco foi um sucesso a nível crítico e comercial, tendo atingido o número um no Reino Unido, Canadá, Áustria, Alemanha e Irlanda, enquanto nos Estados Unidos alcançou a posição máxima de número dois na Billboard 200. As canções "Just Dance" e "Poker Face", co-escritas e produzidas por RedOne, tornaram-se sucessos internacionais de número um, atingindo o topo da Billboard Hot 100 nos EUA, bem como em vários outros países. O álbum, mais tarde, conseguiu um total de sete indicações e dois prêmios nos Grammy Awards. No início de 2009, ela embarcou na sua primeira turnê, a The Fame Ball Tour. No quarto trimestre do ano, lançou o extended play (EP) The Fame Monster, que contém os êxitos internacionais "Bad Romance", "Telephone" e "Alejandro", e embarcou na sua segunda turnê, a The Monster Ball Tour. The Fame Monster vendeu 6 milhões de cópias e foi o álbum mais vendido de 2010. O seu segundo álbum de estúdio, Born This Way, foi lançado em 23 de Maio de 2011 e vendeu 2,2 milhões de cópias nos EUA e 8 milhões mundialmente. Além disso, produziu os singles "Born This Way", "Judas" e "The Edge of Glory", que tornaram-se sucessos mundiais. Em 2013, Gaga lançou seu terceiro álbum de estúdio, Artpop. Após o álbum, sentiu-se inspirada para que começasse uma mudança de imagem em sua carreira musical e visual.[1] Lançou seu quarto álbum de estúdio em 2014, Cheek to Cheek, um projeto de música jazz em parceria com Tony Bennett.[2] Em 2016, ela lançou seu quinto álbum de estúdio Joanne,[3] que apresenta influências fortes do country e rock.[4]

Influenciada por artistas como David Bowie, Michael Jackson, Madonna e Queen, Gaga é reconhecida pelas suas contribuições extravagantes, diferentes e exageradas à indústria musical através da sua moda, actuações e vídeos musicais. Ela vendeu um número estimado de 23 milhões de álbuns e 64 milhões de singles no mundo, o que fez dela uma das recordistas de vendas de discos no mundo. As suas conquistas incluem nove Grammy Awards[5] e treze MTV Video Music Awards. A artista apareceu consecutivamente na lista dos "Artistas do Ano" da revista Billboard (conseguindo o título definitivo em 2010), posicionou-se no número quatro na lista das "100 Maiores Mulheres na Música" do VH1, e é regularmente destacada em listas elaboradas pela revista Forbes e foi nomeada uma das pessoas mais influentes do mundo pela revista Time. Em 2012, Gaga foi posicionada no número quatro na lista das "15 Mulheres Mais Bem Sucedidas Do Entretenimento " da Billboard, faturando mais de 25 milhões de dólares.

Além disso, Gaga também iniciou uma carreira como atriz, dentre os quais se destacam trabalhos como a série televisiva American Horror Story: Hotel, que lhe rendeu um Globo de Ouro de melhor atriz,[6] e o filme A Star Is Born (2018), no qual atuou ao lado de Bradley Cooper[7] e para o qual contribuiu também com a trilha sonora. Após o lançamento da película, Gaga foi aclamada pelos críticos, nomeada ao Óscar de melhor atriz e vencedora na categoria de melhor canção original, à qual levou a estatueta pela música "Shallow". Com isto, Gaga se tornou a primeira artista musical a vencer cinco premiações na mesma temporada: Óscar, Grammy, Globo de Ouro, Bafta e Critics' Choice.[8] Devido a isso, foi convidada pelo Óscar para fazer parte dos membros votantes dos trabalhos musicais e de atuação.[9][10]

Ler mais

Álbum seleccionado

The Cherrytree Sessions é o primeiro extended play (EP) da artista americana Lady Gaga, lançado em 3 de Fevereiro de 2009. É constituído de duas canções tocadas ao vivo nos escritórios da Cherrytree Records, conhecido como The Cherrytree House, e um remix de "Eh, Eh (Nothing Else I Can Say)" com um piano elétrico e beatbox como seu instrumental. The Cherrytree Sessions foi inicialmente lançado somente através da Borders e via download digital, antes de ser relançado como CD em Agosto de 2010. Um vídeo das performances ao vivo foi publicado no site oficial da Cherrytree Records. O EP recebeu opiniões positivas dos críticos, que elogiaram as habilidades vocais de Gaga.

