Pré-Caju

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Précaju
Vista da Avenida 13 de Julho no Segundo dia de Festa (2010)
Nome oficial Precaju
Celebrado por Aracaju
Tipo Popular
Tradições depois de 2015 o evento foi cancelado


Pré-Caju foi uma festa popular pré-carnavalesca brasileira, realizada na cidade de Aracaju-SE.[1] Maior prévia carnavalesca do país, o Pré-Caju reúne ritmos como Axé, Forró, Samba entre outros.

Era considerado a abertura oficial do carnaval brasileiro. Mais do que consolidada, faz parte do Calendário de Verão do Estado de Sergipe. Realizado em pleno verão, o evento acontecia em quatro dias, na Avenida Beira Mar, com o desfile de blocos e trios. Organizada pela ASBT - Associação Sergipana de Blocos de Trio, chega a reunir 300 mil pessoas por noite[1], gerando um investimento de cerca de dois milhões de reais, mobilizando 70 setores da economia sergipana, gerando em torno de 20 mil empregos, entre diretos e indiretos.

História[editar | editar código-fonte]

O Pré-Caju foi criado em 1992 pelo jovem empresário Fabiano Oliveira. Tudo começou com a festa “Suas Férias Com Amor”, um evento com camisa e trio puxado pela banda Asa de Águia[1], com saída da orla de Atalaia e chegada na antiga Casa de Espetáculos Augustu’s.

A festa deu tão certo que no ano seguinte mais duas bandas participaram, tendo início então o Pré-Caju com os blocos Com Amor trazendo a banda Asa de Águia, Brilho com a banda Brilho e o bloco Papagaios com a banda Cheiro de Amor. Também nesse ano o Pré-Caju foi incluído oficialmente no calendário turístico e cultural da cidade de Aracaju, através da Lei Municipal nº 1985 de 21 de maio de 1993.[2]

Em 1994, a festa cresceu mais ainda. Entraram os blocos Bora Bora, Fascinação, Dino, Gula, Eva, Tricolor da Vila, entre outros. A festa tinha abertura no domingo com os blocos das crianças e continuava de quarta-feira até domingo com os desfiles dos blocos alternativos e oficiais, totalizando nove trios por noite, além dos trios e bandas que puxavam a pipoca. Nessa época e por cinco anos consecutivos, o Pré-Caju foi eleito pela crítica especializa e pelos foliões em geral como maior e melhor prévia carnavalesca do Brasil, sendo considerado um evento “Hours Concurs” no gênero.

Em 1996, a ASBT foi reconhecida como entidade gestora e organizadora do Pré-Caju através da Lei Municipal nº 2.465 de 25 de novembro de 1996. Depois disso, a mesma foi agraciada com o Certificado de Utilidade Pública Estadual por meio da Lei nº 2.503 de 7 de julho de 1997.

Em 2015, o evento não foi realizado por falta de patrocínio[1], mas seus organizadores planejavam realizá-lo em 2016 e criar o que seria a Cidade da Folia, mas até o presente momento mais nada sobre o retorno da festa foi cogitado.

Blocos e Atrações em 2014[editar | editar código-fonte]

  • Bloco Bora Bora - Tomate
  • Bloco Eu & Você - Timbalada
  • Bloco Com Amor - Saulo Fernandes
  • Bloco Cerveja & Coco - Asa de Águia e Ivete Sangalo
  • Bloco Nana Banana - Chiclete com Banana
  • Bloco Pirraça - Gustavo Lima (2014)
  • Bloco Aviões Elétrico - Aviões do Forró
  • Bloco Meu & Seu - Harmônia do Samba
  • Bloco Cajuranas - É O Tchan
  • Bloco Largadinho-Claudia Leitte

Referências

  1. a b c d G1 (13 de novembro de 2014). «Pré-Caju não vai ser realizado em 2015, diz ASBT». Consultado em 16 de abril de 2015 
  2. Jornal do Diase (14 de novembro de 2014). «O mal vence o bem». Consultado em 16 de abril de 2015