Porteirinha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde dezembro de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Porteirinha
Vista da Cachoeira do Serrado

Vista da Cachoeira do Serrado
Bandeira indisponível
Brasão de Porteirinha
Bandeira indisponível Brasão
Hino
Fundação 17 de dezembro de 1938 (79 anos)[1]
Gentílico porteirinhense[1]
Lema Per flora rura exercet labor
"Trabalhando entre fazendas florescentes"
Prefeito(a) Silvanei Batista Santos (PSB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Porteirinha
Localização de Porteirinha em Minas Gerais
Porteirinha está localizado em: Brasil
Porteirinha
Localização de Porteirinha no Brasil
15° 44' 34" S 43° 1' 40" O15° 44' 34" S 43° 1' 40" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Região
intermediária

Montes Claros IBGE/2017[2]

Região
imediata

Janaúba IBGE/2017[2]

Municípios limítrofes Mato Verde, Pai Pedro, Janaúba, Riacho dos Machados, Serranópolis de Minas, Rio Pardo de Minas e Nova Porteirinha e Jaíba
Distância até a capital 591 km[3]
Características geográficas
Área 1 749,683 km² [4]
Distritos Gorutuba, Mocambinho, Mulungu de Minas, Paciência, Porteirinha (sede), Serra Branca de Minas, Tanque de Porteirinha e Tocandira[5]
População 38 741 hab. estatísticas IBGE/2017[6]
Densidade 22,14 hab./km²
Altitude 1544 m
Clima semiárido Bsh[7]
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,651 médio PNUD/2010[8]
PIB R$ 272 927 mil IBGE/2014[9]
PIB per capita R$ 7 050,74 IBGE/2014[9]

Porteirinha é um município brasileiro no interior do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. Sua população estimada em 2017 era de 38 741 habitantes.[6]

História[editar | editar código-fonte]

Sede da Câmara Municipal de Porteirinha.

O atual município de Porteirinha foi criado inicialmente como distrito pertencente a Grão Mogol pela lei provincial nº 3.272, de 30 de outubro de 1884, com o nome de Nossa Senhora da Conceição de Jatobá. Pela lei estadual nº 805, de 22 de setembro de 1921, recebeu a denominação de São Joaquim da Porteirinha, passando a se chamar Porteirinha pela lei estadual nº 843, de 7 de setembro de 1923. Foi emancipado pelo decreto-lei estadual nº 148, de 17 de dezembro de 1938.[1]

Quando emancipado, o município constituía-se dos distritos de Gorutuba e Riacho dos Machados (este emancipado em 1962), além da sede municipal. Após uma série de alterações na divisão distrital de Porteirinha, com a criação e o desmembramento de várias localidades,[1] restavam em 2010 os distritos de Gorutuba, Mocambinho, Mulungu de Minas, Paciência, Serra Branca de Minas, Tanque de Porteirinha e Tocandira, além da sede.[5]

Geografia[editar | editar código-fonte]

De acordo com a divisão do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística vigente desde 2017,[10] o município pertence à região geográfica intermediária de Montes Claros e à região imediata de Janaúba.[2] Até então, com a vigência das divisões em microrregiões e mesorregiões, o município fazia parte da microrregião de Janaúba, que por sua vez estava incluída na mesorregião do Norte de Minas.[11]

Segundo dados da estação meteorológica de Mocambinho, do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1976 a 1982, 1986 a 1988 e de 1991 a 2012, a menor temperatura registrada no distrito foi de 9 °C em 20 de junho de 1988,[12] e a maior atingiu 41 °C em 20 de outubro de 1987.[13] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 132,9 milímetros (mm) em 26 de novembro de 2007. Outros grandes acumulados iguais ou superiores a 100 mm foram 104,7 mm em 27 de outubro de 2009, 104,2 mm em 11 de março de 1994, 103,9 mm em 5 de fevereiro de 2007 e 103,2 mm em 16 de janeiro de 2002.[14] Janeiro de 1979, com 462,6 mm, foi o mês de maior precipitação.[15]