Um vídeo de Gaga visitando a The Cherrytree House foi postado no site oficial da Cherrytree Records. O vídeo começa com Gaga e Space Cowboy fazendo uma surpresa para o gerente da gravadora, Martin Kierszenbaum, em seu escritório. Depois de discutirem as suas viagens internacionais, Gaga começa a interpretar uma versão acústica de "Brown Eyes" no piano onde se apresentou para Kierszenbaum a primeira vez em que se encontraram. Ela e Space Cowboy em seguida, executaram uma versão simplificada de "Just Dance" no teclado, antes de Gaga voltar ao piano para interpretar uma versão acústica de "Poker Face".

Ler mais

Canção seleccionada

"Judas" é uma canção da cantora e compositora norte-americana Lady Gaga, sendo o segundo single do seu segundo álbum de estúdio, Born This Way. Seria originalmente lançada a 19 de Abril de 2011, contudo, após um demo da canção "vazar" na internet, Gaga decidiu antecipar a data, divulgando-a em 15 de Abril. A música foi escrita e produzida por Gaga e RedOne. A letra fala sobre uma mulher apaixonada por um homem que a trai, tal como a relação de Jesus Cristo com Judas Iscariotes.

"Judas" tem um som semelhante ao de singles anteriores de Gaga, como "Poker Face", "LoveGame", "Bad Romance" e "Alejandro", e contém três distintos ganchos e um break influenciado pela house music. O break contém influências de techno-tribal e dubstep. A cantora explicou que as linhas faladas durante o break, falam sobre ela estar além da sua capacidade de se redimir, em termos das visões tradicionais que uma mulher deve ser. A capa do single foi desenhada por Gaga no Microsoft Word e possui um fundo preto com a palavra "Judas", escrito em letras maiúsculas vermelhas, em fonte de impacto e tirou uma foto com seu celular para a textura. Foi lançado através de sua websérie, Transmission Gagavision. Críticos observaram semelhança entre "Judas" e "Bad Romance", mas elogiaram a produção musical da canção, elogiando a sua energia e o break robótico.

Ler mais

Imagem seleccionada

Lady Gaga actuando na Gröna Lund, Estocolmo em 2008.
.
Lady GaGa actuando em Gröna Lund, Estocolmo em 2008.
Mais média

Sabia que...?

  • Foi descoberto por um genealogista que ela é prima de nono grau de Madonna?
  • Ela nasceu em 28 de Março de 1986?
  • Em alguns países da Ásia e no próprio Estados Unidos já fizeram um protesto para impedir que seu show acontecesse?
  • O álbum Born This Way estreou em número um na Billboard 200?
  • Lady Gaga aprendeu a coreografia de "Born This Way" em um dia?
  • A pré-venda do seu álbum ARTPOP é a mais próspera de todos os tempos?
  • Seu álbum The Fame Monster vendeu 5,9 milhões tanto em 2009 como em 2011 se tornando o segundo e primeiro mais vendido desses anos respectivamente?
  • Lady Gaga é a cantora com mais records desse século, 111 no total?

Anexo seleccionado

Lady GaGa nos VMA's
A lista de prémios e nomeações de Lady Gaga consiste consiste em 251 prêmios vencidos de mais de 583 indicações totais. Ela ganhou destaque com o lançamento de seu primeiro álbum The Fame em 2008. O álbum ganhou vários prêmios e foi indicado para seis Grammy Awards, incluindo Álbum do Ano. O álbum e seu single "Poker Face" ganhou o prêmio de Melhor Álbum de Dance/Eletrônica e Melhor Gravação Dance, respectivamente, na 52ª edição do Grammy Awards. O álbum também ganhou na categoria Álbum Internacional no Brit Awards de 2010. Um extended play (EP) de relançamento, intitulado The Fame Monster, foi lançado em 2009 e incluiu os singles "Bad Romance" e "Telephone". Os videoclipes das músicas ganharam oito prêmios de treze indicações no MTV Video Music Awards de 2010, fazendo Gaga a artista mais indicada na história do VMA por um único ano e a primeira artista feminina a receber duas indicações para o Vídeo do Ano em uma única noite.[11] Em 2011, Gaga foi indicada para seis Grammy Awards, e ganhou três–Melhor Álbum Vocal de Pop para The Fame Monster, Melhor Performance Vocal Pop Feminina e Melhor Vídeo Musical de Curta Metragem para "Bad Romance".

