Praça dos Heróis (Budapeste)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Praça dos Heróis em 2006
A Praça dos Heróis tem estátuas representativas dos fundadores da nação húngara desde há mais de 1100 anos.
Praça dos Heróis, fotografia antiga.

A Praça dos Heróis (em húngaro: Hősök tere) é uma das praças mais importantes de Budapeste, capital da Hungria. Fica situada num extremo da avenida Andrássy (com a qual faz parte do conjunto declarado Património da Humanidade designado Budapeste, com as Margens do Danúbio, o Bairro do Castelo de Buda e a Avenida Andrássy), perto do parque da cidade.

A praça[editar | editar código-fonte]

A Praça dos Heróis à noite

Está rodeada por dois importantes edifícios, o Museu de Belas Artes de Budapeste à esquerda e o Palácio da Arte (ou Museu de exposições artísticas) à direita. Do outro lado fica a avenida Andrássy, com dois edifícios orientados para a praça, um residencial e o outro a embaixada da Sérvia (antiga embaixada da Jugoslávia, onde Imre Nagy se refugiou em 1956).

No centro da praça ergue-se o Memorial do Milénio (também chamado Monumento do Milénio ou Monumento Milenário), conjunto de especial relevância em Budapeste, com estátuas dos líderes das sete tribos magiares que fundaram a Hungria no século IX e outras personalidades da história húngara. A construção do memorial teve início quando se celebraram os mil anos do país (em 1896) e só terminou em 1929, quando a praça ficou com o seu nome presente.

Em 16 de junho de 1989 uma multidão de 250 000 pessoas juntou-se na praça para celebrar o histórico enterro de Imre Nagy, executado em junho de 1958.

É servida pelo metropolitano de Budapeste.

Personagens históricos húngaros na praça[editar | editar código-fonte]

Na fileira de colunas esquerda (da esquerda para a direita): Santo Estêvão I da Hungria, São Ladislau I da Hungria, Colomano da Hungria, André II da Hungria, Carlos I da Hungria e Luís I da Hungria (o Grande).

Na fileira de colunas direita (da esquerda para a direita): João Corvino, Matias Corvino, Estêvão Bocskai, Gabriel Bethlen, Imre Thököly, Francisco Rákóczi II e Lajos Kossuth.

Na coluna central: Arcanjo Gabriel (no cimo do pilar). À volta estão os sete chefes tribais húngaros: Árpád, Előd, Tas, Huba, Töhötöm, Kond e Ond.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Praça dos Heróis (Budapeste)