Prêmio Casa de las Américas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Prêmio Casa de las Américas
Descrição Prémio literário
Organização Casa de las Américas
País  Cuba
Primeira cerimónia 1960
Sítio oficial

Prêmio Casa de las Américas é um prêmio literário oferecido anualmente pela Casa de las Américas[1].

Foi criado em 1960, com o nome de Concurso Literario Hispanoamericano. Passou a se chamar Concurso Literario Latinoamericano em 1964. No ano seguinte foi adotado o nome atual.

Principais categorias[editar | editar código-fonte]

Vencedores a partir do ano 2000[editar | editar código-fonte]

Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.

Para vencedores anteriores, Ver Anexo:Vencedores do Prémio Casa de las Américas 1960-1999

2000:

2001: Não concedido em poesia

2002:

2003: Não houve concurso de poesia

2004: Não houve concurso de romance

  • Luis Lorente: Esta tarde llegando la noche (poesia,  Cuba)
  • Pablo Ramos (Pablo Hernán Petitto): Cuando lo peor haya pasado (conto,  Argentina)
  • José Murilo de Carvalho: Ciudadanía en Brasil. El largo camino (literatura brasileira, ensaio histórico-social,  Brasil)
    • Júnia Ferreira Furtado: Chica da Silva e o contratador dos diamantes - O outro lado do mito (Menção literatura brasileira, testemunho,  Brasil)
  • Georges Mauvois: Ovando (reúne tres piezas: Ovando o el mago de Santo Domingo, Jazz y ¡Qué lío!; literatura caribenha em francês e criolo;  França)
    • Camille Montoussamy: Eclats d´Inde (Menção literatura caribenha em francês e crioulo, testemunho;  França)
    • Claude Ribbe: L´Expedition (Menção literatura caribenha em francês e crioulo, romance,  França)
  • Carmiña Navia Velasco: Guerra y paz en Colombia, miradas de mujer (Prémio Extraordinário de Ensaio sobre a Mulher,  Colômbia)
  • Juan Bañuelos: A paso de hierba. Poemas sobre Chiapas (Prémio de Poesia José Lezama Lima,  México)
  • Anacristina Rossi: Limón Blues (Prémio de Narrativa José María Arguedas, Costa Rica)
  • Atilio Borón: Imperio e imperialismo. Lectura crítica de un libro de Michael Hardt y Antonio Negri (Prémio de Ensaio Ezequiel Martínez Estrada;  Argentina)

2005: Não houve concurso de poesia

  • Marilyn Bobes: Fiebre invernal (romance,  Cuba)
    • Claudio Ingratta: Ediciones amarillas del corazón (Menção Especial romance,  Argentina)
  • Carlos A. Jáuregui: Canibalia. Canibalismo, calibanismo, antropofagia cultural y consumo en América Latina (ensaio artístico-literário,  Colômbia)
  • Víctor Winer: Postal de vuelo (teatro,  Argentina)
    • Kevin Nelson Valente: Superficies (Menção teatro,  Argentina)
  • Teresa Cárdenas Angulo: Perro Viejo (literatura para crianças e jovens, romance,  Cuba)
    • Luis Caissés Sánchez: Cuentos de vieja y de viejitos (Primeira Menção literatura para crianças e jovens,  Cuba)
    • Félix Guerra Pulido: El invitado soy yo (Menção literatura para para crianças e jovens, poesia,  Cuba)
    • Ariel James Figarola: El color de la Yagruma (Menção literatura para para crianças e jovens, poesia,  Cuba)
  • Alberto Mussa: O enigma de Qaf (literatura brasileira, romance,  Brasil)
  • Idea Vilariño: En lo más implacable de la noche (Prémio de Poesia José Lezama Lima, Uruguai)
  • Rubem Fonseca: Pequeñas criaturas (Prémio de Narrativa José María Arguedas, conto,  Brasil)
  • Luis Britto: Investigación de unos medios por encima de toda sospecha (Prémio de Ensaio Ezequiel Martínez Estrada,  Venezuela)

2006: Não houve concurso de romance

2007: Não houve concurso de poesia

2008: Não houve concurso de romance

2009: Não houve concurso de poesia

2010: No hubo concurso de novela

2011: Não houve concurso de poesia

2012: Não houve concurso de romance e poesia

2013:[2] O prémio de romance foi declarado deserto

2014:[3]

2015:

2016: Não houve concurso de romance

2017[4]:


2018: Não houve concurso de romance[5]

2019: Não houve concurso de conto nem de teatro[6]

Vencedores na categoria Literatura Brasileira[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Casa de las Américas: a cultura como resistência - Caleidoscópio
  2. Del Acta del Jurado del Premio, Casa de las Américas], 2013; acceso 03.02.2013
  3. Del Acta del Jurado del Premio, Casa de las Américas], 2014; acceso 28.07.2014
  4. Dos cubanos ganan el Premio Casa de las Américas. Diário de Cuba, 27 de janeiro de 2017
  5. Ganadores del Premio Literario Casa de las Américas 2018 (em espanhol)
  6. Premio literarios Casa de las Américas 2019 (em espanhol)
  7. Prêmio Literário Casa de Las Américas 2013[ligação inativa] - Fundação Biblioteca Nacional
  8. «Chico Buarque e Luiz Ruffato ganham prêmio literário em Cuba». 1° de Fevereiro de 2013. Consultado em 13 de Fevereiro de 2013  Verifique data em: |data= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]