Potengi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros artigos sobre Potengi, veja Potengi (desambiguação).
Município de Potengi
""A cidade que não dorme""
Praça da Matriz

Praça da Matriz
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 4 de setembro de 1957 (59 anos)
Fundação 4 de Setembro de 1957
Gentílico potenjiense[1]
Prefeito(a) Samuel Carlos Tenório Alves de Alencarf (PC do B)
(2013–2016)
Localização
Localização de Potengi
Localização de Potengi no Ceará
Potengi está localizado em: Brasil
Potengi
Localização de Potengi no Brasil
07° 05' 27" S 40° 01' 37" O07° 05' 27" S 40° 01' 37" O
Unidade federativa  Ceará
Mesorregião Sul Cearense IBGE/2008 [2]
Microrregião Chapada do Araripe IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes ao Leste o município de Santana do Cariri, ao Oeste os municípios de Campos Sales e Salitre, ao Norte o município de Assaré e ao Sul município de Araripe
Distância até a capital 485 km
Características geográficas
Área 338,723 km² [3]
População 10,651 hab. IBGE/2010[4]
Densidade 0,03 hab./km²
Altitude 557 m
Clima Tropical quente semi-árido brando
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,596 baixo PNUD/2000 [5]
PIB R$ 31 657,654 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 3 147,51 IBGE/2008[6]
Página oficial

Potengi[nota 1]é um município brasileiro do estado do Ceará. Sua população estimada em 2004 era de 9.646 habitantes. O município separou-se da vizinha Araripe no início do século XX. O responsável pela emancipação do município foi o seu primeiro prefeito, Luís Gonzaga de Figueiredo.

História[editar | editar código-fonte]

Igreja Matriz

O município fica na região metropolitana do sul do Ceará, região esta conhecida como "Cariri". A localidade foi desmembrada do município de Araripe, chamando-se primitivamente "Xique-Xique". Depois, com a divisão territorial datada de 1 de julho de 1955, o distrito, já denominado "Ibitiara", figura no município de Araripe.

Suas origens remontam ao século XIX, quando, entre outros agricultores, aí se estabeleceu Manuel Monteiro. Sua evolução à categoria de Vila Xique-Xique provém de ato governamental de 22 de novembro de 1913. As primeiras manifestações de apoio eclesial contam de doação do respectivo patrimônio e edificação pela qual se tem como responsável o pioneiro Manuel Monteiro.

Outro pioneiro que chegou à Vila de Xique-Xique, já no segundo quartel do século XX, foi Augusto Ulisses Alencar. Instalou-se na localidade denominada "Mata Fresca". Nessa propriedade, cultivou algodão, milho, feijão e arroz; criou bovinos, ovinos e caprinos, além de ter sido um dos maiores compradores de algodão do município e adjacências. Por conseguinte, foi um dos precursores do crescimento agropecuário do município. Na propriedade Mata Fresca, depois da sua morte, o município construiu uma pequena escola com seu nome.

A Vila de Xique-Xique foi elevada à categoria de município com a denominação de "Potengi" pela lei estadual n.º 3786, de 4 de setembro de 1957. Constituído por dois distritos, Potengi e Barreiros, criados por esta mesma lei estadual. Instalado em 25 de março do ano 1959.

Potengi é conhecida como "a cidade que não dorme", devido à grande quantidade de ferreiros. Como a metalurgia produz muito calor, os ferreiros começam a trabalhar sempre depois da meia-noite, na confecção das peças de metal (foices, facas e etc.). As batidas provocam um barulho que somente silencia ao raiar do dia. A maior parte do que é produzido é vendida no comércio local, e exportada para outras cidades do Ceará, Piauí e Maranhão.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Demografia[editar | editar código-fonte]

  • População estimada (IBGE 2013): 10.651 habitantes
  • População estimada (1010): 10.276 habitantes
  • População estimada (2009): 10.144 habitantes
  • População (2007): 9.670 habitantes
  • População urbana (2007) 41,03%
  • População rural (2007): 58,97%
  • Densidade demográfica (2008): 29,01 hab/km²
  • Domicílios (censo 2007): 3.330
  • Serviço de água (urbano-2007): 94,02%
  • Esgoto (urbano-2007): 0%
  • Serviço de água (rural-2007): 21,04%
  • Energia Elétrica (clientes-2008): 3.248
  • Linhas Telefônicas fixas (2007): 584
  • Telefonia Móvel (Celulares) 0%

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

  • Ribeirão Quinqueleré

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

Potengi, na época do ciclo do algodão, foi um dos maiores produtores da região. Sua agropecuária ainda é muito forte.

