Portela das Cabras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portugal Portela das Cabras  
—  Freguesia portuguesa extinta  —
Portela das Cabras está localizado em: Portugal Continental
Portela das Cabras
Localização de Portela das Cabras em Portugal Continental
Coordenadas 41° 40' 13" N 8° 30' 7" O
Concelho primitivo Vila Verde
Concelho (s) atual (is) Vila Verde
Freguesia (s) atual (is) União das Freguesias da Ribeira do Neiva
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
 - Total 2,34 km²
Orago São Salvador

Portela das Cabras foi uma freguesia portuguesa do concelho de Vila Verde, com 2,34 km² de área e 278 habitantes (2011)[1]. Densidade: 118,8 hab/km².

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Portela das Cabras [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
233 197 218 219 235 280 312 358 337 311 310 320 271 256 278

História[editar | editar código-fonte]

Foi, até 1855, sede do extinto concelho de Penela do Minho.

A palavra portela significa "depressão entre cumes de montanhas", "passagem estreita entre montes" ou simplesmente "passagem".

Se esses locais viessem a ser povoados, a povoação recebia também o nome de Portela. De facto e em relação a esta localidade, isso facilmente se pode constatar, já que existem dois montes (o Monte de Cima a nascente e o Monte de Baixo a poente) e a respectiva passagem existente entre eles (E. N. 308).

Portela das Cabras, também conhecida por Portela de Penela, foi sede de um concelho e de comarca que teve como donatários os Castros, senhores de Albergaria, e, mais tarde, a Casa de Bragança. Teve foral dado por D. Afonso III, em Santarém e nele se dá a esta freguesia o nome de Portela dos Leitões.

Por ali passava a antiga via Romana de Braga a Astorga. Troços desta antiga via estão ainda, ora a servir de velhos caminhos, ora inseridos em troços de estrada, como ainda de um ou outro quintal. Boa Parte segue, da estrada Nacional, para a ponte de Goães.

Portela das Cabras pertence aos Vales do Neiva e do Cávado, funcionando como marco lateral da bacia hidrográfica.

Em 1855, passou a pertencer, como freguesia, ao concelho de Vila Verde.

Foi uma freguesia extinta (agregada) em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, para, em conjunto com Duas Igrejas, Rio Mau, Goães, Godinhaços, Pedregais, e Azões, formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias da Ribeira do Neiva.

Lugares[editar | editar código-fonte]

  • Feira
  • Fontelo
  • Igreja
  • Monte
  • Panascos
  • Pardieiros
  • Pico
  • Picoto
  • Portela de Curia
  • Portela do Meio
  • Quintos
  • Rua
  • Salvador

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Norte". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 7 de Março de 2014. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2013 
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes