Prémio Lux

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Prémio Lux
Descrição Excelência em ilustrar a universalidade dos valores europeus e a diversidade da cultura europeia
Apresentação Parlamento Europeu
País Europa
Primeira cerimónia 2007 (11 anos)
Sítio oficial

O Prémio Lux é um prémio cinematográfico concedido anualmente, pelo Parlamento Europeu.[1] O nome provém do latim lux que significa "luz" e do nome de família dos irmãos franceses Auguste e Louis Lumière, inventores do cinematógrafo.

Atribuído por um júri formado por deputados do Parlamento Europeu, o prémio Lux é entregue a obra que ilustra a universalidade dos valores europeus, a diversidade cultural e o processo da construção continental. É atribuído pelo presidente do Parlamento Europeu. É dado um tipo de assistência através da legendagem e do cinemascópio do filme vencedor em vinte e três línguas oficiais da União Europeia, que resulta na adaptação do idioma original para pessoas surdas ou com deficiência auditiva.[2]

Critérios de elegibilidade[editar | editar código-fonte]

Os filmes selecionados devem atender aos seguintes critérios:

  • obras cinematográficas de ficção ou animação ou documentários criativos;
  • com uma duração mínima de sessenta minutos;
  • ilustrando ou questionando a identidade europeia, a diversidade cultural da Europa ou um debate público sobre o processo de construção da União Europeia;
  • resultado de produções ou coproduções elegíveis ao programa MEDIA (Estado-membro da União Europeia, Islândia, Liechtenstein, Noruega, Suíça);
  • Com estreia prevista para uma data entre 1 de Junho do ano corrente e 31 de Maio do ano seguinte.

Painel de seleção[editar | editar código-fonte]

A cada ano, dez filmes são escolhidos para a seleção oficial do Prémio Lux. O painel é composto por representantes da indústria cinematográfica europeia: produtores, distribuidores, operadores, realizadores ou programadores de festivais e críticos de cinema. Renovado anualmente por terços, os membros do painel de seleção são designados pela Comissão da Cultura e da Educação do Parlamento Europeu. As decisões do painel de seleção são adoptadas por consenso.

Júri[editar | editar código-fonte]

Apenas setecentos e cinquenta e quatro deputados do Parlamento Europeu, que viram os filmes durante as projeções, têm direito a votar. A votação é feita eletronicamente através do sítio intranet do Parlamento.

Vencedores e nomeados[editar | editar código-fonte]

A cor de fundo       indica os vencedores.
Ano Filme Título no Brasil Título em Portugal Realizador/diretor País
2007[3] Auf der anderen Seite Do Outro Lado Do Outro Lado Fatih Akin  Alemanha
4 luni, 3 săptămâni şi 2 zile 4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias 4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias Cristian Mungiu Roménia
Belle Toujours Sempre Bela Belle Toujours Manoel de Oliveira Portugal Portugal[4]
2008[5][6] Le Silence de Lorna O Silêncio de Lorna O Silêncio de Lorna Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne  Bélgica
Delta Delta Delta Kornél Mundruczó  Hungria
Občan Havel Miroslav Janek e Pavel Koutecký  República Checa
2009[7][8] Welcome Bem-vindo Welcome - Bem-vindo Philippe Lioret  França
Източни пиеси Kamen Kalev  Bulgária
Sturm Hans-Christian Schmid  Alemanha
2010[9][10] Die Fremde A Estrangeira A Estrangeira Feo Aladag  Áustria
Ακαδημία Πλάτωνος Filippos Tsitos  Grécia
Illégal Olivier Masset-Depasse  Bélgica
2011[11][12] Les Neiges du Kilimandjaro As Neves do Kilimandjaro As Neves de Kilimanjaro Robert Guédiguian  França
Attenberg Athiná-Rachél Tsangári  Grécia
Play Ruben Östlund  Suécia
2012[13][14] Io sono Li Shun Li e o Poeta Andrea Segre  Itália
Csak a szél Benedek Fliegauf  Hungria
Tabu Tabu Tabu Miguel Gomes Portugal Portugal
2013[15][16] The Broken Circle Breakdown Alabama Monroe Ciclo Interrompido Felix Van Groeningen  Bélgica
Miele Mel Mel Valeria Golino  Itália
The Selfish Giant Clio Barnard  Reino Unido
2014[17][18] Ida Ida Ida Paweł Pawlikowski  Polónia
Razredni sovražnik Rok Biček Eslovénia Eslovénia
Bande de filles Garotas Bando de Raparigas Céline Sciamma  França
2015[19][20] Mustang Cinco Graças Mustang Deniz Gamze Ergüven  Turquia
Mediterranea Jonas Carpignano  Itália
Urok A Lição Kristina Grozeva e Petar Valchanov  Bulgária
2016[21] Toni Erdmann Toni Erdmann Toni Erdmann Maren Ade  Alemanha
À peine j'ouvre les yeux Assim que Abro Meus Olhos Leyla Bouzid  Tunísia
Ma vie de courgette Minha Vida de Abobrinha A Minha Vida de Courgette Claude Barras Suíça
2017[22] Sameblod Amanda Kernell  Suécia
120 battements par minute 120 Batimentos por Minuto 120 Batimentos por Minuto Robin Campillo  França
Western Valeska Grisebach  Alemanha

