Power play

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

"Power play" é um termo utilizado em diversos esportes coletivos, designando situações em que, após uma infração das regras, uma equipe é penalizada com a redução temporária do número de jogadores em campo. O termo power play é comumente aplicado para o estado de vantagem que equipe não penalizada goza durante este tempo. Várias táticas e estratégias especializadas podem ser utilizadas por uma equipe em power play, bem como pela equipe em desvantagem.

Power play da Universidade Estadual de Ferris (com cinco jogadores) contra a Universidade de Michigan (com três).

Hóquei no gelo[editar | editar código-fonte]

No hóquei no gelo, diz-se que uma equipe está em power play quando pelo menos um jogador da equipe adversária estiver fora do rinque cumprindo uma penalidade, e a equipe tem uma vantagem numérica no gelo (não há power play se ambas tiverem o mesmo número de atletas). Até dois jogadores de cada lado, podem ser penalizados ao mesmo tempo, dando a possibilidade de power plays 5 a 3. Se um goleiro comete uma falta para a qual é prevista punição fora de campo, outro jogador que estava no gelo no tempo da falta a cumpre.[1]

Há dois tipos de sanções que podem resultar em um power play para a equipe não infratora: menor (dois minutos) e grandes (cinco minutos). Para tais sanções, o jogador faltoso deve permanecer fora do rinque e não pode ser substituído. Uma power play resultante de uma penalidade menor termina se a equipe em vantagem numérica pontuar, a não ser que essa pontuação se dê pela conversão de um pênalti.[2] Caso o time em desvantagem tenha dois jogadores cumprindo pena menor, um gol marcado pela equipe em vantagem encerra apenas a primeira penalidade, de modo que 2 gols pela equipe com mais jogadores são necessários para acabar a power play.[2] Em caso de penalidades maiores, a power play não se encerra com um gol da equipe em vantagem. Penalidades maiores só terminam quando passados os cinco minutos ou com o fim do jogo.[3] Penalidades por má conduta (misconduct: 10 minutos de duração), e de má conduta de jogo (game misconduct: expulsão pelo restante da partida) permitem a substituição do infrator, então não resultam automaticamente em power plays.[4] No entanto, essas podem ser cumuladas com uma penalidade maior ou menor.[5] Um penalidade de jogo (match penalty - lesionar ou tentar lesionar outro jogador) resulta na expulsão do infrator e numa power play de cinco minutos para a equipe adversária. Nesse caso, a power play não se encerra com um gol da equipe beneficiada por ela, assim como no caso das penalidades maiores.[6]

Se um time está ainda em power play no final de um período regulamentar, ou no final de período de prorrogação num jogo de mata-mata, a power play continua para o período seguinte.[7]

Um gol marcado pela equipe em desvantagem durante a power play é chamado gol short-handed. Se uma power play termina sem gol contra a equipe em desvantagem, diz-se que ela matou a penalidade.[8] Se uma equipe marca um gol enquanto em power play, diz-se que ela o converteu.[9]

Nas principais competições de hóquei no gelo, a equipe em desvantagem numérica durante a power play está imune à infração de icing e pode, portanto, lançar o disco para longe da área de defesa. Essa regra, porém, é polêmica e vem sendo debatida.[10]

Lacrosse[editar | editar código-fonte]

No lacrosse, um tipo semelhante de situação existe, com a duração de apenas 30 segundos para infrações menores e um minuto para as maiores, bem como a 3 minutos de penalidades para determinadas infrações de equipamento. Dependendo da infração, a penalidade pode terminar mais cedo (ser "liberada") se um gol for marcado por qualquer equipe, ou pode ser "não-liberável," o que significa que a duração total deve ser servido. O termo extra man é usado com mais freqüência do que o power play. Em box lacrosse, uma power play é muito semelhante a no hóquei no gelo. Esta situação é também muitas vezes chamado de um "extra man offense" (EMO) ou "man up", ou "man down", dependendo da perspectiva.[11]

Conceitos análogos geralmente tratados por outro nome[editar | editar código-fonte]

  • No polo aquático, ocorrendo uma falta grave, o infrator é expulso por 20 segundos, em situação análoga à do hóquei no gelo e do lacrosse.[12] Entretanto, o termo usado é "jogada de homem a mais".[13]
  • No futsal, quando um jogador recebe um cartão vermelho e, portanto, é expulso do jogo, a equipe penalizada tem de jogar com um jogador a menos por dois minutos, tal qual no hóquei no gelo. Se um gol é marcado, a equipe retorna ao número total de atletas.[14]
  • No rugby union, um jogador que penalizado com um cartão amarelo é retirado do jogo por um período de dez minutos (dois minutos na variação rugby sevens). O jogador não poderá ser substituído. Portanto, sua equipe tem de jogar um tempo com um a menos.[15]

Referências

  1. ESPN. «NHL Team Special Teams Statistics - 2014-15». National Hockey League. Consultado em 9 de fevereiro de 2015 
  2. a b Livro de regras da National Hockey League: regra 16.2
  3. Livro de Regras da National Hockey League: regra 20.2
  4. Livro de Regras da National Hockey League: regras 22.1 e 23.1
  5. Livro de Regras da National Hockey League: regra 22.3
  6. Livro de Regras da National Hockey League: regra 21.2
  7. Livro de Regras da National Hockey League: regra 84.3
  8. «Penalty killing kills Blackhawks again in 5-2 loss to Stars». chicagotribune.com. Consultado em 17 de maio de 2016 
  9. «Ducks convert all three power-play chances to get past Flames - Sportsnet.ca». Sportsnet.ca (em inglês). Consultado em 17 de maio de 2016 
  10. «USHL may have fix for NHL's scoring woes». www.si.com. Consultado em 17 de maio de 2016 
  11. «Extra-man Offence, or the Power Play». Inside Lacrosse. Consultado em 9 de fevereiro de 2015 
  12. «Como se joga o pólo aquático? - Mundo Estranho». Mundo Estranho. Consultado em 17 de maio de 2016 
  13. «Pólo Aquático - Brasil vence Japão novamente, termina em 3º, e vai forte para Super Final». www.cbda.org.br. Consultado em 17 de maio de 2016 
  14. FIFA - Futsal. Laws of the Game - Law 3. Disponível em http://www.fpf.pt/Portals/0/Documentos/RegimentosRegulamentos/LeisJogoFutsal2014_2015.pdf. Consultado em 17 de maio de 2016.
  15. Laws of the Game - Rugby Union - Leis 10.5 e 10.6. Disponível em http://laws.worldrugby.org/?law=10. Consulta em 17 de maio de 2016.