Dados climatológicos para Porteirinha (Mocambinho)
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 39,4 39,4 37,5 38,6 36,9 35,6 36,2 37,8 39,6 41 39,4 39,8 41
Temperatura máxima média (°C) 32,2 33 32,3 32,3 31,7 30,8 30,7 32,1 33,8 34,4 32,4 31,8 32,3
Temperatura média compensada (°C) 25,6 25,8 25,5 25 23,7 22,3 21,9 23,1 25,2 26,6 25,8 25,4 24,7
Temperatura mínima média (°C) 20,8 20,6 20,5 19,6 17,4 15,4 14,6 15,1 17,6 20,1 20,8 20,9 18,6
Temperatura mínima recorde (°C) 15,9 16,1 15,7 14,3 11,1 9 9,2 9,6 11 12,3 15,3 16,3 9
Precipitação (mm) 149,5 95 112 54,4 7,9 1,7 0,8 1,3 6,7 58,4 153,7 192,8 834,2
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 9 7 9 4 1 0 0 0 1 5 10 12 58
Umidade relativa compensada (%) 75,9 73,4 75,7 72,3 67,3 63,7 61,2 55,5 53 57,7 72 77,6 67,1
Horas de sol 231,7 233,7 232,2 252,9 269,6 268,6 280,2 290,2 265,7 232,1 184,1 183,5 2 924,5
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[16] recordes de
temperatura: 01/01/1976 a 31/12/1982, 01/01/1986 a 31/12/1988 e 01/01/1991 a 31/07/2012)[12][13]

Turismo[editar | editar código-fonte]

O município que tem como principal ponto turístico a Cachoeira do Serrado (frequentemente o nome é confundido como erro de português, porém o Serrado é o nome próprio e não uma alusão ao cerrado).

Porteirinha é rodeada de grandes morros, que tornam-se uma atração turística do município. No ponto culminante de Porteirinha encontra-se o Cristo Redentor de Porteirinha, motivo de orgulho para os porteirinhenses.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Enciclopédia dos Municípios Brasileiros (2007). «Porteirinha - Histórico» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 19 de agosto de 2009.. Cópia arquivada em 12 de dezembro de 2015 
  2. a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 31 de outubro de 2017. 
  3. Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG). «Distâncias entre Municípios de Minas e Belo Horizonte». Consultado em 19 de agosto de 2009.. Cópia arquivada em 12 de dezembro de 2015 
  4. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (15 de janeiro de 2013). «Área territorial oficial». Consultado em 12 de dezembro de 2015.. Cópia arquivada em 12 de dezembro de 2015 
  5. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (9 de setembro de 2013). «Porteirinha - Unidades territoriais do nível Distrito». Consultado em 12 de dezembro de 2015.. Cópia arquivada em 12 de dezembro de 2015 
  6. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (30 de agosto de 2017). «Estimativas da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2017» (PDF). Consultado em 31 de outubro de 2017. 
  7. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Brasil - Climas». Biblioteca IBGE. Consultado em 12 de dezembro de 2015.. Cópia arquivada em 12 de dezembro de 2015 
  8. Atlas do Desenvolvimento Humano (29 de julho de 2013). «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Consultado em 9 de fevereiro de 2015.. Cópia arquivada em 9 de fevereiro de 2015 
  9. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2014). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2014». Consultado em 31 de outubro de 2017.. Cópia arquivada em 31 de outubro de 2017 
  10. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Divisão Regional do Brasil». Consultado em 31 de outubro de 2017.. Cópia arquivada em 31 de outubro de 2017 
  11. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1990). «Divisão regional do Brasil em mesorregiões e microrregiões geográficas» (PDF). Biblioteca IBGE. 1: 70–71. Consultado em 31 de outubro de 2017.. Cópia arquivada (PDF) em 31 de outubro de 2017 
  12. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Mocambinho». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 2 de julho de 2018. 
  13. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Mocambinho». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 2 de julho de 2018. 
  14. «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Mocambinho». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 2 de julho de 2018. 
  15. «BDMEP - série histórica - dados mensais - precipitação total (mm) - Mocambinho». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 2 de julho de 2018. 
  16. «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 2 de julho de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.