Portal:Oklahoma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Bandeira do Oklahoma

Portal de Oklahoma

Native America

Editar
 Flag of Oklahoma.svg  O Portal de Oklahoma
Localização de Oklahoma

O Oklahoma ou Oclaoma (/ˌoʊkləˈhoʊmə/, ) é um dos 50 estados dos Estados Unidos. Limita-se ao norte com o Colorado e o Kansas, a leste com o Missuri e o Arkansas, ao sul com o Texas, e a oeste com o Texas e o Novo México. Com um pouco mais de 181 mil quilômetros quadrados,[1] é o 20º maior estado americano em área do país.

O produto interno bruto do Oklahoma foi de 86 bilhões de dólares, em 1999, e sua renda per capita foi de . As principais fontes de renda do Oklahoma são a mineração, a agropecuária e a manufatura. O Estado é o terceiro maior produtor de gás natural dos Estados Unidos, e o quarto maior produtor de trigo e carne e leite bovino do país.

O Oklahoma foi o 46º Estado dos Estados Unidos a entrar na União, em 16 de novembro de 1907. Possui a segunda maior população nativo americana dos Estados Unidos, atrás apenas da Califórnia.

Sumários temáticos

Editar
 Flag of Oklahoma.svg  Artigos destacados

Dean Everett Wooldridge (Chickasha, 30 de maio de 1913Santa Bárbara, Califórnia, 20 de setembro de 2006) foi um engenheiro aeroespacial estadunidense.

Wooldridge concluiu o ensino médio com 14 anos de idade. Obteve os títulos de bacharel e mestre na Universidade de Oklahoma. Como seu futuro colega Simon Ramo, partiu para a pós-graduação no Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech), onde obteve um PhD em física (summa cum laude) em 1936, estudando a separação de isótopos, orientado por William Ralph Smythe.

Após sair do Caltech foi primeiramente para os Bell Labs, onde trabalhou na teoria do magnetismo. Em 1946, ele e Simon Ramo (seu colega de classe no Caltech) tornaram-se diretores de pesquisa do departamento de eletrônica da Hughes Aircraft, e sua carreira fundiu-se à de Simon Ramo. Juntos, formaram uma equipe bem-sucedida por muitos anos, com Wooldridge concentrando-se em investimentos e aspectos gerais de negócios, enquanto Ramo liderou os esforços de pesquisa, desenvolvimento e engenharia. Em 1948 a Hughes criou seu Grupo Aeroespacial para trabalhar com a também recém-criada Força Aérea dos Estados Unidos (em inglês: United States Air Force - USAF). Ramo e Wooldridge ficaram particularmente preocupados quando Howard Hughes evitou suas tentativas de discutir a parceria com a USAF. Em setembro de 1953 eles se demitiram juntamente e, em uma semana, formaram a Ramo-Wooldridge Corporation em 16 de setembro de 1953.


Editar
 Messagebox info.png  História de Oklahoma
Oklahomacitybombing-DF-ST-98-01356.jpg

O Atentado de Oklahoma City foi um ato de terrorismo doméstico perpetrado contra o Edifício Federal Alfred P. Murrah, no centro de Oklahoma City, Oklahoma, Estados Unidos, em 19 de abril de 1995. Orquestrado por Timothy McVeigh e Terry Nichols, dois supremacistas brancos militantes de extrema-direita, o ato ocorreu às 9h02, matou pelo menos 168 pessoas, feriu mais de 680 e destruiu um terço do prédio. A explosão também destruiu ou danificou 324 outros edifícios dentro de um raio de 16 quadras, quebrou vidros em 258 prédios próximos e destruiu ou incendiou 86 veículos, causando danos estimados em 652 milhões de dólares. Os esforços de resgate foram realizados por agências locais, estaduais, federais e internacionais, com doações substanciais recebidas de todo o país. A Agência Federal de Gestão de Emergências (FEMA) ativou onze unidades de sua "Força-Tarefa de Busca e Resgate Urbano", consistindo de 665 equipes que auxiliam em operações de resgate e recuperação. Até os ataques de 11 de setembro de 2001, o atentado de Oklahoma tinha sido o mais mortal ato terrorista na história dos Estados Unidos, mas continua sendo o incidente mais mortífero de terrorismo doméstico do país.

Dentro de 90 minutos após a explosão, McVeigh foi parado pelo policial rodoviário de Oklahoma, Charlie Hanger, por dirigir sem placas, sendo preso por porte ilegal de armas. Evidências forenses ligaram rapidamente McVeigh e Nichols ao ataque; Nichols foi preso, e em poucos dias ambos foram acusados. Michael e Lori Fortier foram posteriormente identificados como cúmplices. McVeigh, um veterano da Guerra do Golfo e um simpatizante do movimento de milícias dos EUA, detonou um caminhão alugado da marca Ryder, cheio de explosivos estacionados em frente ao prédio. Seu coconspirador, Nichols, ajudou na preparação da bomba. Motivado pela sua antipatia pelo governo federal dos EUA e insatisfeito com a forma como lidou com o incidente de Ruby Ridge, em 1992 e o Cerco de Waco em 1993, McVeigh planejou seu ataque para coincidir com o segundo aniversário do incêndio mortal que terminou com o cerco ao composto do Ramo Davidiano,em Waco, Texas.

