Prêmios de arquitetura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Arquitetura

Sydney Opera House Sails edit02 adj.JPG


Gerais

Arquiteto
Ensino da arquitetura
História da arquitetura
Engenharia Civil
Design
Lista de escolas de arquitetura
Urbanismo
Paisagismo
Patrimônio arquitetônico
Arquitetura militar
Arquitetura religiosa


Pavimentos

Andar (arquitetura)
Enfileirado (arquitetura)
Estrado (arquitetura)
Douração


Arquitetura sustentável

Banheiro seco
Conforto ambiental
Bloco de terra comprimida
Resíduos de construção e demolição
Resfriamento passivo (arquitetura)
Energia renovável
Telhado verde


Teoria da arquitetura

A Arquitetura da Cidade
Arquitetura bioclimática
Espaço arquitetônico
Arquitetura racionalista
Arquitetura biônica
Linguagem arquitetônica


História da arquitetura

Arquitetura colonial do Brasil
Arquitetura do século XIX
Arquitetura minimalista
Arquitetura orgânica


Estilos arquitetónicos

Arquitetura bizantina
Arquitetura neogótica
Arquitetura moderna
Arquitetura gótica
Arquitetura do neoclassicismo
Arquitetura expressionista


Prémios de arquitetura

Mies van der Rohe
Medalha Heinrich Tessenow
Prémio Pritzker
Prémio IHRU
Prémio Secil
Prémio Valmor
Prémio Stirling


Paisagismo

Espaço verde
Paisagismo lisérgico


Arquitetos famosos

A arquitetura refere-se à arte ou a técnica de projetar e edificar o ambiente habitado pelo ser humano. Neste sentido, a arquitetura trata destacadamente da organização do espaço e de seus elementos: em última instância, a arquitetura lidaria com qualquer problema de agenciamento, organização, estética e ordenamento de componentes em qualquer situação de arranjo espacial. No entanto, normalmente a arquitetura associa-se diretamente ao problema da organização do homem no espaço (e principalmente no espaço urbano).

A arquitetura como atividade humana existe desde que o homem passou a se abrigar das intempéries. Uma definição mais precisa da área envolve todo o design (ou seja, o projeto) do ambiente construído pelo homem, o que engloba desde o desenho de mobiliário (desenho industrial) até o desenho da paisagem (paisagismo), da cidade (planejamento urbano e urbanismo) e da região (planejamento regional ou Ordenamento do território). Neste percurso, o trabalho de arquitetura passa necessariamente pelo desenho de edificações (considerada a atividade mais comum do arquiteto), como prédios, casas, igrejas, palácios, entre outros edifícios. Segundo este ponto de vista, o trabalho do arquiteto envolveria, portanto, toda a escala da vida do homem, desde a manual até a urbana.

Medalha Alvar Aalto[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Medalha Alvar Aalto

A Medalha Alvar Aalto foi criada em 1967 pelo Museu de Arquitetura Finlandesa e pela Associação Finlandesa de Arquitetos em memória do arquiteto Alvar Aalto. A condecoração é oferecida em reconhecimento de uma contribuição significativa para a criação arquitetónica. A cerimónia de entrega é frequentemente feita durante o Simpósio Alvar Aalto, realizado a cada quatro anos em Jyväskylä, cidade natal de Aalto.

Medalha de Ouro da AIA[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Medalha de Ouro da AIA

A Medalha de Ouro da AIA é concedida pelo Instituto Americano de Arquitetos, "em reconhecimento a um conjunto de obras de significante influência na teoria e prática da arquitetura." É a premiação mais significativa do instituto. Desde 1947 é concedida aproximadamente em frequência anual.

Medalha de Ouro do RIBA[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Medalha de Ouro do RIBA

A Medalha de Ouro do RIBA para arquitetura é concedida anualmente pelo Royal Institute of British Architects em nome do monarca britânico, em reconhecimento a um indivíduo ou grupo por contribuições substanciais à arquitetura internacional. A condecoração é para o conjunto de obras, e não para uma só edificação ou para um arquiteto em voga.

A medalha foi concedida a primeira vez em 1848 a Charles Robert Cockerell e dentre os laureados então os mais famosos arquitetos desde então, incluindo sir Giles Gilbert Scott (1925), Frank Lloyd Wright (1941) e Le Corbusier (1953).

Medalha Heinrich Tessenow[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Medalha Heinrich Tessenow

A Medalha Heinrich Tessenow foi instituida pela Alfred Toepfer Stiftung F.V.S. de Hamburgo em 1963 em memória ao arquiteto Heinrich Tessenow e atribuído anualmente pela Heinrich-Tessenow-Gesellschaft e.V..

Entre os premiados se destacam os nomes de Giorgio Grassi (1992), Massimo Carmassi (1993), Juan Navarro Baldeweg (1998), David Chipperfield (1999), Eduardo Souto de Moura (2001) além dos vencedores do Prêmio Pritzker Sverre Fehn (1997) e Peter Zumthor (1989).

Praemium Imperiale[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Praemium Imperiale

O Praemium Imperiale é um prêmio de artes concedido a primeira vez em 1989 pela família imperial japonesa, em nome da Associação de Artes do Japão, nos campos de pintura, escultura, arquitetura, música e teatro/filme.[1] Estas são áreas não consideradas pelo Prêmio Nobel.

O prêmio consiste em uma medalha de ouro e 15 milhões de ienes, e foi criado pelo Grupo de Comunicações Fujisankei, que arca com os custos de aproximadamente 3 milhões de dólares por ano.[2][1]

Prêmio de Arquitetura Contemporânea Mies van der Rohe[editar | editar código-fonte]

O Prêmio de Arquitetura Contemporânea Mies van der Rohe é o mais importante galardão da arquitetura europeia outorgado pela Fundação Mies van der Rohe.

