Portal:Nova Iorque (estado)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Bandeira de Nova Iorque
Bandeira de Nova Iorque

Portal de Nova Iorque

The Empire State

Editar
   O Portal de Nova Iorque
Localização de Nova Iorque
Localização de Nova Iorque

Nova Iorque ou Nova York () é um dos 50 estados dos Estados Unidos, localizado na Região nordeste do país. É o maior centro financeiro e comercial do país, e o quarto maior centro industrial dos Estados Unidos, atrás apenas de Califórnia, Texas e Ohio.

O estado não deve ser confundido com a cidade de mesmo nome, a cidade de Nova Iorque, localizada ao sul do estado. Por isto, o estado às vezes é chamado de Estado de Nova Iorque (New York State). Além de ser a maior cidade do estado, Nova Iorque, com seus 8,5 milhões de habitantes (aproximadamente a metade da população do estado), é também a cidade mais populosa dos Estados Unidos. Nova Iorque tornou-se o estado mais populoso do país por volta de 1810, sendo ultrapassado pela Califórnia na década de 1960, pelo Texas na década de 1990, e pela Flórida em 2020, tornando-se, assim, o quarto estado mais populoso dos Estados Unidos, com pouco mais de 20 milhões de habitantes.

Nova Iorque foi originalmente colonizado por neerlandeses, que chamaram a região de Novos Países Baixos. Eles também fundaram um assentamento na ilha de Manhattan, chamado de Nova Amesterdã. Quando a Inglaterra capturou o estado dos neerlandeses, eles renomearam tanto o estado quanto a cidade, localizada em Manhattan, de New York. Nova Iorque foi uma das treze colônias britânicas que rebelaram-se na Guerra da Independência dos Estados Unidos, e um terço de todas as batalhas aconteceram no estado. Após a guerra, tornou-se o décimo primeiro estado a entrar na União, em 26 de julho de 1788.

O cognome de Nova Iorque é Empire State. Historiadores acreditam que este apelido vêm de um comentário feito por George Washington - ele uma vez comentou que Nova Iorque era o "centro do império" (norte-americano). O lema do estado é Excelsior. A palavra excelsior vêm do latim e significa "sempre acima", "sempre no topo" ou "mais alto ainda".


Sumários temáticos

Editar
   Artigos destacados

[[File:|thumb|]]

Ataques de 11 de setembro de 2001
Local
Data 11 de setembro de 2001 (22 anos)
8h46min–10h28min (UTC-4)
Alvo(s)
Mortes 2 996 mortos
(incluindo 19 terroristas)
Feridos >6 291
Responsável(is) Al-Qaeda
(planejado por Osama bin Laden)
Participante(s) 19
Mapa
Localização em mapa dinâmico
Coordenadas 40° 42' 42" N 74° 0' 45" O

Os ataques ou atentados terroristas de 11 de setembro de 2001 (às vezes, referido apenas como 11 de setembro ou 9/11) foram uma série de ataques suicidas contra os Estados Unidos coordenados pela organização fundamentalista islâmica Al-Qaeda em 11 de setembro de 2001. Na manhã daquele dia, dezenove terroristas sequestraram quatro aviões comerciais de passageiros. Os sequestradores colidiram intencionalmente dois dos aviões contra as Torres Gêmeas do complexo empresarial do World Trade Center, na cidade de Nova Iorque, matando todos a bordo e muitas das pessoas que trabalhavam nos edifícios. Ambos os prédios desmoronaram duas horas após os impactos, destruindo edifícios vizinhos e causando vários outros danos. O terceiro avião de passageiros colidiu contra o Pentágono, a sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, no Condado de Arlington, Virgínia, nos arredores de Washington, D.C.. O quarto avião caiu em um campo aberto próximo de Shanksville, na Pensilvânia, depois de alguns de seus passageiros e tripulantes terem tentado retomar o controle da aeronave dos sequestradores, que a tinham reencaminhado na direção da capital norte-americana. Não houve sobreviventes em qualquer um dos voos.

Quase três mil pessoas morreram durante os ataques, incluindo os 227 civis e os 19 sequestradores a bordo dos aviões. A esmagadora maioria das vítimas eram civis, incluindo cidadãos de mais de 70 países. Além disso, há pelo menos um óbito secundário — uma pessoa foi descartada da contagem por um médico legista, pois teria sido morta por uma doença pulmonar devido à exposição à poeira do colapso do World Trade Center.

Os Estados Unidos responderam aos ataques com o lançamento da Guerra ao Terror: o país invadiu o Afeganistão para derrubar o Talibã, que abrigou os terroristas da Al-Qaeda. Os norte-americanos também aprovaram o USA PATRIOT Act, um decreto assinado por George W. Bush em 26 de outubro. Muitos outros países também reforçaram a sua legislação antiterrorismo e ampliaram os poderes de aplicação da lei. Algumas bolsas de valores estadunidenses ficaram fechadas no resto da semana seguinte ao ataque e registraram enormes prejuízos ao reabrir, especialmente nas indústrias aérea e de seguro. O desaparecimento de bilhões de dólares em escritórios destruídos causou sérios danos à economia de Lower Manhattan, em Nova Iorque.

Os danos no Pentágono foram reparados em um ano, e o Memorial do Pentágono foi construído ao lado do prédio. O processo de reconstrução foi iniciado no local do World Trade Center. Em 2006, uma nova torre de escritórios foi concluída no local, o World Trade Center 7. A torre One World Trade Center, construída no local, é um dos arranha-céus mais altos da América do Norte, com 541 metros de altura. Mais três edifícios estão previstos para serem construídos no local das antigas Torres Gêmeas, além de um memorial às vítimas dos ataques já concluído. O Memorial Nacional do Voo 93 começou a ser construído em 8 de novembro de 2009 e a primeira fase de construção foi concluída no 10.º aniversário dos atentados de 11 de setembro, em 2011.


Editar
   História de Nova Iorque
O Woolworth Building na cidade de Nova Iorque foi um dos primeiros arranha-céus do mundo (1913).

Em 6 de setembro de 1901 o presidente William McKinley foi assassinado na Exposição Pan Americana. Theodore Roosevelt, que atuara como governador do estado de Nova Iorque em 1899 e 1900, e era o vice de McKinley, assumiu a presidência do país.

Nova Iorque prosperou economicamente com a primeira guerra mundial. Fábricas produziam armamentos e outros suprimentos, e o porto de Nova Iorque tornou-se um polo de envio de tropas dos Estados Unidos em direção à Europa.

O estado de Nova Iorque foi o mais duramente atingido pela Grande Depressão, na década de 1930 - especialmente na cidade de Nova Iorque. A taxa de desemprego nas cidades cresceu dramaticamente (30% ou mais), salários diminuíram, e houve-se imensa deflação de preços - sem contar efeitos secundários, como falta de abrigo, resultante da falta de pagamento de aluguel, por exemplo. Nos campos, a situação não era melhor. Fazendeiros não tinham dinheiro para novas plantações, e dívidas acumulavam-se. O Adolf Hitler pretendia testar sua futura tecnologia nuclear na capital desta província nos anos 30.

Durante o final da década de 1950, Nova Iorque, em um programa conjunto com a província canadense de Ontário, iniciou a construção de numerosas represas no rio São Lourenço e no rio Niágara. Em 1959, o canal marítimo do São Lourenço foi inaugurado, permitindo o trânsito seguro de navios entre o oceano Atlântico e os Grandes Lagos. Durante a década de 1960, o sistema rodoviário de Nova Iorque passou por uma grande expansão, e duas novas grandes rodovias interestaduais foram inauguradas, uma conectando a Pensilvânia com o Canadá, e a outra conectando Albany com a província canadense de Quebec.

Por volta da década de 1970, muitas fábricas fecharam, mudando-se para outros estados, como Califórnia ou Texas, ou mesmo para outros países de mão de obra barata. Isto causou uma queda na população. Porém, novas fábricas, estas geralmente de alta tecnologia, instalaram-se no estado na década de 1980, e a população voltou a crescer novamente, em parte graças à grande imigração de hispânicos e asiáticos no estado.

