Porto de Jaraguá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Porto de Jaraguá
Navios próximos ao Porto de Jaraguá.
Detalhes
Armazéns 200x50m

O Porto de Jaraguá, também conhecido como Porto de Maceió, é um porto brasileiro localizado no estado de Alagoas, na capital Maceió. Atualmente é administrado pela APMC - Administração do Porto de Maceió, subordinada a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern).

Foi o desenvolvimento econômico e comercial do Porto de Jaraguá, junto às margens da lagoa Mundaú, chamada maçaio, que fez surgir uma grande povoação que recebeu o nome de Maceió, atual capital de Alagoas.

O Porto de Jaraguá é considerado um "porto natural" que facilita o atracamento de embarcações, por onde os produtos mais exportados na época da colonização foram açúcar, fumo, coco e especiarias.

Tem o maior terminal açucareiro do mundo, além de ser um dos mais movimentados do Brasil.

Fundação[editar | editar código-fonte]

A primeira operação de embarque de açúcar ocorreu em 23 de janeiro de 1942.

O Porto de Maceió, no entanto, começou bem antes. E, 1896, a empresa The National Harbour Company ltd. obteve a concessão do porto pela Lei Imperial nº 1.746, de 13 de outubro de 1869, mas as obras não prosseguiram.

A partir de 1963, o Porto de Maceió foi transferido para o Governo Federal, vinculado Departamento Nacional de Portos e Vias Navegáveis – DNPVN . De 1975 a 12 de abril de 1990, ficou subordinado à Empresa de Portos do Brasil – PORTOBRÁS. Com a extinção da PORTOBRÁS, em 1990, a administração do Porto de Maceió passou a ser exercida pela Companhia Docas do Rio Grande do Norte – CODERN, mediante Convênio de descentralização.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]