Prêmio Molière

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Prêmio Molière
Descrição Concedido aos melhores do teatro no Rio de Janeiro e em São Paulo.
País  Brasil
Primeira cerimónia 1963
Última cerimónia 1994

Prêmio Molière de teatro foi criado em 1963, patrocinado pela empresa aérea Air France e foi extinto em 1994 por falta de patrocínio. Desde sua primeira edição, reuniu a classe artística premiando os principais protagonistas das artes cênicas no Rio de Janeiro e em São Paulo. Por conta disso, mesmo extinto ainda em 1994, é lembrado até hoje como o Oscar do teatro nacional.[1]

Anualmente, os vencedores nas categorias de melhor ator, atriz, diretor, dramaturgo e revelação ou prêmio especial recebiam uma estatueta - réplica do busto de Molière, do escultor francês Houdon, além de uma viagem a Paris. Também eram premiados os melhores cenógrafos e figurinistas.

O prêmio era concedido aos melhores do teatro no Rio de Janeiro e em São Paulo, que eram escolhidos por um júri formado por jornalistas e críticos de teatro. A festa de premiação era um importante acontecimento cultural. Muitas vezes foi realizada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro e no de São Paulo. No início dos anos 1970, a cerimônia chegou a ser apresentada pelo casal Blota Jr. e Sonia Ribeiro.

Em 1974 o prêmio foi estendido também ao teatro infantil. Em 1992 e 1993, por falta de recursos, as premiações não são realizadas. Volta em 1994, com o patrocínio da parceria Air France - Citroën, mas a categoria Prêmio de Incentivo ao Teatro Infantil é extinta. É também, o último ano da premiação.[2]

Premiados[editar | editar código-fonte]

Década de 1960[editar | editar código-fonte]

Ano Vencedores Categoria Nota
1965 Cleyde Yáconis Melhor atriz Peça: Toda Nudez Será Castigada[3]
1966 Ademar Guerra Melhor diretor Peça: Oh! Que Delícia de Guerra
Gianfrancesco Guarnieri Melhor ator Peça: O Inspetor Geral
Nathália Timberg Melhor atriz Peça: Meu Querido Mentiroso
Fernanda Montenegro Melhor atriz (Rio de Janeiro) Peça: A Mulher de Todos Nós
Bráulio Pedroso Melhor autor Peça: O Fardão
Etty Fraser Melhor coadjuvante Peça: Os Inimigos
1967 José Celso Martinez Corrêa Melhor diretor
Renato Borghi Melhor ator Peça: O Rei da Vela
Berta Zemel Melhor atriz (São Paulo) Peça: O Milagre de Annie Sullivan[4]
Fernanda Montenegro Melhor atriz (Rio de Janeiro) Peça: O Homem do Princípio ao Fim
Plínio Marcos Melhor autor Peça: Navalha na Carne
Augusto Boal Prêmio especial Criação do Sistema Curinga.
1968 Antunes Filho Melhor diretor
Juca de Oliveira Melhor ator
Lilian Lemmertz Melhor atriz Peça: Dois na Gangorra
Antonio Bivar Melhor autor Peça: Abre a janela e deixa entrar o ar puro e o sol da manhã
Lourdes de Moraes Revelação do ano
1969 Flávio Rangel Melhor diretor Peças: À Flor da Pele e Esperando Godot
Othon Bastos Melhor ator Peça: Na selva das cidades[5]
Marília Pêra Melhor atriz Peça: Fala Baixo Senão Eu Grito
Leilah Assumpção Melhor autor Peça: Fala Baixo Senão Eu Grito
Clóvis Bueno Prêmio especial

Década de 1970[editar | editar código-fonte]