Em 11 de setembro de 2001, os Estados Unidos sofreram um atentado terrorista sem precedentes, com a destruição das torres do World Trade Center, em Nova York e em uma das alas do Pentágono por 19 extremistas muçulmanos. No total, os ataques causaram cerca de 3 mil mortes e os ataques foram atribuídos à rede terrorista Al-Qaeda, liderada por Osama Bin Laden, que reside no Afeganistão. O governo americano decidiu que o governo afegão entregasse o terrorista, mas obteve respostas negativas. Essa recusa das autoridades afegãs, fez com que os Estados Unidos ocupassem o Afeganistão e depois começassem a Guerra do Iraque. Essa luta contra o terrorismo foi chamada de Doutrina Bush.

Depois dos atentados, a cidade de Nova York reforçou a segurança nos aeroportos e também nas ruas da cidades para a segurança contra um futuro ataque. No mesmo local onde as torres caíram serão construídos um marco em homenagem aos mortos e também a construção de uma nova torre que será inaugurada em 2011.


Editar
   Você sabia

...que a cidade de Nova Iorque foi fundada por holandeses com o nome de Nova Amsterdã?

...que Nova Iorque foi descoberto pelo navegador italiano Giovanni da Verrazano em 1524?

...que o Nova Iorque é o 27° maior estado dos Estados Unidos com 141.025 km², e além disso é o 3° maior estado em população dos Estados Unidos e a 2ª maior economia dos Estados Unidos com um PIB de 822 bilhões de dólares, em 2003?

...que a cidade de Nova Iorque é dominada politicamente pelo Partido Democrata. Aproximadamente 87% dos votantes registrados da cidade são democratas. Isto contrasta com o restante do Estado, que é dominado pelo Partido Republicano.?

...que Nova Iorque foi o 11º estado a entrar na união?

...que Nova Iorque tem 29 representantes junto a Câmara dos Representantes, e soma com 31 votos no Colégio Eleitoral?

...que a cidade de Nova York é composta por 5 condados: Bronx, Manhattan, Brooklyn, Queens e Staten Island ?

...que maior parte do produto interno bruto de Nova Iorque provem de seu imenso setor terciário?


Editar
   Política de Nova Iorque

A cidade de Nova Iorque abrange cinco divisões administrativas em nível de condados chamadas boroughs: Bronx, Brooklyn, Manhattan, Queens e Staten Island. Cada borough é coincidente com um respectivo condado do Estado de Nova Iorque. Os boroughs de Queens e Bronx são concomitantes com os condados de mesmo nome, enquanto os boroughs de Manhattan, Brooklyn e Staten Island correspondem aos de Nova Iorque, Kings e Richmond, respectivamente.

Todos os cinco distritos surgiram com a criação da moderna cidade de Nova York em 1898, quando o condado de Nova York, o condado de Kings, parte do condado de Queens e o condado de Richmond foram consolidados dentro de um governo municipal sob uma nova Carta da cidade. Todos os antigos municípios da cidade recém-consolidada foram eliminados.

O termo borough foi adotado para descrever uma forma exclusiva de administração estadual na então recém-fundada Nova Iorque. Tecnicamente, em virtude das leis do estado de Nova Iorque, um borough é uma unidade de administração municipal criada de acordo com o condado na qual está inserida. Esta legislação difere significantemente da administração adotadas nos estados de Connecticut, Nova Jérsei, Pensilvânia e Alasca, entre outros.

Este tipo de subdivisão administrativa foi estabelecida primeiramente em 1898, quando a cidade e cada borough adotaram os limites atuais. Contudo, os boroughs nem sempre coexistiram com seu respectivos condados. Antes de 1914, o borough do Bronx integrava o Condado de Westchester, que por sua vez, esteve anexado ao Condado de Nova Iorque em 1874 e 1895. Finalmente, a partir de 1914, o condado foi estabelecido para coincidir com o borough. Até 1899, o Condado de Queens englobou uma parte oriental, que desmembrou-se para formar o Condado de Nassau.


Editar
   Geografia de Nova Iorque

O estado de Nova Iorque limita-se com o lago Erie a oeste; com o lago Ontário bem como o rio Niágara e as províncias canadenses de Ontário e Quebeque ao norte; os estados norte-americanos de Vermont, Massachussets e Connecticut a leste; o oceano Atlântico a sudeste; e a Nova Jérsei e a Pensilvânia ao sul. Está localizado no estado de Nova Iorque o único enclave extraterritorial internacional dentro dos Estados Unidos, a sede da ONU.

A região sul do estado de Nova Iorque - constituída pela cidade de Nova Iorque e seus subúrbios - pode ser considerada o núcleo central de uma megalópole, uma supercidade que se estende desde Boston até Washington, D.C.. O estado de Nova Iorque é muito associado com a cidade de mesmo nome. Porém, a megalópole não é o único aspecto do estado. O resto do estado é dominado por fazendas, florestas, rios, montanhas e lagos. Uma das atrações turísticas mais conhecidas de Nova Iorque - bem como dos Estados Unidos - é a Cataratas do Niágara, localizadas no noroeste do estado, junto à fronteira canadense.

A leste da cidade de Nova Iorque estende-se uma ilha, propriamente chamada de Long Island (Ilha Longa), que se estende por aproximadamente 190 quilômetros, ocupados pelos condados de Nassau e Suffolk. Árvores foram de grande importância ao longo da história do estado e da cidade de Nova Iorque, contribuindo muito para sua economia. Atualmente, altas árvores podem ser vistas até mesmo na região metropolitana de Nova Iorque. Uma delas, a queens giant, é a árvore mais alta e velha na região.

Com um pouco mais de 141 mil quilômetros quadrados,[1] é o 27º maior estado americano em área do país. O litoral do estado possui cerca de 204 quilômetros de extensão. Contando-se todas as regiões banhadas pelo mar - baías, estuários e ilhas oceânicas - este número salta para 2 977 quilômetros. Nova Iorque possui cerca de dois mil lagos e lagoas, e florestas cobrem aproximadamente metade do estado.


Editar
   Clima de Nova Iorque

O clima de Nova Iorque é temperado, mas os rigores do clima variam bastante, de acordo com a região. A temperatura média no inverno é de -10 °C nas Montanhas Adirondack, e -1 °C na cidade de Nova Iorque. No verão, a temperatura média nas Montanhas Adirondack é de 19 °C, e de 23 °C na cidade de Nova Iorque.

A temperatura mais alta já registrada à sombra no estado é de 42 °C, na cidade de Troy, em 22 de julho de 1926. A menor temperatura já registrada, sem contar o fator do vento, foi de -52 °C, em Fulton Chain Lakes, em 18 de fevereiro de 1979.

Granizo e geada são comuns no estado. Por cerca de 250 dias do ano as Montanhas Adirondack são vulneráveis às geadas, enquanto que a Long Island é vulnerável por apenas cem. A taxa de precipitação média anual do estado é de 147 centímetros.


Editar
   Biografia selecionada

Evan Turner (nascido em 27 de Outubro de 1988) é um ex-jogador de basquete profissional e assistente técnico do Boston Celtics da National Basketball Association (NBA).

Ele jogou basquete universitário no Universidade Estadual de Ohio e foi selecionado pelo Philadelphia 76ers como a 2° escolha geral no Draft da NBA de 2010. Além dos 76ers, ele também jogou pelo Indiana Pacers, Boston Celtics, Portland Trail Blazers e pelo Atlanta Hawks.


Editar
   Educação em Nova Iorque
44-36 Vernon Blvd, Long Island City, NY 11101 (Sexto Andar) Departamento de Educação de Nova Iorque — Escritório da Sede de Transporte de Alunos

O Departamento de Educação da Cidade de Nova Iorque (NYCDOE) é o departamento da prefeitura de Nova Iorque que gerencia o sistema de ensino público da cidade. O Distrito Escolar da Cidade de Nova Iorque (as Escolas Públicas da Cidade de Nova Iorque) é o maior sistema escolar dos Estados Unidos, com mais de 1,1 milhão de estudantes ensinados em mais de 1.800 escolas separadas. O departamento cobre todos os cinco distritos da cidade de Nova Iorque e tem um orçamento anual de quase 25 bilhões de dólares. O departamento é administrado pelo Painel de Políticas Educacionais e pelo Chanceler das Escolas de Nova Iorque. O atual chanceler é Richard Carranza.