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Prémio Lux - prémio europeu de cinema». Centro de Informação Europeia Jacques Delors. Consultado em 26 de setembro de 2015. 
  2. «Prémio Lux: o Parlamento Europeu e o cinema». Parlamento Europeu. 4 de outubro de 2007 
  3. «Parlamento Europeu estreia Prémio Lux com "Auf der anderen Seite"». Parlamento Europeu. 12 de novembro de 2007 
  4. Lusa (25 de setembro de 2007). «Cinema: "Belle Toujours", de Manoel de Oliveira, candidato ao prémio Lux de Cinema do Parlamento Europeu». Expresso 
  5. «Três filmes europeus em competição para o Prémio LUX 2008». Parlamento Europeu. 15 de setembro de 2008 
  6. «Prémio LUX 2008: eliminar as barreiras linguísticas na cinematografia europeia». Parlamento Europeu. 22 de outubro de 2008 
  7. «Prémio Lux 2009: e os três filmes finalistas são...». Parlamento Europeu. 11 de setembro de 2009 
  8. «Prémio LUX 2009 para o cinema europeu». Parlamento Europeu. 30 de novembro de 2009 
  9. «4ª edição Prémio Lux de cinema europeu já tem finalistas». Público. 27 de julho de 2010 
  10. «Prémio de Cinema LUX 2010 vai para filme alemão "Die Fremde"». Parlamento Europeu. 24 de novembro de 2010 
  11. ««As Neves do Kilimandjaro» ganha prémio LUX». TVI24. TVI. 16 de novembro de 2011 
  12. «Filme francês "As Neves do Kilimanjaro" vence Prémio Lux 2011». Euronews. 16 de novembro de 2011 
  13. «"Tabu" de Miguel Gomes finalista do Prémio LUX do Parlamento Europeu». Público. 24 de julho de 2012 
  14. «"Shun Li and the Poet" é o vencedor do Prémio Lux 2012». FilmSPOT. 24 de novembro de 2012 
  15. Resende, Tiago (23 de julho de 2013). «Três filmes competem pelo Prémio LUX 2013». Cinema 7ª Arte 
  16. «'The Broken Circle Breakdown' vence Prémio LUX 2013». Sol. 11 de dezembro de 2013 
  17. «Os três filmes finalistas do Prémio LUX 2014: "Class enemy", "Girlhood" e "Ida"». Parlamento Europeu. 22 de julho de 2014 
  18. «Parlamento Europeu atribui prémio Lux 2014 a 'Ida'». Correio da Manhã. 17 de dezembro de 2014 
  19. «Filmes «Mediterranea», «Mustang» e «Urok» finalistas do Prémio LUX 2015». Diário Digital. SAPO. 24 de julho de 2015 
  20. Lusa (24 de novembro de 2015). «Filme "Mustang" vence Prémio Lux 2015 do Parlamento Europeu». Correio da Manhã 
  21. «Toni Erdmann é o vencedor do Prémio Lux de Cinema do Parlamento Europeu». Público. 23 de novembro de 2016 
  22. «O vencedor do Prémio Lux de Cinema 2017 "Sameblod (Sangue Sami)": um filme "também sobre ser jovem"». Europarltv. Parlamento Europeu. 14 de novembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]