Porto de Mós

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o município brasileiro, veja Porto de Moz.
Porto de Mós
Brasão de Porto de Mós Bandeira de Porto de Mós
Brasão Bandeira
Porto de Mós2.jpg
Porto de Mós, panorâmica geral
Localização de Porto de Mós
Gentílico Portomosense;
Porto-mosense
Área 261,83 km2
População 24 342 hab. (2011)
Densidade populacional 92,97 hab./km2
N.º de freguesias 10
Presidente da
Câmara Municipal
João Salgueiro (PS)
Fundação do município
(ou foral)
1305
Região (NUTS II) Centro
Sub-região (NUTS III) Pinhal Litoral
Distrito Leiria
Antiga província Estremadura
Orago São Pedro
Feriado municipal 29 de Junho
Código postal 2480
Sítio oficial http://www.municipio-portodemos.pt/
Municípios de Portugal Flag of Portugal.svg

Porto de Mós é uma vila portuguesa pertencente ao distrito de Leiria, região Centro e sub-região do Pinhal Litoral, com cerca de 24 342 habitantes.[1]

É sede de um município com 261,83 km² de área[2] e 24 342 habitantes (2011),[3] [4] subdividido em 10 freguesias.[5] O município é limitado a norte pelos municípios de Leiria e da Batalha, a leste por Alcanena, a sul por Santarém e Rio Maior e a oeste por Alcobaça.

História[editar | editar código-fonte]

Segundo a lenda da Nazaré, o cavaleiro D. Fuas Roupinho, miraculado por Nossa Senhora da Nazaré, em 1182, foi alcaide de Porto de Mós. Segundo outras fontes, venceu um grande exército muçulmano que cercava o castelo, recorrendo ao estratagema de se esconder previamente na serra com parte dos seus homens. Derrotou o inimigo com um ataque surpresa ao seu acampamento, durante a noite.

O Concelho de Porto de Mós foi pertença dos Coutos de Alcobaça em 1230, doado por D. Sancho II influenciando por muitos séculos a vida e os hábitos desta região que mais tarde foi entregue, por D. João I, a D. Nuno Álvares Pereira e à Casa de Bragança, após a decisiva Batalha de Aljubarrota, a 14 de Agosto de 1385.

Em 1895 O concelho de Porto de Mós foi extinto e passou a pertencer ao concelho de Alcobaça, no entanto este período foi de curta duração, já que em 1898 voltou a ter o estatuto de concelho, mas sem a freguesia de Minde que juntou ao concelho de Torres Novas.

A vila recebeu foral de Dom Dinis em 1305 e mais tarde recebeu o foral Manuelino de Dom Manuel em 1515.

População[editar | editar código-fonte]

Número de habitantes [6]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
9 883 10 860 11 834 12 554 14 533 14 604 16 296 18 796 20 524 21 220 20 412 21 700 23 343 24 271 24 342

(Obs.: Número de habitantes "residentes", ou seja, que tinham a residência oficial neste concelho à data em que os censos se realizaram.)

Número de habitantes por Grupo Etário [7]
1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
0-14 Anos 4 453 4 861 4 783 5 678 6 352 6 217 6 136 5 850 5 314 4 686 3 909 3 658
15-24 Anos 1 913 2 373 2 659 2 789 3 160 3 802 3 675 3 070 3 722 3 673 3 491 2 547
25-64 Anos 5 008 5 394 5 842 6 500 7 481 8 644 9 588 9 265 10 081 11 685 12 635 13 077
= ou > 65 Anos 1 028 963 1 045 1 393 1 468 1 548 1 821 2 105 2 583 3 299 4 236 5 060
> Id. desconh 25 5 46 14 67

(Obs: De 1900 a 1950 os dados referem-se à população "de facto", ou seja, que estava presente no concelho à data em que os censos se realizaram. Daí que se registem algumas diferenças relativamente à designada população residente)

Freguesias[editar | editar código-fonte]

Freguesias do concelho de Porto de Mós.

O concelho de Porto de Mós está dividido em 10 freguesias:

Património[editar | editar código-fonte]

Personalidades[editar | editar código-fonte]

  • Luís Filipe Marques Amado (1953) - Economista e político português.
  • Pedro Durão (1991) - Comediante/Humorista
  • José Carlos Mendes (...) - Filósofo/Pensador

Referências

  1. INE (2013). Anuário Estatístico da Região Centro 2012 (Lisboa: Instituto Nacional de Estatística). p. 30. ISBN 978-989-25-0217-5. ISSN 0872-5055. Consultado em 05/05/2014. 
  2. Instituto Geográfico Português (2013). «Áreas das freguesias, municípios e distritos/ilhas da CAOP 2013» (XLS-ZIP). Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2013. Direção-Geral do Território. Consultado em 28/11/2013. 
  3. INE (2012). Censos 2011 Resultados Definitivos – Região Centro (Lisboa: Instituto Nacional de Estatística). p. 100. ISBN 978-989-25-0184-0. ISSN 0872-6493. Consultado em 27/07/2013. 
  4. INE (2012). «Quadros de apuramento por freguesia» (XLSX-ZIP). Censos 2011 (resultados definitivos). Tabelas anexas à publicação oficial; informação no separador "Q101_CENTRO". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 27/07/2013. 
  5. Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias. Anexo I. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Suplemento, de 28/01/2013.
  6. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  7. INE - http://censos.ine.pt/xportal/xmain?xpid=CENSOS&xpgid=censos_quadros
  8. «Resolução da Assembleia da República nº 20/2014». Diário da República. Consultado em 12 de Março de 2014. 
  9. «Praia Jurássica com 166 milhões de anos em São Bento». Municipio de Porto de Mós. Consultado em 12 de Março de 2014. 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Porto de Mós


Concelhos do distrito de Leiria LocalDistritoLeiria.svg
ACB1.png AVZ.png ANS.png BTL.png BBR.png CLD.png CPR.png FVN.png LRA.png MGR1.png NZR.png OBD.png PGR.png PNI1.png PBL1.png PMS.png
Alcobaça Alvaiázere Ansião Batalha Bombarral Caldas da Rainha Castanheira de Pera Figueiró dos Vinhos Leiria Marinha Grande Nazaré Óbidos Pedrógão Grande Peniche Pombal Porto de Mós