Toda a cidade é atribuída ao distrito escolar do NYCDOE, exceto por uma pequena seção do Bronx, que é atribuída às Escolas Públicas de Pelham (com aulas apoiadas pelo governo da cidade).


Editar
   Como colaborar


Editar
   Economia

O produto interno bruto do estado em 2003 foi de 822 bilhões de dólares, a segunda mais alta do país, superado apenas pela Califórnia. A renda per capita do estado foi de 32 112 dólares, a sexta maior do país. A taxa de desemprego de Nova Iorque é de 5,8%.

O setor primário responde por apenas 0,5% do PIB do estado. Nova Iorque é um dos líderes nacionais na produção de produtos agrícolas (está na quinta posição, nos Estados Unidos). A agricultura e a pecuária respondem juntas, porém, por somente 0,48% do PIB do estado, e emprega cerca de 132 mil pessoas. Os principais produtos agropecuários produzidos no estado são maçãs, cerejas, cebolas, carne bovina e ovina. A pesca e mineração empregam cerca de 50 mil pessoas, a maior parte deles em cidadezinhas do interior e na costa do oceano Atlântico. A pesca e a indústria madeireira respondem por 0,02% do PIB do estado, e emprega cerca de 3 mil pessoas. O valor total de toda a pesca coletada anualmente no estado é de 78 milhões de dólares.

O setor secundário é responsável por 14% do PIB de Nova Iorque. O valor total dos produtos fabricados em Nova Iorque anualmente é de 80 bilhões de dólares. A indústria de manufatura é responsável por 11% do PIB do estado, empregando aproximadamente 950 mil pessoas. os principais produtos industrializados produzidos no estado são roupas e tecidos, produtos químicos, maquinário industrial, computadores e equipamentos eletrônicos, alimentos industrialmente processados e equipamentos de transportes. A indústria de construção responde por 2,9% do PIB do estado, e emprega 400 mil pessoas, a maior parte na região metropolitana de Nova Iorque. A mineração responde por 0,1% do PIB do estado, e emprega cerca de 9 mil pessoas. Os principais recursos naturais minerados no estado são granito, talco, prata, chumbo e zinco.

A maior parte do produto interno bruto de Nova Iorque provem de seu imenso setor terciário, especializado em comércio internacional, propaganda e outras atividades necessárias para o suporte do comércio em grande escala. No total, o setor terciário responde por 85,5% do PIB de Nova Iorque. Em adição, muito das maiores empresas e corporações possuem suas sedes administrativas na cidade de Nova Iorque, ou no condado vizinho de Westchester. Serviços financeiros e imobiliários são responsáveis por 32% do PIB do estado, e empregam 1,1 milhão de pessoas. Serviços comunitários e pessoais respondem por 23% do PIB do estado, e empregam 3,66 milhões de pessoas, o comércio por atacado e varejo emprega cerca de 1,9 milhão de pessoas e é responsável por 13% do PIB do estado. Serviços governamentais respondem por 10% do PIB do estado e empregam cerca de 1,45 milhões de pessoas. Transportes, telecomunicações e utilidades públicas respondem por 8% do PIB do estado, empregando cerca de 487 mil pessoas. Usinas hidrelétricas e e usinas nucleares produzem cada uma cerca de 25% da eletricidade gerada no estado. Usinas termelétricas a carvão e a gás natural são responsáveis pela produção de 20% da eletricidade gerada no estado cada. O resto provém de usinas termoelétricas a petróleo e da importação de eletricidade gerada em Quebec, Canadá.


Editar
   Transportes e comunicações
A Bear Mountain Bridge cruzando o rio Hudson.

Nova Iorque é um dos principais pólos ferroviários e portuários dos Estados Unidos. Localizada no centro da região mais densamente povoada dos Estados Unidos, o estado de Nova Iorque é uma das principais portas de entrada e saída dos Estados Unidos para outros países.

