Predefinição Discussão:Regiões metropolitanas mais populosas do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

"Aglomerações urbanas"[editar código-fonte]

Discordo da alteração do nome da predefinição e da inclusão da Aglomeração Urbana de Piracicaba, ambas modificações feitas pelo editor Marcos Elias de Oliveira Júnior. Como o próprio artigo da tal aglomeração diz, esse termo foi criado para fins estatísticos e trata de uma região com cidades que sequer estão perto de estarem conurbadas com Piracicaba (como Mombuca, Leme, Capivari, só para citar alguns exemplos). Trata-se, portanto, de uma região sem uma definição clara e que conta com municípios que não estão necessariamente integrados entre si. Em suma, é um movimento demográfico ainda muito inicial para ser incluído nesta predefinição. O termo região metropolitana, pelo contrário, já é melhor definido na legislação e conta com critérios que permitem definir tais regiões de forma mais clara. Aguardo mais opiniões. Enquanto isso, voltei a predefinição para o seu status quo. Chronus (discussão) 02h13min de 10 de setembro de 2014 (UTC)

Sobre a renomeação, havia modificado os dados com que o diz a referência. Quando atualizei pela primeira vez, passou-me despercebido que havia duas tabelas com a população das regiões metropolitanas, uma apenas com as regiões metropolitanas que existiam em 2010, e outra com o quadro vigente em até 30/06/2013. Além disso, com a retirada da Aglomeração Urbana de Piracicaba, retirou também a Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte. Foi por esse motivo que havia feito a renomeação. No momento, vou deixar como estava antes, só para evitar uma guerra de edições. Marquinhos diga aí 03h07min de 10 de setembro de 2014 (UTC)
Se o IBGE corrobora essa classificação, quem sou eu para discordar... Chronus (discussão) 04h03min de 10 de setembro de 2014 (UTC)

RM de Sorocaba[editar código-fonte]

1ª parte[editar código-fonte]

Marcos Elias de Oliveira Júnior, você sabe porque a Região Metropolitana de Sorocaba não foi incluída na classificação do IBGE? Chronus (discussão) 11h13min de 8 de outubro de 2014 (UTC)

@Chronus:: Por que a fonte só mostra a composição vigente das regiões metropolitanas até 30 de junho do ano passado. A RM de Sorocaba não foi incluída porque só foi criada esse ano. Marquinhos diga aí 13h24min de 8 de outubro de 2014 (UTC)

2ª parte[editar código-fonte]

