Porteirinha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Porteirinha
Vista da Cachoeira do Serrado

Vista da Cachoeira do Serrado
Bandeira desconhecida
Brasão de Porteirinha
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Fundação 17 de dezembro de 1938 (77 anos)[1]
Gentílico porteirinhense[1]
Prefeito(a) Silvanei Batista Santos[2] (PSB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Porteirinha
Localização de Porteirinha em Minas Gerais
Porteirinha está localizado em: Brasil
Porteirinha
Localização de Porteirinha no Brasil
15° 44' 34" S 43° 1' 40" O15° 44' 34" S 43° 1' 40" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Norte de Minas IBGE/2013[3]
Microrregião Janaúba IBGE/2013[3]
Municípios limítrofes Mato Verde, Pai Pedro, Janaúba, Riacho dos Machados, Serranópolis de Minas, Rio Pardo de Minas e Nova Porteirinha e Jaíba
Distância até a capital 591[4] km
Características geográficas
Área 1 749,683 km² [5]
Distritos Gorutuba, Mocambinho, Mulungu de Minas, Paciência, Porteirinha (sede), Serra Branca de Minas, Tanque de Porteirinha e Tocandira[6]
População 38 720 hab. estatísticas IBGE/2015[7]
Densidade 22,13 hab./km²
Altitude 1544 m
Clima semiárido[8] Bsh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,651 médio PNUD/2010[9]
PIB R$ 212 778 mil IBGE/2012[10]
PIB per capita R$ 5 660,79 IBGE/2012[11]
Página oficial

Porteirinha é um município brasileiro no interior do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. Pertence à Mesorregião do Norte de Minas e à Microrregião de Janaúba e sua população estimada em 2015 era de 38 720 habitantes.[7]

História[editar | editar código-fonte]

O atual município de Porteirinha foi criado inicialmente como distrito pertencente a Grão Mogol pela lei provincial nº 3.272, de 30 de outubro de 1884, com o nome de Nossa Senhora da Conceição de Jatobá. Pela lei estadual nº 805, de 22 de setembro de 1921, recebeu a denominação de São Joaquim da Porteirinha, passando a se chamar Porteirinha pela lei estadual nº 843, de 7 de setembro de 1923. Foi emancipado pelo decreto-lei estadual nº 148, de 17 de dezembro de 1938.[1]

Quando emancipado, o município constituía-se dos distritos de Gorutuba e Riacho dos Machados (este emancipado em 1962), além da sede municipal. Após uma série de alterações na divisão distrital de Porteirinha, com a criação e o desmembramento de várias localidades,[1] restavam em 2010 os distritos de Gorutuba, Mocambinho, Mulungu de Minas, Paciência, Serra Branca de Minas, Tanque de Porteirinha e Tocandira, além da sede.[6]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sede da Câmara Municipal de Porteirinha.

O Município de Porteirinha localiza-se ao norte do Estado de Minas Gerais na micro-região da Serra Geral de Minas, no Polígono das Secas, dentro da área mineira da SUDENE, na bacia do São Francisco, abrangendo uma área de 1.749,68 km². Sendo municípios limítrofes ao norte: Monte Azul, Mato Verde e Pai Pedro; ao sul, com Riacho dos Machados; a leste com Rio Pardo de Minas e Serranópolis de Minas e a oeste com nova Porteirinha e Janaúba.

O município de Porteirinha está distante da capital mineira, Belo Horizonte 582 km, do Rio de Janeiro 1.012 km, da capital do país, Brasília 900 km, de Vitória no Espírito Santo 1.120 km, e da cidade polarizadora da região do Norte de Minas que é Montes Claros, 165 km.

Dos seus 1.749,68 Km2 o município de Porteirinha apresenta um relevo topográfico bem diversificado, onde 40% da área de seu solo é plano, 50% apresenta-se ondulado e 10% é do tipo montanhoso, registrando sua altitude máxima de 1.544 metros no morro do preto e a altura mínima de 465 metros próximo da lagoa cachoeira; e no ponto central da cidade apresenta uma altitude de 565 metros em relação ao nível do mar.

Desta topografia, segundo a EMATER, o revestimento florístico apresenta as seguintes características em hectares (ha): lavouras permanentes (715), lavouras temporárias (9.030), lavouras temporárias em descanso (25.314), pastagens naturais (0), pastagens formadas (95.800), matas naturais (19.843), matas plantadas (0), terras produtivas não utilizadas (19.112) e reserva florestal (14.843).

A temperatura média do município é de 27°C, com registro de máxima de 38°C e mínima de 18°C. o clima é classificado como mesotérmico, devido a altitude e úmido, com duas estações bem definidas: verão e inverno, com uma precipitação media anual de 800mm, concentrados nos meses de outubro, novembro, dezembro, janeiro, fevereiro e março.

O solo predominante do município é do tipo LV latossolo vermelho amarelo com textura média. A cobertura vegetal deste solo tem como predominância as caatingas, tipo hipoxerófila, ou seja, cajueiros, oiticicas e umbuzeiros, e uma mata seca caducifólica, apresentando matas com madeiras de lei das espécies, angicos, aroeira, brauna, cedro, pau d’arco, umburana entre outros. Com relação aos recursos minerais encontra-se o ouro, porém, este apresentando ser de exploração antieconômica, também encontra-se cristais, mas, tal recurso não é explorado economicamente pelo município.