O Canal de Erie foi inaugurado em 1825, conectando a região dos Grandes Lagos diretamente com o Oceano Atlântico, além de facilitar o acesso da cidade de Nova Iorque ao interior do estado, e tornou o porto de Nova Iorque a mais movimentada do continente. Caso ele não tivesse construído, Montreal, então um dos principais centros portuários do continente, localizado em Quebec, no Canadá, eventualmente teria tornado-se o maior centro portuário da costa atlântica da América do Norte. Atualmente, o Canal de Erie não possui a mesma importância do passado, uma vez que ela é suplementada por rodovias e ferrovias, porém, continua a ser um atalho usado por embarcações que queiram deslocar-se entre o oceano Atlântico e os Grandes Lagos.

Nova Iorque conecta-se com o Canadá através de pontes localizadas sob o rio São Lourenço e sob o rio Niágara, bem como ferries entre Rochester e a cidade canadense.

Nova Iorque é um dos maiores centros aeroportuários do país. O Aeroporto Internacional John F. Kennedy e o Aeroporto LaGuardia movimentam milhões de passageiros por ano. O Aeroporto Internacional de Buffalo, em Buffalo, é também outro aeroporto internacional muito movimentado. Outros aeroportos internacionais movimentados são os aeroportos internacionais de Albany, Rochester e Syracuse.

A cidade de Nova Iorque, Albany, Buffalo e Rochester são todos importantes centros ferroviários e rodoviários. Cerca de 40 companhias ferroviárias diferentes fornecem serviço de transporte de carga, e a Amtrak oferece serviço de transporte de passageiros via ferrovia entre as principais cidades do estado. Nova Iorque possui numerosas pontes, incluindo a ponte em suspensão mais longa do país, com um vão principal de 1 298 metros de comprimento, que conecta Staten Island com Brooklyn. Nova Iorque, em 2002, possuía 5 947 quilômetros de ferrovias. Em 2003, o estado possuía 182 055 quilômetros de estradas e rodovias, dos quais 2 694 quilômetros eram considerados parte do sistema federal de rodovias interestaduais. Nova Iorque é o único estado norte-americano que investe mais em transporte público do que em vias públicas (ruas, estradas e vias expressas).

O primeiro jornal do estado, o New York Gazette, foi impresso pela primeira vez em 1775, por William Bradford. Atualmente, Nova Iorque é o líder nacional da indústria jornalística. Mais de 830 jornais são publicados no estado, dos quais cerca de 77 são diários. Vários dos jornais mais conhecidos do país e mesmo do mundo são impressos na cidade de Nova Iorque. Entre elas, estão a New York Times, o New York Post e o Wall Street Journal - que possui a maior circulação diária do país. Cerca de 2,3 mil periódicos também são impressos no estado. Entre eles, estão as mundialmente famosas Newsweek, TIME, Reader's Digest, entre outras, todas com sede na cidade. A Associated Press está também sediada na cidade de Nova Iorque.

A primeira estação de rádio do estado de Nova Iorque foi inaugurada em 1922, e a primeira estação de televisão foi inaugurada em 1941, ambas na cidade de Nova Iorque. O primeiro sistema de transmissão transcontinental de rádio foi estabelecido em 1926, pela NBC, na cidade de Nova Iorque. Esta atualmente serve com sede de numerosas empresas de televisão, tais como a NBC, a ABC, a CBS e a Fox Company. Atualmente, Nova Iorque possui 381 estações de rádio - dos quais 134 são AM e 247 são FM - e 50 estações de televisão.


Editar
   Demografia de Nova Iorque
Crescimento populacional
Censo Pop.
1790340 120
1800589 05173,2%
1810959 04962,8%
18201 372 81243,1%
18301 918 60839,8%
18402 428 92126,6%
18503 097 39427,5%
18603 880 73525,3%
18704 382 75912,9%
18805 082 87116,0%
18906 003 17418,1%
19007 268 89421,1%
19109 113 61425,4%
192010 385 22714,0%
193012 588 06621,2%
194013 479 1427,1%
195014 830 19210,0%
196016 782 30413,2%
197018 236 9678,7%
198017 558 072−3,7%
199017 990 4552,5%
200018 976 4575,5%
201019 378 1022,1%
202020 201 2494,2%
Fonte: US Census

O estado de Nova Iorque possui 18 976 457 habitantes, segundo o censo nacional de 2000, com um crescimento de 5,4% em relação à população em 1990, de 17 990 455 habitantes. Uma estimativa realizada em 2005 estima a população do estado em 19 254 630 habitantes, um crescimento de 7% em relação à população em 1990; um crescimento de 1,5% em relação à população em 2000; e um decréscimo de 0,3% em relação à população estimada em 2004.