Ano Vencedores Categoria Nota
1970 Celso Nunes Melhor diretor Peça: A Longa Noite de Cristal[6]
Zanoni Ferrite Melhor ator
Lélia Abramo Melhor atriz
Oduvaldo Vianna Filho Melhor autor Peça: A Longa Noite de Cristal[6]
Jorge Andrade Prêmio especial
1971 Antunes Filho Melhor diretor Peça: As Aventuras de Peer Gynt
Stênio Garcia Melhor ator Peça: As Aventuras de Peer Gynt
Wanda Kosmo Melhor atriz
Gianfrancesco Guarnieri Melhor autor Peça: Castro Alves Pede Passagem
Gianni Ratto Prêmio especial
1972 Ademar Guerra Melhor diretor
Juca de Oliveira Melhor ator Peça: Um Edifício Chamado 200
Suely Franco Melhor atriz
Carlos Queiroz Telles Melhor autor
Hélio Eichbauer Prêmio especial
1973 Fernando Peixoto Melhor diretor
Walmor Chagas Melhor ator
Carmem Silva Melhor atriz (São Paulo) Peça: Mais quero asno que me carregue que cavalo que me derrube[7]
Marília Pêra Melhor atriz (Rio de Janeiro) Peça: Apareceu a Margarida
Gianfrancesco Guarnieri Melhor autor
Osmar Rodrigues Cruz Prêmio especial
1974 Antunes Filho Melhor diretor
Paulo Goulart Melhor ator Peça: Orquestra de Senhoritas
Nicete Bruno Melhor atriz Peça: O Efeito dos Raios Gama Sobre as Margaridas do Campo
Consuelo de Castro Melhor autor
Cláudio Petraglia Prêmio especial
Ronaldo Ciambroni Prêmio de incentivo ao teatro infantil
1975 Antonio Abujamra Melhor diretor
Ítalo Rossi Melhor ator (Rio de Janeiro) Peça: A Noite dos Campeões[8]
Sérgio Mamberti Melhor ator
Irene Ravache Melhor atriz Peça: Roda cor de roda[9]
Carlos Queiroz Telles Melhor autor
Marilena Ansaldi Prêmio especial
Roberto Lage Prêmio de incentivo ao teatro infantil (São Paulo)
Maria de Lourdes Martini Prêmio de incentivo ao teatro infantil (Rio de Janeiro)
1976 Silney Siqueira Melhor diretor
Raul Cortez Melhor ator
Célia Helena Melhor atriz
Fernanda Montenegro Melhor atriz (Rio de Janeiro) Peça: A Mais Sólida Mansão
Gianfrancesco Guarnieri Melhor autor Peça: Ponto de Partida
Sábato Magaldi Prêmio especial
Carlos Meceni Prêmio de incentivo ao teatro infantil (São Paulo)
Ilo Krugli Prêmio de incentivo ao teatro infantil (Rio de Janeiro)
1977 Osmar Rodrigues Cruz Melhor diretor
Sebastião Vasconcelos Melhor ator Peça: Os Emigrados
Maria Alice Vergueiro Melhor atriz Peça: Os Mais Fortes
Fauzi Arap Melhor autor
Flávio Império Prêmio especial
Antonio Maschio Prêmio de incentivo ao teatro infantil (São Paulo)
Grupo Hombu Prêmio de incentivo ao teatro infantil (Rio de Janeiro)
1978 Antunes Filho Melhor diretor (São Paulo)
Sérgio Britto Melhor diretor (Rio de Janeiro) [10]
Cacá Carvalho Melhor ator
Rodrigo Santiago Melhor ator (Rio de Janeiro) [10]
Henriqueta Brieba Melhor atriz
Renata Sorrah Melhor atriz (Rio de Janeiro) [10]
Maria Adelaide Amaral Melhor autor Peça: Bodas de Papel
Raul Cortez Prêmio especial
Wladimir Capella Prêmio de incentivo ao teatro infantil (São Paulo) Peça: Panos e Lendas
Sylvia Orthof Prêmio de incentivo ao teatro infantil (Rio de Janeiro)
1979 Paulo Betti Melhor diretor
Luiz Carlos Arutim Melhor ator
Ruthinéa de Moraes Melhor atriz (São Paulo)
Renata Sorrah Melhor atriz (Rio de Janeiro) [10]
Lauro César Muniz Melhor autor
Naum Alves de Souza Prêmio especial
Álvaro Apocalypse Prêmio especial
José Mauro Padovani Prêmio de incentivo ao teatro infantil (São Paulo)
Caíque Botkai Prêmio de incentivo ao teatro infantil (Rio de Janeiro)

Década de 1980[editar | editar código-fonte]

Ano Vencedores Categoria Nota
1980 Celso Nunes Melhor diretor
Edwin Luisi Melhor ator
Walderez de Barros Melhor atriz Peça: Abajur Lilás
Oduvaldo Vianna Filho Melhor autor
Plínio Marcos Prêmio especial
Lica Neaime Prêmio de incentivo ao teatro infantil (São Paulo)
Lúcia Coelho Prêmio de incentivo ao teatro infantil (Rio de Janeiro)
1981 Antunes Filho Melhor diretor
Umberto Magnani Melhor ator
Denise Del Vecchio Melhor atriz
Naum Alves de Souza Melhor autor
Irineu Chamiso Prêmio especial
Marcos Frota Prêmio de incentivo ao teatro infantil
1982 Celso Nunes Melhor diretor (Rio de Janeiro) [10]
Yara Amaral Melhor atriz Peça: Eu Posso?
Fernanda Montenegro Prêmio especial Peça: As Lágrimas Amargas de Petra von Kant
Kalma Murtinho Conjunto de trabalhos de figurinos
1983 Marília Pêra Melhor atriz Peça: Brincando em Cima Daquilo
Maria Adelaide Amaral Melhor autor Peça: Chiquinha Gonzaga
Sérgio Britto Prêmio especial (Rio de Janeiro) [10]
1984 Maria Adelaide Amaral Melhor autor Peça: De braços abertos
1985 Ítalo Rossi Melhor ator (Rio de Janeiro) Peça: Quatro Vezes Beckett[8]
Walderez de Barros Melhor atriz Peça: Madame Blavatsky[11]
Plínio Marcos Melhor autor Peça: Madame Blavatsky[11]
Gerald Thomas Prêmio especial (Rio de Janeiro)
Cacá Rosset Melhor diretor (São Paulo)
1986 José Wilker Melhor diretor (Rio de Janeiro) [10]
Ítalo Rossi Melhor ator (Rio de Janeiro) Peça: Encontro com Fernando Pessoa[8]
Yara Amaral Melhor atriz (Rio de Janeiro) Peça: Sábado, Domingo e Segunda
1987 Mauro Rasi Melhor autor [10]
Ítalo Rossi Melhor ator (Rio de Janeiro) Peça: Encontro de Descartes e Pascal[8]
Fernanda Montenegro Melhor atriz Peça: Dona Doida, Um Interlúdio
1988 Luiz Baccelli Melhor ator Peça: Xica da Silva[12]

Década de 1990[editar | editar código-fonte]

Ano Vencedores Categoria Nota
1991 Mauro Rasi Melhor autor [10]
Daniel Dantas Melhor ator
Antonio Calloni Melhor ator (São Paulo) Peça: A secreta obscenidade de cada dia de Marco Antonio de la Parra
Cleide Yáconis Melhor atriz Peça: O Baile de Máscaras [3]
Paulo Mamede Melhor cenografia
1994 Bosco Brasil Melhor autor Peça: Budro[13]
Eva Wilma Melhor atriz Peça: Queridinha Mamãe
Maria Adelaide Amaral Melhor autor Peça: Querida Mamãe
Gabriel Villela Melhor diretor Peça: A Rua da Amargura[14]

Referências