Marcos, o usuário ABC paulista, conhecido por promover guerra de edições para manter seu ponto de vista, está arruinando o histórico dessa predefinição para incluir a RM de Sorocaba, que não consta na fonte apresentada, conforme discutimos logo acima, lembra? Poderia dar a sua opinião sobre o que está acontecendo aqui? Chamo também para a discussão os editores Bya97, HVL, Renato de carvalho ferreira, Ixocactus e Stuckkey. Chronus (discussão) 02h09min de 13 de dezembro de 2014 (UTC)
Ok, agora estou confuso. Adicionei a RM de Sorocaba visto que outras unidades regionais (RM Vale e AU Piracicaba, por exemplo) estavam adicionadas, sem contestação. Mas depois a RM Sorocaba foi removida por não estar na referência. Então, quando tentei adequar a predefinição para como está a referência, também fui revertido. Porque a RM Vale do Paraíba e a AU Piracicaba podem ficar sem fontes, mas a RM Sorocaba não? Qual a coerência nisso? ABC paulista (discussão) 02h12min de 13 de dezembro de 2014 (UTC)
Engraçada essa sua definição de "coerência", ABC paulista. De acordo com o seu raciocínio, já que existem itens que não estão cobertos pela fonte apresentada na predefinição, você se acha no direito de adicionar outros itens sem fontes. Isso é "coerente" em que planeta? Já que está ruim, vamos piorar de vez? É assim?! Por que você não procura uma fonte fiável e atualizada que corrobore o ranking que você está querendo formar antes de sair promovendo guerras de edições? Não seria mais fácil? Chronus (discussão) 02h18min de 13 de dezembro de 2014 (UTC)
Chronus, como eu disse anteriormente, só adicionei a RM Sorocaba pois haviam outras sem fontes e que não haviam sido contestadas. E visto que os mesmos tem seus próprios artigos com a população totalizada com a soma da população das cidades, todos referenciados pelo IBGE. Mas aí eu concordo em retirá-los.
Mas o problema começou realmente quando eu tentei adequar a predefinição para de acordo com os dados que a fonte do IBGE trazia, e você Chronus me reverteu de novo, agora sem motivo algum quando eu estava fazendo algo dentro das políticas da Wikipedia.
Incoerência é manter algumas aglomerações sem referências aqui e não deixar que outras sejam adicionadas também. Ou também não deixar que as não referenciadas sejam retiradas (como fiz na minha 2ª edição). incoerência e parcialidade.
O coerente, na minha opinião, é: Ou deixa as 3 na predefinição (RM Vale do Paraíba, AU Piracicaba e RM Sorocaba), ou tira todas sem referências, somente mantendo as que foram citadas pelo IBGE.
Aliás, eu só promovo guerras de discussões aqui para chamar a atenção dos usuários pois aprendi que na Wikipedia Lusófona este é a única forma de chamar a atenção para problemas e questões divergentes. Se não houver uma edição no artigo, ninguém olha para a página de discussão e o problema fica em aberto. Geralmente sou contra guerras de edição e não ajo assim na Wikipedia Inglêsa. ABC paulista (discussão) 02h32min de 13 de dezembro de 2014 (UTC)
ABC paulista, então você admite que faz uso de guerras de edições para "chamar atenção" mesmo sabendo que elas são terminantemente proibidas pelas políticas oficiais? Logo, você concorda que seu histórico de comportamento é ilegal perante a nossa comunidade, correto? As coisas não funcionam assim aqui, meu caro. A propósito, acho importante ressaltar que, ao contrário do que você diz, a RM do Vale do Paraíba e o Aglomerado de Piracicaba estão sim na referência citada, mais precisamente na tabela "População das Regiões Metropolitanas", conforme citou o Marcos mais acima. A RM de Sorocaba não aparece nessa lista, que conta apenas com as regiões metropolitanas que existiam até 30 de junho de 2013. Sugiro que você procure outra fonte do IBGE se quiser atualizar a predefinição. Não podemos deixar dados que não são corroborados pela fonte apresentada. Chronus (discussão) 03h30min de 13 de dezembro de 2014 (UTC)
Oh, descupem-me. Não havia percebido que tinha outra tabela para as RMs além da primeira. Eu baseei minha segunda edição na primeira tabela das RMs e é apenas na segunda tabela que esta duas constam. Desculpe mesmo pelo inconveniente. ABC paulista (discussão) 11h59min de 13 de dezembro de 2014 (UTC)

Symbol support vote.svg Apoio o Chronus, senão existe fontes que afirmam o que ABC Paulista falou, a predefinição não deve ser atualizada; e além do mas, o próprio o usuário admitiu que faz guerras de edições, podendo ser bloqueado por isso. Beatriz Alencar Que a Força esteja com você! 11h24min de 13 de dezembro de 2014 (UTC)

Necessidade urgente de correção[editar código-fonte]