  • PIB (2006): R$ 24.396.000
  • Agropecuária: 14,47%
  • Indústria: 9,20%
  • Serviços: 76,33%
  • Trabalho de artesã: PIB de 2006 o município a posição 160 no Ceará
  • PIB per capita (2005): R$ 2.391,00
  • Benefícios da Previdência Social (2008): R$ 8.400,907,00
  • Total de beneficiados (dez 2008): 1.701
  • Bancos: Banco do Brasil, Bradesco e Caixa.

Finanças públicas[editar | editar código-fonte]

  • Receita Total (2008) R$ 10.769.107,23
  • Receita Tributária (2008): R$ 311.456,04
  • FPM (2008): R$ 4.799.080, 87
  • Transferência do SUS (2008): R$ 747.393,75
  • ICMS (2008): R$ 1.271.710,87
  • FUNDEB (2008): R$ 2.773,820,82
  • Despesa Total (2008): R$ 10.785,340,17
  • Despesa de Pessoal (2008): R$ 5.178.037,42
  • Despesa de Investimento (2008): R$ 1.774.481,51

Educação[editar | editar código-fonte]

  • Escolas de ensino fundamental (2008): 23
  • Escola de ensino médio (2008): 1
  • Escolas de ensino profissional (2008): 0
  • Instituições de ensino superior (2008): 0
  • Matrículas do ensino fundamental (2008): 2.121
  • Matrículas do ensino médio (2008): 249
  • Matrículas Jovens e Adultas (2008): 364
  • Taxa de escolaridade líquida no ensino fundamental (2008): 100%
  • Taxa de escolaridade líquida no ensino médio (2008): 22,37
  • Nota do Ideb (2007): Séries iniciais (até a 4ª série: 2,8)

Saúde[editar | editar código-fonte]

  • Hospitais (2007): 0
  • Leitos por hab/ano (2007): 1,8
  • Transferências do SUS hab/ano (2007): R$ 83
  • Cobertura Saúde da família (2007): 45,9%
  • Taxa de mortalidade Infantil (2007): 32,4

Cultura[editar | editar código-fonte]

Meios de comunicação social: Rádio Comunitária Zumbi dos Palmares FM na frequência de 104.9 MHz e cobertura por Rádio AM da vizinha cidade Campos Sales.

Padroeiro: São José.

Equipamentos culturais: uma biblioteca e um auditório.

Segurança Pública[editar | editar código-fonte]

Polícia Militar e Pró-cidadania.

Justiça[editar | editar código-fonte]

  • Fórum Dr. Luiz Rodrigues Neto
  • Comarca vinculada a Araripe
  • Juízes: 1 -
  • Promotores: 1 -
  • Defensores: 0 -

Política[editar | editar código-fonte]

  • Eleitores (2009): 7.032
  • Perfil dos eleitores (2009): Masculino: 3.396 / Feminino: 3.628 / Não informado: 8

Administração[editar | editar código-fonte]

Prefeitos[editar | editar código-fonte]

Os registros consultados constam que Luiz Gonzaga de Figueiredo foi um grande lutador pela emancipação do município e foi o seu primeiro prefeito, inclusive, governou Potengi por dois mandatos. Veja a lista dos nomes dos que governaram o município.

  • 1958 a 1962 - Luiz Gonzaga de Figueirêdo (PSD)
  • 1963 a 1966 - José Alves Batista (PSD)
  • 1967 a 1970 - Luiz Gonzaga de Figueirêdo (PSD) -
  • 1971 a 1972 - José Edvaldo de Sousa (Zétiburcio) (Arena)
  • 1973 a 1976 - Celésio Brilhante de Alencar (Arena 2)
  • 1977 a 1982 - Antônio Alves Rodrigues (Toim) (Arena 1)
  • 1983 a 1988 - Antônio Rivaldo Rodrigues (PFL)
  • 1989 a 1990 - José Edmilson Rocha (PMDB/PFL)
  • 1993 a 1996 - José da Rocha Forte (PSDB)
  • 1997 a 2000 - Antônio Rivaldo Rodrigues (PFL)
  • 2009 a 2012 - Samuel Carlos Tenório Alves Alencar (PC do B)
  • 2013 a 2016 - Samuel Carlos Tenório Alves Alencar (PC do B)

Fotos de logradouros[editar | editar código-fonte]

Fonte de pesquisa[editar | editar código-fonte]

Arquivo público e depoimentos de cidadãos idosos do município. Anuário do Ceará, edição 2009/2010, página 188, publicação do IPECE - Instituto de Pesquisa Estratégia Econômica do Ceará. TRE – Tribunal Regional Eleitoral do estado do Ceará.

Notas

Referências

  1. Conforme Houaiss, Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (ABL) e Aurélio.
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Ceará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.