A investigação oficial, conhecida como "OKBOMB", mostrou que os agentes do FBI realizaram 28 mil entrevistas, acumularam 3,5 mil toneladas de evidências e coletaram quase um bilhão de informações. McVeigh foi julgado e condenado à morte em 1997, e executado por injeção letal em 11 de junho de 2001. Nichols foi condenado à prisão perpétua por um tribunal federal em 1998 e por um tribunal estadual em 2004. Michael e Lori Fortier testemunharam contra McVeigh e Nichols; Michael foi condenado a 12 anos de prisão por não ter advertido o governo dos Estados Unidos, e Lori recebeu imunidade de processo em troca de seu depoimento.

Como resultado do atentado, o Congresso dos EUA aprovou a Lei Antiterrorismo e Pena de Morte Efetiva de 1996, que reforçou os padrões de habeas corpus nos Estados Unidos,bem como a legislação destinada a aumentar a proteção em torno dos prédios federais de futuros ataques terroristas. Em 19 de abril de 2000, o Memorial Nacional de Oklahoma City foi construido no local do Edifício Federal Murrah, em homenagem às vítimas do atentado. Os serviços de lembrança são realizados todos os anos em 19 de abril, no momento da explosão.

Política

Editar
 Messagebox info.png  Política de Oklahoma
BradhenryDEA.jpg

Charles Bradford (nascido em 10 de julho de 1963) é um político e advogado dos Estados Unidos. Foi o 26.º governador do estado do Oklahoma entre 2003 a 2011. Membro do Partido Democrata foi eleito governador em 2002. Henry enfrentou o republicano Ernest Istook na eleição para governador de 2006, sendo reeleito com 66% dos votos.

Henry foi o terceiro governador e o segundo democrata na história de Oklahomaa ser governador por dois mandatos, juntamente com o democrata George Nigh e com o republicano Frank Keating. Em 2010, Henry era inelegível para concorrer à reeleição segundo a constituição Oklahoma que permite dois mandatos. Seu segundo mandato terminou em 10 de janeiro de 2011 como governadores Oklahoma e outros cargos estaduais eleitos são empossados ​​na segunda segunda-feira a cada quatro anos.

Geografia

Editar
 Messagebox info.png  Geografia de Oklahoma
Comancheria (1740-1850)

Comancheria é a região do continente norte-americano ocupada no passado pelas tribos indígenas dos Comanches, antes da invasão dos anglo-americanos. A área não foi claramente definida na época da dominação Comanche mas geralmente é descrita como fronteiriça ao sul com a Falha de Balcones, ao norte com San Antonio, Texas e mais além, chegando a Cross Timbers e até à área ao nordeste que inclui o Rio Cimarron (afluente do rio Arkansas) e as cabeceiras do Rio Arkansas ao leste, até às Montanhas Rochosas. Do lado Oeste, a fronteira é com as Escarpas Mescalero e o Rio Pecos, continuando até aos limites da colonização espanhola em Santa Fé, Novo México.

Antes da expansão Comanche até as proximidades do Wyoming, no início do século XVIII, as terras da Comancheria foram o lar de numerosas tribos de índios — sendo a maioria tribos de Apaches. Grande parte dessa região chegou a ser chamada de Apacheria.


Editar
 Messagebox info.png  Clima de Oklahoma


Agricultor com os dois filhos durante uma tempestade de areia, no condado de Cimarron, Oklahoma, em 1936.
Designa-se por Dust Bowl um fenómeno climático de tempestade de areia que ocorreu nos Estados Unidos na década de 1930 e que durou quase dez anos.

Cultura

Editar
 Flag of Oklahoma.svg  Biografia selecionada
Custer Bvt MG Geo A 1865 LC-BH831-365-crop.jpg

George Armstrong Custer (New Rumley, 5 de dezembro de 1839 — Montana, 25 de junho de 1876) foi um oficial do exército dos Estados Unidos e comandante de uma unidade de cavalaria durante a Guerra Civil Americana e as Guerras Indígenas. Criado em Michigan e Ohio, Custer foi aceito em West Point em 1857 e se formou em último da sua classe em 1861, com a patente de segundo-tenente. Com o começo da guerra civil no país, Custer foi convocado a servir no Exército da União.

Custer desenvolveu uma boa reputação militar durante a guerra civil nos Estados Unidos. O primeiro grande combate que participou foi a Batalha de Bull Run, em 21 de julho de 1861, próximo de Washington, D.C.. Sua associação com vários oficiais de alta patente durante o conflito ajudou a catapultar sua carreira, além de suas habilidades como comandante de cavalaria. Custer recebeu um mandado (brevet) de general de brigada aos 23 anos, uma semana antes da Batalha de Gettysburg, onde ele liderou um ataque de cavalaria contra uma tropa confederada que pretendia reforçar os companheiros no ataque de Pickett. Custer foi mais tarde ferido na batalha de Culpeper, na Virgínia, em 13 de setembro de 1863. Em 1864, ele recebeu uma comendação por bravura, além de mais um mandado, o promovendo, em caráter temporário, para major-general. Na conclusão da Campanha de Appomattox (março-abril de 1865), onde ele e suas tropas desempenharam um papel fundamental, Custer estava presente quando o general Robert E. Lee se rendeu para Ulysses S. Grant, em 9 de abril de 1865.