O crescimento populacional natural de Nova Iorque entre 2000 e 2005 foi de 527 876 habitantes - 1 345 482 nascimentos menos 817 606 óbitos - o crescimento populacional causado pela imigração foi de 667 007 habitantes, enquanto que a migração interestadual resultou na perda de 1 001 100 habitantes. Entre 2000 e 2005, a população de Nova Iorque cresceu em 277 809 habitantes, e entre 2004 e 2005, em 27 542 habitantes. Aproximadamente 20,4% da população do estado nasceu fora do país.

Nova Iorque possui atualmente baixas taxas de crescimento populacional. Isto se deve primariamente por causa da grande migração de habitantes do estado em direção ao sul e ao oeste dos Estados Unidos, à perda contínua de postos de trabalho, e pelo alto custo de vida no estado. Estimativas indicam que Nova Iorque deverá perder o posto de terceiro estado mais populoso do país para a Flórida, até o final da década de 2000. Nova Iorque possui a menor taxa de crescimento entre grandes estados do país. Atuais estatísticas estimam que, em 2050, a população crescerá para 20,8 milhões de habitantes. O estado experienciou uma queda no número de empregos mas, com ajuda governamental, pessoas que haviam migrado fora do estado estão retornando.

6,5% da população de Nova Iorque possuem menos de cinco anos, 24,7% possuem menos de 18 anos de idade, e 12,9% possuem 65 anos de idade ou mais. Pessoas do sexo feminino compõem 51,8% da população.


Editar
   Desportos em Nova Iorque
Esportes em Nova York
A Maratona de Nova York é limitada à 35.000 participantes
O US Open é um dos quatro maiores torneios de tênis do mundo

Esportes em Nova York tem uma história longa e distinta. A cidade de Nova York abriga a sede da National Football League, da National Hockey League, da National Basketball Association, da Major League Baseball, da National Women's Hockey League e da Major League Soccer.

A área metropolitana de Nova York é uma das duas únicas cidades (junto com a área metropolitana de Los Angeles) nos Estados Unidos, com mais de uma equipe em cada uma das quatro principais ligas esportivas profissionais, com nove dessas franquias. Contando-os junto com suas duas equipes na Major League Soccer, Nova York tem um total de onze equipes esportivas nas cinco ligas esportivas profissionais mais importantes dos Estados Unidos.

Além disso, o Queens é o anfitrião do torneio de tênis US Open, que é um dos quatro torneios do Grand Slam. A Maratona de Nova York é a maior do mundo, e as corridas de 2004 a 2006 ocupam os três primeiros lugares nas maratonas com o maior número de finalizações, incluindo 37.866 concluindtes da prova em 2006. O Millrose Games é um meeting de atletismo anual e cujo evento em destaque é o Wanamaker Mile. O boxe também é uma parte muito importante da cena esportiva da cidade, com eventos como o Amateur Boxing Golden Gloves sendo realizado no Madison Square Garden a cada ano.

A cidade de Nova York também foi anfitriã de partes da Copa do Mundo de Hóquei de 1996 e dos Jogos da Boa Vontade de 1998. A cidade também sediou as Paraolimpíadas de Verão de 1984.


Editar
   Imagens destacadas


Editar
   Categorias


Editar
   Tópicos


Editar
   Portais relacionados




Territórios fronteiriços

Aqueles listados em negrito itálico são Portais em destaque.

Descubra a Wikipédia utilizando portais


Editar
   Wikimedia


  1. «United States Summary: 2010 Population and Housing Unit Counts» (PDF). census.gov. Departamento do Censo dos Estados Unidos (setembro de 2012). Consultado em 9 de maio de 2021 

Purgar cache do servidor