Prelazia de Itaituba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Prelazia de Itaituba
Prælatura Territorialis Itaitubaënsis
Localização
País Brasil
Arquidiocese Metropolitana Arquidiocese de Belém do Pará
Estatísticas
Área 175 000 km²
Informação
Rito Romano
Criação da Diocese 6 de julho de 1988
Padroeiro Santa Ana
Governo da Diocese
Bispo-prelado Wilmar Santin
Jurisdição Prelazia

A Prelazia de Itaituba (Territorialis Praelatura Itaitubaënsis) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil, pertencente à Província Eclesiástica de Belém do Pará e ao Conselho Episcopal Regional Norte II da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, sendo sufragânea da Arquidiocese de Belém do Pará. A episcopal está na Catedral de Sant’Ana, na cidade de Itaituba, no estado do Pará.

Histórico[editar | editar código-fonte]

A Prelazia de Itaituba foi erigida a 6 de julho de 1988 pelo Papa João Paulo II, desmembrada da Diocese de Santarém.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Em 2004, a prelazia contava com uma população aproximada de 201.700 habitantes, com 96,3% de católicos.

O território da diocese é de 175.000 km², organizado em 8 paróquias, ou seja, as Paróquias: Sant'Ana (Itaituba), Nossa Senhora do Bom Remédio (Itaituba), Santíssima Trindade (Rurópolis), Santa Luzia (Novo Progresso), Nossa Senhora Aparecida (Trairão), São José Operário (Agrovila Jamanxim - Trairão, Santo Antonio de Pádua (Castelo dos Sonhos - Altamira) e Santo Antonio e São Pedro (Jacareacanga).


Bispos[editar | editar código-fonte]

Nome Período Notas
Dom Wilmar Santin, O. Carm. 2010- Atual
Dom Frei Capistrano Francisco Heim, OFM 1988-2010 Prelado Emérito


Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Small Mitre.svg Circunscrições eclesiásticas católicas do Brasil — Regional Norte II
(Pará e Amapá)
Bandeira do Pará Bandeira do Amapá

Província Eclesiástica de Belém do Pará
Abaetetuba | Bragança do Pará | Castanhal | Conceição do Araguaia | Macapá | Marabá | Óbidos | Ponta de Pedras | Santarém
Cametá | Itaituba | Marajó | Xingu