Após a guerra civil, Custer continuou no exército, mantendo a patente de capitão e depois foi apontado como tenente-coronel no 7º Regimento de Cavalaria americana, em julho de 1866. Ele foi despachado para o oeste, em 1867, para lutar contra os índios. Em 25 de junho de 1876, enquanto liderava seus homens na Batalha de Little Bighorn, no Território de Montana, contra uma coalizão de tribos indígenas, Custer e todo o seu destacamento — que incluía seus dois irmãos — foram mortos. Sua derrota fatídica acabou obscurecendo seus feitos anteriores em guerra. Muitos o saudaram como um herói trágico, que lutou até a morte junto com seus soldados. Outros o culpam pelo massacre, afirmando que ele recusou ofertas de reforços, querendo receber toda a glória de uma eventual vitória. Sua reputação militar nos Estados Unidos segue controversa.
Editar
 Flag of Oklahoma.svg  Educação em Oklahoma
Cameron University é uma universidade estadual fundada em 1908 em Lawton, Oklahoma, que oferece mais de 50 cursos que duram dois anos, quatro anos e programas de graduação. Os cursos enfatizam as artes, ciências e tecnologia e estudos de pós-graduação.
Editar
 Flag of Oklahoma.svg  Transportes e comunicações

A Interstate 35 (abreviado I - 35) é uma auto-estrada interestadual de sentido norte-sul, na região central dos Estados Unidos, que inicia em Laredo, Texas, na fronteira Estados Unidos-México, e termina em Duluth, Minnesota, na MN 61.

A auto-estrada possui 2 518 quilômetros de extensão.
Editar
 Flag of Oklahoma.svg  Demografia de Oklahoma
Crescimento populacional
Censo Pop.
1890258 657
1900790 391205,6%
19101 657 155109,7%
19202 028 28322,4%
19302 396 04018,1%
19402 336 434−2,5%
19502 233 351−4,4%
19602 328 2844,3%
19702 559 2299,9%
19803 025 29018,2%
19903 145 5854,0%
20003 450 6549,7%
20103 751 3518,7%
20203 959 3535,5%
Fonte: US Census

O censo nacional de 2000 estimou a população de Oklahoma em 3 450 654 habitantes, um crescimento de 9,7% em relação à população do Estado em 1990, de 3 145 585 habitantes. Uma estimativa realizada em 2005 estima a população do Estado em 3 547 884 habitantes, um crescimento de 12,8% em relação à população do Estado em 1990, de 2,8% em relação à população do Estado em 2000, e de 0,7% em relação à população do Estado em 2004.

O crescimento populacional natural de Oklahoma entre 2000 e 2005 foi de 80 800 habitantes - 264 324 nascimentos menos 183 571 óbitos - o crescimento populacional causado pela imigração foi de 36 546 habitantes, enquanto que a migração interestadual resultou na perda de 15 418 habitantes. Entre 2000 e 2005, a população de Oklahoma cresceu em 97 232 habitantes, e entre 2004 e 2005, em 24 338 habitantes.
Editar
 Flag of Oklahoma.svg  Desportos em Oklahoma
O estado possui apenas uma equipe em uma das quatro grandes ligas dos Estados Unidos, o Oklahoma City Thunder da NBA que joga no estado desde 2008 no Chesapeake Energy Arena (antes o time jogava em Seattle como Seattle SuperSonics). Em 2005, após o furacão Katrina o New Orleans Hornets jogou temporariamente alguns jogos no estado. No beisebol o estado tem dois times em ligas menores, o Oklahoma City Dodgers e o Tulsa Drillers. No futebol o FC Tulsa e o Oklahoma City Energy jogam a USL.


Editar
 Flag of Nebraska.svg  Imagens destacadas

Crédito: en:User:CPacker
Exibição das pessoas de Oklahoma no Museu de História Natural de Sam Noble
Editar
 Flag of Oklahoma.svg  Categorias
Editar
 Flag of Oklahoma.svg  Tópicos

Estado da banda Hanson, formada pelos três irmãos: Isaac, Taylor e Zac.

  • Pássaro: Tyrannus forficatus
  • Pedra: Rose rock
  • Peixe: Morone chrysops
  • Réptil: Crotaphytus collaris
  • Slogan: Native America (América Nativa)
  • Football Team: Oklahoma Sooners
Editar
 Flag of Oklahoma.svg  Portais relacionados




Territórios fronteiriços

Aqueles listados em negrito itálico são Portais em destaque.


Editar
 Flag of Oklahoma.svg  Wikimedia


  1. «United States Summary: 2010 Population and Housing Unit Counts» (PDF). census.gov. Departamento do Censo dos Estados Unidos (setembro de 2012). Consultado em 9 de maio de 2021 

Purgar cache do servidor