Born This Way (2011), o segundo álbum de estúdio de Gaga, acumulou três indicações na 54ª edição do Grammy Awards, incluindo sua terceira indicação consecutiva para Álbum do Ano. Ganhou o People's Choice Awards de Álbum do Ano no ano seguinte, e o videoclipe da faixa-título ganhou dois VMAs, incluindo Melhor Vídeo Feminino. Seu terceiro álbum, Artpop (2013), ganhou o prêmio de Melhor Álbum de uma Artista Feminina no World Music Awards de 2014. Em outros empreendimentos musicais, Gaga lançou um álbum de jazz colaborativo com Tony Bennett, intitulado Cheek to Cheek (2014), que recebeu o Grammy Award de Melhor Álbum Vocal Pop Tradicional.

Em 2015, Gaga lançou a música "Til It Happens to You", para o documentário The Hunting Ground. A música ganhou um Satellite Award de Melhor Canção Original, enquanto foi indicada ao Oscar, ao Critics' Choice Movie Awards de Melhor Canção e ao Grammy Award de Melhor Canção Escrita para Mídia Visual. No mesmo ano, ela foi nomeada Mulher do Ano pela Billboard. Ela também se tornou a primeira mulher a receber o Digital Diamond Award da RIAA,[12] e a primeira artista a ganhar o prêmio Contemporary Icon Award do Songwriters Hall of Fame por "alcançar um status icônico na cultura pop". Gaga recebeu o Globo de Ouro de Melhor Atriz e indicações na 42ª edição do People's Choice Awards e na 20ª edição do Satellite Awards por seu papel na quinta temporada de American Horror Story, intitulada Hotel. Ela recebeu duas indicações ao Emmy Awards por seus especiais de televisão Lady Gaga Presents the Monster Ball Tour: At Madison Square Garden e Tony Bennett and Lady Gaga: Cheek to Cheek Live!. Além dos prêmios de música, Gaga ganhou vários prêmios e indicações por seus esforços artísticos e filantrópicos para a sociedade, como o Do Something! Award. Em 2013, ela terminou em segundo lugar na pesquisa dos leitores da Time sobre as pessoas mais influentes dos últimos dez anos.[13]

Em 2018, Gaga estrelou a terceira refilmagem de A Star is Born. Sua atuação foi aclamada pela crítica e lhe rendeu o National Board of Review de Melhor Atriz, o Critics' Choice Movie Awards de Melhor Atriz, além de ser indicada ao Globo de Ouro de Melhor Atriz – Drama, ao SAG Awards de Melhor Atriz, BAFTA de Melhor Atriz e ao Oscar de Melhor Atriz. Pela música "Shallow", presente na trilha sonora do filme, ela venceu o Oscar de Melhor Canção Original, o Globo de Ouro de Melhor Canção Original, o Critics' Choice Movie Awards de Melhor Canção, dois Grammy Awards, nas categorias de Melhor Performance de Duo/Grupo Pop e Melhor Canção Escrita para a Mídia Visual, e o BAFTA de Melhor Trilha Sonora. Com isso, Gaga se tornou a primeira pessoa a ganhar um Oscar, Grammy, BAFTA e Globo de Ouro em um ano.[14] Após todas premiações, a canção fez Gaga possuir, segundo a Billboard, o recorde de música com mais prêmios da história, com 32 estatuetas, superando "Formation", de Beyoncé (28 prêmios) e "Thriller", de Michael Jackson (23 estatuetas).[15]

