Praça Villaboim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Praça Vilaboim)
Ir para: navegação, pesquisa
Praça Villaboim
País
Inauguração 21 de setembro de 1937 (79 anos)
Área 2 mil m²
Cruzamentos Rua Piauí
Rua Aracaju
Rua Armando Penteado
Subprefeitura(s)
Bairro(s) Higienópolis

Praça Villaboim é uma praça localizada no bairro de Higienópolis, zona centro de São Paulo. Trata-se de um dos principais pontos do bairro, possuindo uma praça, toda arborizada e cercada por pontos comerciais diversos, notadamente restaurantes, livrarias. Tem início na esquina com Rua Piauí, 1234 e tendo como esquinas, a Rua Armando Penteado, a Rua Aracaju, a Rua Tinhorão. Seu nome é uma homenagem ao Professor Manuel Pedro Villaboim[1][2]

História[editar | editar código-fonte]

No ano de 1877, as terras onde seria aberta a Praça Vilaboim pertenciam a Joaquim Floriano Wanderley, proprietário de um grande sítio que seguia até a Rua da Consolação. Em 1895, seus herdeiros venderam a propriedade para Martinho Burchard, que loteou o bairro de Higienópolis, num empreendimento conjunto com Victor Nothmann.

Edifício Professor Villaboim

Era pequena praça triangular utilizada como campinho de futebol conhecida como "Praça Piauí" e "Largo do Piauí". Urbanizada pela prefeitura a partir da década de 1930, em 1937 (Ato nº 1.298 de 09/10/37 - Prefeito Fábio da Silva Prado) a praça recebeu o nome de "Vilaboim", uma homenagem ao Dr. Manuel Pedro Villaboim. Quando de sua inauguração, no dia 21 de setembro de 1937, ocorreu um evento festivo no local, os netos do Doutor Villaboim, Raul Villaboim Carvalho e Fernando Villaboim Carvalho, procederam o plantio de uma figueira para ocupar o centro da praça.

Tombamento[editar | editar código-fonte]

O CONPRESP - Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico - efetuou o tombamento da Praça Vilaboim, em Higienópolis. A medida reconhece o valor histórico da área e visa preservar a configuração atual da praça e a vegetação existente, além de proteger toda área envoltória.

Para o perímetro de tombamento as construções devem obedecer às alturas máximas de 10 a 12 metros, sendo obrigatória a manutenção dos recuos frontais. Já para a área envoltória a altura dos imóveis varia entre 7 e 12 metros.

A resolução mantém ainda a integração entre a Praça Villaboim e os bens que a cercam como o Edifício Louveira, Vila Marta, o Parque Buenos Aires e o bairro do Pacaembu.[3] [4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Pesquisa do Arquivo Histórico Municipal e relato dos familiares
  • HOMEM, Maria Cecília Naclério: Higienópolis, Grandeza e Decadência de um bairro, Secretaria Municipal de Cultura, História dos bairros de São Paulo, vol.17.
  • HOMEM, Maria Cecília Naclério: O Palacete Paulistano, Editora Martins Fontes, 1966.
  • HOMEM, Maria Cecília Naclério: Higienópolis_Grandeza de um bairro Paulistano, Editora da Universidade de São Paulo, 2011.
  • Dicionário de Ruas - Praça Villaboim
Ícone de esboço Este artigo sobre uma praça é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.