Posição de Saavedra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
abcdefgh
8
Chessboard480.svg
b6 branco rei
c6 branco peão
d5 preto torre
a1 preto rei
8
77
66
55
44
33
22
11
abcdefgh
Posição de Saavedra

A Posição de Saavedra é uma das mais importantes e estudadas posições na teoria de finais no enxadrismo. Sua denominação deve-se ao padre espanhol Fernando Saavedra, que no século XIX, enquanto residia em Glasgow, observou que as brancas poderiam vencer em uma posição considerada como rigorosamente empatada. A posição tem sua origem na partida disputada entre os enxadristas Fenton e Potter em 1875. Saavedra analisou a posição somente em 1895, encontrando uma solução vitoriosa, no Glasgow Weekly Citizen, publicada pelo colunista enxadrístico G. E. Barbier.

Análise da posição[editar | editar código-fonte]

A partir dessa posição, Barbier defendia que a partida a rigor terminaria em empate após os lances:

1. c7 Td6+

As brancas agora não podem jogar 2. Rb7 por causa de Td7; também não podem mover o Rei para a coluna c por causa de Td1, seguido de Tc1+ com captura do peão.

2. Rb5 Td5+
3. Rb4 Td4+
4. Rb3 Td3+
5. Rc2!!

Com este lance não há mais cheques possíveis e as brancas podem promover seu peão.

5. ... Td4!

Este lance não é tão simples quanto parece, uma vez que, se 6. c8=D segue-se 6. ... Tc4+!!, forçando o afogamento com 7. Dxc4. Era essa a hipótese de empate que o jornalista responsável pela publicação do problema defendia, porém a hipótese estava errada e Saavedra enviou-lhe a correção:

6. c8=T!!

Lance considerado como genial pelos especialistas: as brancas não afogam o jogo após Tc4+ e ameaçam mate com: 7. Ta8#.

6. ... Ta4
7. Rb3

E agora as pretas levam mate com Tc1# ou perdem a torre.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre enxadrismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.