Ler mais

Conteúdo destacado

Tópicos

Portais relacionados

Coisas a fazer

Nuvola filesystems trashcan full recycling.pngArtigos para reciclar

Clipboard.svg Artigos para expandir

Wikimedia

Lady Gaga no Wikinotícias     Lady Gaga no Wikiquote     Lady Gaga no Wikilivros     Lady Gaga no Wikisource     Lady Gaga no Wikcionário     Lady Gaga na Wikiversidade     Lady Gaga no Wikivoyage     Lady Gaga no Commons
Notícias Citações Livros didáticos e manuais Biblioteca Definições Recursos de aprendizado Guias de viagem Imagens e mídia
https://pt.wikinews.org/wiki/Special:Search/Lady_GagaWikinews-logo.png
https://pt.wikiquote.org/wiki/Special:Search/Lady_GagaWikiquote-logo.svg
https://pt.wikibooks.org/wiki/Special:Search/Lady_GagaWikibooks-logo.png
https://pt.wikisource.org/wiki/Special:Search/Lady_GagaWikisource-logo.svg
https://pt.wiktionary.org/wiki/Special:Search/Lady_GagaWiktionary-logo.svg
https://pt.wikiversity.org/wiki/Special:Search/Lady_GagaWikiversity-logo.svg
https://pt.wikiversity.org/wiki/Special:Search/Lady_GagaWikivoyage-Logo-v3-icon.svg
//pt.wikipedia.org/wiki/Especial:Search/Commons:Lady_GagaCommons-logo.svg

Purgar cache do servidor

  1. Hampp, Andrew (6 de março de 2015). «Inside Lady Gaga's Latest Reinvention (It's All Part of a Long-Term Plan)». Billboard. Consultado em 7 de outubro de 2018 
  2. «Tony Bennett & Lady Gaga: Cheek to Cheek Album of Classic Jazz Standards to Be Released September 23». Universal Music Canada (em inglês). 29 de julho de 2014. Consultado em 7 de outubro de 2018 
  3. Redfearn, Dominique (15 de setembro de 2016). «Lady Gaga Announces Album Title & Release Date». Billboard. Consultado em 7 de outubro de 2018 
  4. Hudak, Joseph (17 de outubro de 2016). «Lady Gaga Talks Garth Brooks Fandom, New Album's Country Influence». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 7 de outubro de 2018 
  5. «Grammy Awards». Consultado em 23 de fevereiro de 2019  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  6. «Winners & Nominees 2016». Hollywood Foreign Press Association. Consultado em 11 de janeiro de 2016 
  7. Lang, Brent (5 de dezembro de 2017). «First Look at Lady Gaga and Bradley Cooper in 'A Star Is Born'». Variety. Consultado em 3 de janeiro de 2018 
  8. O Estado de S. Paulo, ed. (25 de fevereiro de 2019). «Lady Gaga é a primeira artista a vencer cinco premiações na mesma temporada». Consultado em 26 de fevereiro de 2019 
  9. Harris, Hunter (1 de julho de 2019). «Lady Gaga Invited to Join the Academy, Will Surely Save the Oscars From Now On». Vulture. Consultado em 1 de julho de 2019 
  10. Rottenberg, Josh (1 de julho de 2019). «Film academy invites more women tham nen to key director, writer and producer branches». LA Times. Consultado em 1 de julho de 2019 
  11. Kaufman, Gil (3 de agosto de 2010). «Lady Gaga's 13 VMA Nominations: How Do They Measure Up?». MTV News. Consultado em 18 de setembro de 2010. Cópia arquivada em 5 de setembro de 2010 
  12. «Lady Gaga Becomes RIAA's First Female Digital Diamond Award Recipient». Recording Industry Association of America. Consultado em 6 de maio de 2015. Arquivado do original em 11 de julho de 2015 
  13. «Who's the Most Influential?». Time. Consultado em 30 de outubro de 2015. Cópia arquivada em 22 de outubro de 2015 
  14. «Lady Gaga é a 1ª artista musical a vencer 5 premiações na mesma temporada». EXAME. 25 de fevereiro de 2019. Consultado em 25 de fevereiro de 2019 
  15. «'Shallow' faz Lady Gaga bater recorde de música com mais prêmios da história: 32 estatuetas». G1. Consultado em 25 de fevereiro de 2019