A população do município segundo o censo 2010 realizado pelo IBGE é de 37.627 pessoas, sendo que destas 18.964 são homens e 18.926 são mulheres, e que 18.140 estão afixados na zona rural, revelando ainda que 23.014 pessoas são alfabetizadas o que dá uma taxa de alfabetização de 75,7%.

O número de pessoas economicamente ativa do município é de 14.960, distribuídos por setores da economia da seguinte forma: agropecuária 11.582, indústria 912, comércio 566, transporte 313 e outros 1.587.

Grande parte da população está organizada em entidades que totalizam mais de 150 associações comunitárias de pequenos produtores rurais (42 na microbacia do rio mosquito – 1.353 associados), Sindicato dos Trabalhadores Rurais (12.000 associados), Sindicato dos Produtores Rurais, COOPA LTDA (43 associados), AABB - Associação Atlética Banco do Brasil, Lions Clube, Clube das Acácias, Clube dos Companheiros, Loja Maçônica Liberdade, Disciplina e Justiça, Loja Maçônica União e Trabalho, Capítulo Porteirinha da Ordem DeMolay, Clube Social de Porteirinha, Movimento Familiar Cristão, Pastoral da Criança, Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural, Conselho Municipal de Saúde, Conselho de Assistência à Criança e ao Adolescente, Conselho Municipal de Trânsito, Comissão Municipal de Distribuição Emergencial de Alimentos – PRODEA, Conselho Municipal de Educação, Comissão Intermunicipal do PROGER, Pólo de Desenvolvimento Integrado do Norte de Minas.

A população apresenta um índice de natalidade de 2,546%, índice de mortalidade de 0,284%, e com uma expectativa de vida de 66 anos.

No que tange a área de educação o município de Porteirinha possui 74 estabelecimentos de ensino, sendo que destes 11 na zona urbana e 63 na zona rural, atendendo, crianças, adolescentes e jovens, em creches, escolas de ensinos fundamental e médio. Há também no município uma escola de ensino especial (APAE). Em nível superior o município dispõe de 2 instituições (Fasarc e Unipac) com cursos nas áres de humanas e biológicas, além de um câmpus do IFNMG que futuramente irá ofertar cursos de nível superior.

O município possui 5 instituições financeiras as quais são: Banco Bradesco, Banco do Brasil, Sicoob Credivag, Banco do Nordeste e Caixa Econômica Federal. Além destas instituições, há também entidades públicas e privadas prestadoras de assistência técnica e extensão rural, são elas: EMATER, IMA, SEARA LTDA e Sindicato dos Trabalhadores Rurais.

Turismo[editar | editar código-fonte]

O município que tem como principal ponto turístico a Cachoeira do Serrado (frequentemente o nome é confundido como erro de português, porém o Serrado é o nome próprio e não uma alusão ao cerrado).

Porteirinha é rodeada de grandes morros, que tornam-se uma atração turística do município. No ponto culminante de Porteirinha encontra-se o Cristo Redentor de Porteirinha, motivo de orgulho para os porteirinhenses.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Enciclopédia dos Municípios Brasileiros (2007). «Porteirinha - Histórico». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Arquivado desde o original (PDF) em 12 de dezembro de 2015. Consultado em 19 de agosto de 2009. 
  2. Eleições 2012 (7 de outubro de 2012). «Candidatos a Prefeito Porteirinha/MG». Arquivado desde o original em 12 de dezembro de 2015. Consultado em 12 de dezembro de 2015. 
  3. a b Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais (19 de julho de 2013). «Divisão Territorial do Brasil». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 4 de dezembro de 2013. 
  4. Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG). «Distâncias entre Municípios de Minas e Belo Horizonte». Arquivado desde o original em 12 de dezembro de 2015. Consultado em 19 de agosto de 2009. 
  5. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (15 de janeiro de 2013). «Área territorial oficial». Arquivado desde o original em 12 de dezembro de 2015. Consultado em 12 de dezembro de 2015. 
  6. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (9 de setembro de 2013). «Porteirinha - Unidades territoriais do nível Distrito». Arquivado desde o original em 12 de dezembro de 2015. Consultado em 12 de dezembro de 2015. 
  7. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2015). «Estimativa da população 2015 » população estimada » comparação entre os municípios: Minas Gerais». Arquivado desde o original em 12 de dezembro de 2015. Consultado em 12 de dezembro de 2015. 
  8. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Brasil - Climas». Biblioteca IBGE. Arquivado desde o original em 12 de dezembro de 2015. Consultado em 12 de dezembro de 2015. 
  9. Atlas do Desenvolvimento Humano (29 de julho de 2013). «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Arquivado desde o original (PDF) em 9 de fevereiro de 2015. Consultado em 9 de fevereiro de 2015. 
  10. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2012). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2012 » PIB a preços correntes » Comparação entre os Municípios: Minas Gerais». Arquivado desde o original em 9 de fevereiro de 2015. Consultado em 9 de fevereiro de 2015. 
  11. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2012). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2012 » PIB a preços correntes » Comparação entre os Municípios: Minas Gerais». Arquivado desde o original em 9 de fevereiro de 2015. Consultado em 9 de fevereiro de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.