Prémio Ricardo Malheiros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Prémio Ricardo Malheiros
Descrição Autor português de obra original, em língua portuguesa, dos géneros romance, novela ou conto
Organização Academia das Ciências de Lisboa
País  Portugal
Primeira cerimónia 1933
Última cerimónia 1980
Detentor Lídia Jorge

O Prémio Ricardo Malheiros é um prémio atribuído pela Academia das Ciências de Lisboa visando estimular a cultura e a criação literárias em Portugal.

O prémio é atribuído, através de concurso, a um autor português de obra original, em língua portuguesa, dos géneros romance, novela ou conto, que tenha sido publicada no ano da abertura do concurso.

Os fundos deste prémio provêm de um legado que Ricardo Malheiros deixou à Academia para a criação de um prémio literário.[1]

O regulamento deste prémio foi aprovado pela Portaria n.º 20925, de 23 de Novembro de 1964, do Ministério da Educação Nacional.[2]

Foram galardoados com este prémio, Aquilino Ribeiro, Ferreira de Castro, Fernanda de Castro, Alves Redol, António Quadros, entre outros. Joaquim Paço d' Arcos recusou o prémio em 1938.

Galardoados[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Cf. Enciclopédia Larousse, pág. 4442 (Vol. 12). ISBN 978-972-759-932-5
  2. Portaria n.º 20925, de 23 de Novembro de 1964.

issuu.com/acad-ciencias/docs/pr_mio_ricardo_malheiros‎

Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.