Prafulla Chandra Ray

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Prafulla Chandra Ray
Nascimento 2 de agosto de 1861
Khulna, Índia
Morte 16 de junho de 1944 (82 anos)
Calcutá, Índia
Nacionalidade bangladechiano
Alma mater Universidade de Calcutá
Universidade de Edimburgo
Orientador(es) Satyendranath Bose
Meghnad Saha
Campo(s) Química

Acharya Prafulla Chandra Ray CIE (em bengali: প্রফুল্ল চন্দ্র রায়; Khulna, 2 de agosto de 1861Calcutá, 16 de junho de 1944) é um químico, professor e bengali.[1] A Royal Society of Chemistry, do Reino Unido, honrou sua vida e seus trabalhos com a primeira cerimônia da Chemical Landmark Plaque ocorrida fora da Europa. Ele foi o fundador da Bengal Chemicals & Pharmaceuticals, primeira companhia farmacêutica indiana, e também escreveu o livro A History of Hindu Chemistry from the Earliest Times to the Middle of Sixteenth Century (1902).[2]

Ray nasceu em Raruli-Katipara, uma vila na cidade de Khulna, no atual Bangladesh. Seu pai, Harish Chandra Ray, era um fazendeiro e proprietário de terras. Até os nove anos, Prafulla estudava numa escola de sua aldeia; em seguida, mudou-se para Calcutá, na Índia, e foi admitido na Escola Hare em 1870.[3] Quatro anos depois, sofreu um ataque de disenteria, o que fez adiar seus estudos e voltar à aldeia onde nasceu. No entanto, o tempo ocioso possibilitou que lesse obras além do currículo escolar; dentre os livros lidos, estava The Vicar of Wakefield, do iraniano Oliver Goldsmith. Após se recuperar de sua doença, Ray regressou à cidade de Calcutá na Albert School.[4]

Em 1879, assistiu a inúmeras palestras na Presidency University como aluno externo. Prafulla Chandra mudou-se ao Reino Unido e se inscreveu no programa de Licenciatura da Universidade de Edimburgo, onde estudou física, química e biologia e se interessou pela literatura de Louis Rousselet e de Ferdinand de Lanoye. Seu trabalho, após concluir o estudo das ciências naturais, foi dedicado às pesquisas acerca do nitrito e de aminas. Aposentou-se da Presidency em 1916 e recebeu uma cadeira em seu nome por indicação de Taraknath Palit.[5]

No ano de 1935, com 75 anos, aposentou-se do exercício da licenciatura e recebeu o título de professor emérito. Ele contribuiu com artigos em língua bengali para muitas revistas mensais, em especial sobre temas científicos. Ray recebeu o título de Doutor em Ciências pela Universidade de Edimburgo em 1887 como honraria.[6]

Referências

  1. J. Lourdusamy (1 de janeiro de 2004). Science and National Consciousness in Bengal: 1870–1930. [S.l.]: Orient Blackswan. pp. 145–. ISBN 978-81-250-2674-7. Consultado em 30 de setembro de 2013 
  2. Ray, Prafulla Chandra (1937). Ātmacaritra আত্মচরিত [Autobiografia] (PDF) (em bengalês). Calcutá: [s.n.] p. 43 
  3. «'The History of Hindu Chemistry' A Critical Review» (PDF). Ancient Science of Life. Consultado em 23 de outubro de 2015 
  4. Patrick Petitjean; Catherine Jami; Anne Marie Moulin (1992). Science and Empires: Historical Studies about Scientific Development and European Expansion. [S.l.]: Springer. pp. 66–. ISBN 978-0-7923-1518-6. Consultado em 30 de setembro de 2013 
  5. «P C Roy and Modern Science». Frontier Weekly. Consultado em 10 de outubro de 2012 [ligação inativa]
  6. Uma Dasgupta (2011). Science and Modern India: An Institutional History, C. 1784–1947. [S.l.]: Pearson Education India. 137 páginas. ISBN 978-81-317-2818-5