O conceito de aglomerado urbano é "uma área urbana contínua". Regiões metropolitanas e RIDEs não são aglomerados urbanos, pois se tornaram áreas arbitrariamente ampliadas por políticos. Para se ter ideia, a Região Metropolitana de Manaus e a RIDE Brasília têm áreas territoriais maiores que estados como Alagoas, Espírito Santo e Rio de Janeiro; ou seja, seria o mesmo que dizer que o Espírito Santo é um aglomerado urbano. As únicas regiões metropolitanas do país que seguem o conceito original de área metropolitana são as de São Paulo, Rio e Recife, e não por acaso são as únicas que têm densidade demográfica superior a mil hab./km². Por conta disso, o próprio IBGE publicou, no ano passado, o estudo "Arranjos Populacionais e Concentrações Urbanas do Brasil", que serviu de base para a Lista de concentrações urbanas do Brasil por população. As concentrações urbanas foram estabelecidas pelo IBGE em 2015, e os dados populacionais utilizados no estudo foram da última contagem oficial da população (Censo de 2010). A pergunta é: se eu atualizar a população das concentrações urbanas brasileiras com base na estimativa para 2015 do IBGE, terei a permissão de retificar a "Predefinição:Aglomerados urbanos" inserindo os reais aglomerados urbanos brasileiros?. Para além dos sentimentos bairristas, o que está em jogo é a preservação da qualidade do artigo destacado Brasil.--Juniorpetjua (discussão) 19h22min de 16 de junho de 2016 (UTC)

Sobre a população dos aglomerados, os dados foram tirados de uma tabela nesta notícia de agosto de 2015, quando o IBGE divulgou as estimativas populacionais daquele ano. A tabela junta as regiões metropolitanas, RIDE's e aglomerações urbanas. Marquinhos 19h44min de 16 de junho de 2016 (UTC)
A fonte tem 22 regiões metropolitanas. Então a dica seria colocar apenas as regiões metropolitanas e retirar as RIDE's e os outros aglomerados. Marquinhos 19h51min de 16 de junho de 2016 (UTC)
@Marcos Elias de Oliveira Júnior: O IBGE publica a população das regiões metropolitanas e RIDEs oficiais. Mas as regiões metropolitanas e RIDEs brasileiras não são aglomerados urbanos, e por isso o IBGE publica a população das concentrações urbanas brasileiras; e essa tabela corresponde justamente ao que pede a predefinição. Excluir as RIDEs e manter as regiões metropolitanas não seria a melhor solução, pois além do que já foi discutido, não seria correto ignorar a concentração urbana de Brasília.--Juniorpetjua (discussão) 19h57min de 16 de junho de 2016 (UTC)
A predefinição seria então referenciada pela tabela de concentrações urbanas do IBGE e pela estimativa populacional dos municípios para 2015.--Juniorpetjua (discussão) 20h00min de 16 de junho de 2016 (UTC)
@Chronus: e @Marcos Elias de Oliveira Júnior:, a Lista de concentrações urbanas do Brasil por população está atualizada (Estimativa para 2015). Tive o cuidado de inserir notas sobre cada uma das Grandes Concentrações Urbanas listando os municípios participantes de acordo com o IBGE. :@HVL:, haja vista o seu interesse por Geografia, peço que analise com carinho a questão e deixe o seu posicionamento.--Juniorpetjua (discussão) 05h56min de 18 de junho de 2016 (UTC)

"Regiões metropolitanas" e "RIDEs" são apenas divisões oficiais e podem abranger municípios a mais que não façam parte de um aglomerado urbano, inclusive existem artigos para ambas as temáticas em discussão ("região metropolitana" e "aglomeração urbana") que deixam (ou deviam deixar) essas diferenças bem claras. A RIDE Brasília é um bom exemplo disso, como foi ressaltado pelo Juniorpetjua. Se o IBGE leva em consideração todos os "reais aglomerados urbanos" e há fontes para isso, não vejo motivos para não adotarmos essas informações. Aproveitando a ideia do Marcos, acredito que o correto seria (re)criar uma predef "Regiões metropolitanas mais populosas do Brasil", pois apesar das diferenças entre os dados populacionais não serem muito discrepantes, os conceitos são distintos. --HVL disc. 20h48min de 18 de junho de 2016 (UTC)

