Prêmio de Música Digital

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Prêmio Música Digital é uma premiação musical surgida em 2010 no Brasil e que é anualmente realizada pela M.A.S. Mazzola Edições Musicais, Editora do produtor Marco Mazzola, em parceria com Marcelo Alves, diretor da ADMA Eventos, eleita como a "agência do ano" pelo prêmio Colunistas Promo 2009 e 2010. A cerimônia, conta com a chancela das principais gravadoras brasileiras representadas pelas entidades ligadas ao mercado fonográfico do país, além da ABPD, ABMI, ABEM e ABER, juntamente com a participação das maiores empresas envolvidas na comercialização de donwload digital a Oi, TIM, Claro, Vivo, UOL, Nokia, Terra Networks e iMusica.[1]

Categorias[editar | editar código-fonte]

Prêmio por Vendas[2][editar | editar código-fonte]

Música mais vendida no Brasil: "Halo" - Beyoncé Knowles

Música mais vendida internacional: "Halo" - Beyoncé Knowles

Música mais vendida MBP: "Shimbalaiê" - Maria Gadú

Música mais vendida pop: "Borboletas" - Victor & Léo

Música mais vendida regional: "Chora, Me Liga (ao vivo)" - João Bosco e Vinícius

Música mais vendida religiosa: "Faz um Milagre em Mim" - Regis Danese

Música mais vendida rock: "Me Adora" - Pitty

Música mais vendida samba e pagode: "Valeu" - Exaltasamba

Música mais vendida sertanejo: "Meteoro" - Luan Santana

Música mais vendida urbana: "Desabafo"/ "Deixa eu Fazer" - Marcelo D2

Prêmio por Voto Popular[2][editar | editar código-fonte]

Música do ano: "Meteoro" - Luan Santana

Artista do ano: Móveis Coloniais de Acaju

Artista revelação do ano: Restart

Prêmios por Reconhecimento Digital[2][editar | editar código-fonte]

Marca mais engajada digitalmente: Terra Sonora

Artista mais engajado digitalmente: Skank

Notas e referências

Catania, Fernanda (10 de junho de 2010). «Primeiro Prêmio de Música Digital incentiva o download legal». Revista Rolling Stone. Consultado em 2 de agosto de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]