Prémio Pulitzer de Não Ficção Geral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Prémio Pulitzer de Não Ficção Geral é um dos sete Prémios Pulitzer que são entregues anualmente nas áreas das Letras, Teatro e Música. Tem sido atribuído desde 1962 a um livro de não ficção significativo de um escritor Norte-americano, publicado durante o ano precedente, que não é ilegível para consideração noutra categoria.

Os finalistas tem sido anunciados desde 1980, geralmente dois para além do vencedor.[1]

Vencedores[editar | editar código-fonte]

Nos primeiros 52 anos até 2013, o Pulitzer de Não Ficção foi entregue 55 vezes; dois prémios foram atribuídos em 1969, 1973, e 1986. Duas pessoas venceram o prémio como co-autoras em 1968, 1990, e 1991.[1] Barbara Tuchman e E.O. Wilson venceram respectivamente dois prémios de Não Ficção.

1960s[editar | editar código-fonte]

1970s[editar | editar código-fonte]

1980s[editar | editar código-fonte]

Os finalistas estão indicados em itálico, geralmente dois em cada ano.

1990s[editar | editar código-fonte]

2000s[editar | editar código-fonte]

2010s[editar | editar código-fonte]

Vencedores repetentes[editar | editar código-fonte]

Duas pessoas venceram o Prémio Pulitzer de Não Ficção Geral duas vezes.

  • Barbara Tuchman, 1963 por The Guns of August e em 1972 por Stilwell and the American Experience in China
  • E. O. Wilson, 1979 por On Human Nature e em 1991 por Ants, este último em co-autoria com Bert Hölldobler

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b "General Nonfiction".
  2. "General Nonfiction".
  3. «General Nonfiction». The Pulitzer Prizes. Consultado em 19 de Abril de 2016