Portal:Linux

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bem vindo(a) ao Portal Linux,
que faz parte da Wikipédia, a enciclopédia livre que todos podem editar.
Ajuda - Perguntas frequentes - Políticas da Wikipédia - Portais
Hoje é quinta-feira, 16 de agosto de 2018 - 12h16min (UTC)
Linux
Tux, a mascote do Linux

Linux é o termo geralmente usado para designar qualquer sistema operativo (português europeu) ou sistema operacional (português brasileiro) que utilize o núcleo Linux. Foi desenvolvido pelo finlandês Linus Torvalds, inspirado no sistema Minix. O seu código fonte está disponível sob licença GPL para qualquer pessoa que utilizar, estudar, modificar e distribuir de acordo com os termos da licença.

Inicialmente desenvolvido e utilizado por grupos de entusiastas em computadores pessoais, o sistema Linux passou a ter a colaboração de grandes empresas, como a IBM, Sun Microsystems, Hewlett-Packard (HP), Red Hat, SUSE, Novell, Oracle, Google, Mandriva e a Canonical.

Apoiado por pacotes igualmente estáveis e cada vez mais versáteis de aplicativos para escritório (LibreOffice; BrOffice, por exemplo) ou de uso geral, por programas para micro e pequenas empresas gratuitos(projeto GNU) mas que em nada ficam a dever aos seus concorrentes comercializados, e interfaces gráficas cada vez mais amigáveis como o KDE e o GNOME, o núcleo linux, conhecido por sua estabilidade e robustez, tem gradualmente caido no domínio popular, encontrando-se cada vez mais presente nos computadores de uso pessoal atuais. Há muito entretanto destaca-se como o sistema operacional preferido em servidores de grandes porte, encontrando-se quase sempre presente nos "mainframes" de grandes empresas comerciais e até mesmo no computador mais rápido do mundo, o Tianhe-I, chinês.


{{Portal:Linux/cabeçalho|Artigo destacado

Dingux - Tela de boot

Dingux é uma distribuição Linux baseada no Rockbox para chips Injenic.

O Dingux foi iniciado em meados de Maio de 2009.Inicialmente consistia apenas no código do Rockbox com adaptações para o LCD do Dingoo.

Esta variante do Linux foi gerado e liberado por Booboo no Google Code em 18 de maio de 2009.
Um instalador do dual boot chamado Dingux foi lançado em 24 de junho. Isto permite a dupla arrancada, pelo firmware original ou Linux, sem a necessidade da ligação com um PC. Atualmente o Dingux só pode ser instalado por cartões MiniSD formatados com particionamento FAT32, diferente de sua versão inicial que necessitava de partições ext3/ext2 como em instalações convencionais do Linux.

Características

O Dingux gerou uma grande reviravolta no mundo dos portáteis, pois inicialmente foi portado para o Dingoo, o que atraiu uma grande legião de programadores da cena homebrew de diversos portáteis.

Atualmente o Dingux está sendo portado para o Gemei x760+, e futuramente poderá ser portado para os mais diversos aparelhos baseados no chip Injenic.

O Sistema

O objetivo do Dingux é ser uma distribuição destinada ao uso em Soquetes Injenic, fácil de usar e instalar e que resolva problemas com seus firmwares nativos.

O Futuro

Além de diversos emuladores, jogos, ports de PC e aplicativos que estão disponíveis para uso, a ideia é transformar o dingux em sistema nativo; já que ele não roda diretamente da memória interna do player, e sim de uma memória externa, futuramente será possível rodá-lo diretamente da memória interna.

 ver·editar Você sabia?

... Os sistemas baseados em Linux encontram-se em 446 dos 500 supercomputadores mais potentes do mundo.

... Os servidores de Google rodam sob Linux.

... 95% dos servidores que se utilizam nos estúdios de Hollywood para os filmes de animação rodam Linux.

... O primeiro longa-metragem de sucesso produzido em servidores Linux foi Titanic em 1997.

... James Cameron também escolheu servidores com Linux para produzir o filme Avatar.

... Em 2009, as diferentes variantes de Linux conseguiram uma quota de mercado em servidores de 33,8% em frente ao 7,3% dos sistemas da Microsoft.

... Estima-se que em um meio de desenvolvimento comercial o código fonte do Linux custaria em torno dos 7,3 bilhões de dólares.


 ver·editar Distribuições Linux
 ver·editar Wikimedia
Linux no Wikinotícias     Linux no Wikiquote     Linux no Wikilivros     Linux no Wikisource     Linux no Wikcionário     Linux na Wikiversidade     Linux no Wikivoyage     Linux no Commons
Notícias Citações Livros didáticos e manuais Biblioteca Definições Recursos de aprendizado Guias de viagem Imagens e mídia
https://pt.wikinews.org/wiki/Special:Search/LinuxWikinews-logo.png
https://pt.wikiquote.org/wiki/Special:Search/LinuxWikiquote-logo.svg
https://pt.wikibooks.org/wiki/Special:Search/LinuxWikibooks-logo.png
https://pt.wikisource.org/wiki/Special:Search/LinuxWikisource-logo.svg
https://pt.wiktionary.org/wiki/Special:Search/LinuxWiktionary-logo.svg
https://pt.wikiversity.org/wiki/Special:Search/LinuxWikiversity-logo.svg
https://pt.wikiversity.org/wiki/Special:Search/LinuxWikivoyage-Logo-v3-icon.svg
//pt.wikipedia.org/wiki/Especial:Search/Commons:LinuxCommons-logo.svg