É só renomear esta predefinição, que originalmente era sobre regiões metropolitanas. Não precisa criar outra. Chronus (discussão) 21h23min de 18 de junho de 2016 (UTC)
Perfeito, @HVL:! Criar uma predefinição específica para as regiões metropolitanas (sem incluir as RIDEs Brasília e Teresina, como sugerido pelo Marcos) e adotar os dados sobre as aglomerações urbanas do Brasil publicados pelo IBGE para essa predefinição me parece uma solução plausível. @HVL:, Vale acrescentar que as regiões metropolitanas, do jeito que estão, são irrelevantes do ponto de vista demográfico, e empobrecem o artigo Brasil, uma vez que se tornaram instrumento político: gestores públicos, em busca de recursos da União, passaram a criar e ampliar regiões metropolitanas sem critério algum, e um dos muitos exemplos é a Região Metropolitana Central de Roraima, que tem, acreditem, apenas 30 mil habitantes.-Juniorpetjua (discussão) 22h24min de 18 de junho de 2016 (UTC)
@Chronus:, nesse caso seria necessário remover a RIDE Brasília. O que acha de manter essa predefinição como está (para os aglomerados urbanos) e retificá-la, e criar outra predefinição para as regiões metropolitanas excluindo a RIDE Brasília?--Juniorpetjua (discussão) 22h24min de 18 de junho de 2016 (UTC)
Como a página Predefinição:Regiões metropolitanas mais populosas do Brasil já existia, eu tão somente salvei a predefinição, contendo apenas regiões metropolitanas.--Juniorpetjua (discussão) 11h27min de 19 de junho de 2016 (UTC)
Como são informações oficiais para conceitos distintos, não discordo da existência de ambas as predefs. Mas para ilustrar uma seção demografia sugiro o uso dessa ("Aglomerados urbanos"), como vem sendo feito no artigo Brasil. Como foi ressaltado acima, o conceito de "região metropolitana" não leva em consideração a continuação de uma área urbana. --HVL disc. 11h45min de 19 de junho de 2016 (UTC)
@Chronus:, HVL se posicionou favorável à retificação da "Predefinição:Aglomerados urbanos" bem como ao seu uso no artigo Brasil. Posso fazer a alteração?--Juniorpetjua (discussão) 12h09min de 19 de junho de 2016 (UTC)

Como houve consenso entre mim, @Chronus:, @HVL: e @Marcos Elias de Oliveira Júnior:, a página será movida para "Predefinição:Regiões metropolitanas mais populosas do Brasil" — voltando ao nome original como recomendou Chronus. Após a moção, serão removidas da lista a RIDE e a AU como sugeriu Marcos Elias. Abraço a todos.--Juniorpetjua (discussão) 18h17min de 19 de junho de 2016 (UTC)

Yes check.svg Feito--Juniorpetjua (discussão) 20h39min de 19 de junho de 2016 (UTC)

@Juniorpetjua: Não tinha visto o posicionamento do HVL, por isso desfiz a sua edição. Fico feliz que um consenso tenha sido alcançado. Chronus (discussão) 08h04min de 21 de junho de 2016 (UTC)

@Juniorpetjua:. Parabéns pela alteração. Só uma observação: antes tinha sugerido que tirasse a RIDE de Brasília da lista. Porém agora desfaço minha sugestão e acho melhor colocar de volta. Conforme consultei no Google ([1]), uma RIDE é uma região metropolitana brasileira que abrange município de uma ou mais unidades federativas: a RIDE de Brasília envolve municípios de Goiás e Minas Gerais, além do próprio Distrito Federal; Teresina do Piauí e Maranhão e Petrolina/Juazeiro de Pernambuco e Bahia. Na "época", não havia sequer consultado o significado de uma região integrada de desenvolvimento antes de sugerir a retirada da RIDE de Brasília. Marquinhos 20h11min de 22 de junho de 2016 (UTC)