Instituído em 1988, o Prêmio Mies van der Rohe foi ganho na sua primeira edição pelo arquiteto português Álvaro Siza, com o edifício Borges & Irmão, em Vila do Conde. O prêmio é atribuído de dois em dois anos, e é fruto de uma parceria entre a fundação e a Comissão Europeia.

Prêmio Fernando Távora[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Prémio Fernando Távora

O Prêmio Fernando Távora foi instituído pela Secção Regional do Norte da Ordem dos Arquitectos para homenagear o arquiteto Fernando Távora.[3]

Este prémio anual, visa relembrar um arquiteto que, como profissional e pedagogo, influenciou várias gerações de arquitetos em Portugal.[3]

O prêmio pode ser atribuído a todos os arquitetos inscritos na Ordem dos Arquitetos que apresentem a melhor proposta de viagem de investigação. O prêmio consiste numa bolsa de viagem no valor de 6000 €.[3]

Prêmio Godecharle[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Prêmio Godecharle

O Prêmio Godecharle é um prêmio concedido a artistas com menos de 35 anos, belgas ou residentes na Bélgica a pelo menos cinco anos provenientes de países da União Europeia.[4] A Fundação Godecharle foi fundada em 1871 por Napoléon Godecharle (1803-1875), que queria promover em memória de seu pai, o escultor Gilles-Lambert Godecharle, a formação e a carreira de jovens escultores, pintores e arquitetos belgas.[5]

Ao final, a fundação organizou o concurso Godecharle. Entre os ganhadores está Victor Horta, que recebeu reconhecimento internacional.

Prêmio IHRU[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Prémio IHRU

O Prêmio IHRU é uma premiação de arquitetura portuguesa concebido anualmente desde 1989 a promotores, arquitetos e construtores portugueses pelo Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU, antigo Instituto Nacional de Habitação, INH). O Prêmio IHRU é um dos mais prestigiantes prêmios de arquitetura a nível nacional.[carece de fontes?]

Prêmio Internacional de Mérito em Engenharia Estrutural[editar | editar código-fonte]

O Prêmio Internacional de Mérito em Engenharia Estrutural é uma condecoração concedida desde 1976 pela Associação Internacional para Pontes e Engenharia Estrutural.

O prêmio é concedido a indivíduos que contribuíram com obras fundamentais em engenharia estrutural. O valor fundamental da obra é sua utilização social. As áreas de atuação abrangem portanto planejamento, esboço, construção, materiais, equipamentos, formação, pesquisa, regência e capacidade empresarial.

Prêmio Pritzker[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Prémio Pritzker

O Prémio Pritzker é atribuído anualmente pela Fundação Hyatt a um arquiteto vivo cuja obra construída tenha oferecido contribuições consistentes e significativas para a humanidade através da arte e arquitetura. [6] Fundado em 1979 por Jay Pritzker, é atribuído anulamente desde então e financiado pela Família Pritzker. Considerado um dos mais prestigiados prémios a nível internacional, é frequentemente referido como o "Nobel da arquitetura".

Prêmio Secil[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Prémio Secil

O Prêmio Secil é realizado pela empresa portuguesa Secil. No anos pares o prêmio é atribuído a um arquiteto e nos anos ímpares, a um engenheiro civil.

Para além dos prêmios nacionais, a empresa atribui ainda o Prêmio Secil Universidades que tem por objetivo incentivar a qualidade dos jovens das escolas de arquitetura e engenharia civil portuguesas. Este prêmio é atribuído todos os anos às duas vertentes.

Prêmio Stirling[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Prêmio Stirling

O Royal Institute of British Architects Stirling Prize é um prêmio britânico para a excelência em arquitetura. Tem este nome em homenagem a James Stirling (1926-1982), organizador do Royal Institute of British Architects (RIBA). Os laureados pelo Prêmio Stirling recebem a quantia de 20000 libras esterlinas.

Prêmio Valmor[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Prémio Valmor

O Prémio Valmor de Arquitetura tem por finalidade premiar a qualidade arquitetónica dos novos edifícios construídos na cidade de Lisboa.

Trata-se de um prêmio pecuniário que, de acordo com o testamento deixado pelo Visconde de Valmor Fausto Queiroz Guedes, seria repartido em partes iguais pelo arquiteto e pelo proprietário da construção. Para o efeito foi criado um fundo gerido pela Câmara Municipal de Lisboa com o dinheiro deixado pelo visconde.

Referências

  1. a b Goldberger, Paul (27 de outubro de 1994). «In 1994, What Draws Eyes? The Megaprize». The New York Times. Consultado em 24 de abril de 2011 
  2. «Selection criteria». Página oficial. Consultado em 24 de abril de 2011. Arquivado do original em 26 de novembro de 2005 
  3. a b c «Prémio Fernando Távora». Consultado em 27 de Novembro de 2011 
  4. La Fondation Godecharle[ligação inativa]
  5. Rita Lages Rodrigues. Eu sonhava viajar sem saber aonde ia... Entre Bruxelas e Belo Horizonte: itinerários da escultora Jeanne Louise Milde de 1900 a 1997. Belo Horizonte: Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG, 2001, p. 25[1]
  6. "The Purpose of the Pritzker Architecture Prize" Arquivado em 28 de junho de 2009, no Wayback Machine.. Site oficial do Prémio Pritzker de Arquitetura. Fundação Hyatt.