Prelazia de Loreto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Prelazia de Loreto
Prælatura Territorialis ab Alma Domo Lauretana
Localização
País  Itália
Arquidiocese Metropolitana Arquidiocese de Ancona-Osimo
Estatísticas
População 12 543
Área 17 km²
Paróquias 5
Sacerdotes 53
Informação
Rito romano
Criação da Diocese 11 de outubro de 1935
Catedral Santuário da Santa Casa de Loreto
Governo da Diocese
Arcebispo-prelado Giovanni Tonucci
Prelado emérito Angelo Comastri
Jurisdição Prelazia territorial
Página Oficial www.santuarioloreto.it
dados em catholic-hierarchy.org

A Prelazia Territorial de Loreto (Prælatura Territorialis ab Alma Domo Lauretana) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica em Loreto, na Itália, pertencente à Província Eclesiástica de Ancona-Osimo, sendo sufragânea da Arquidiocese de Ancona-Osimo. Seu atual arcebispo (título pessoal) é Dom Giovanni Tonucci. A sé episcopal está no Santuário da Santa Casa de Loreto.

História[editar | editar código-fonte]

Loreto até 1586 fazia parte da diocese de Recanati. O sítio cresceu em importância depois que, segundo a tradição, na noite entre 9 e 10 de dezembro de 1294, durante o episcopado de Salvo, houve a translação da Santa Casa de Nazaré a Loreto, então parte da diocese de Recanati.

Em 17 de março de 1586 o Papa Sisto V com a bula Pro excellenti elevou Loreto ao grau de cidade e diocese e suprimiu a diocese de Recanati. Em 9 de fevereiro de 1592 a diocese de Recanati foi restabelecida pelo Papa Clemente VIII e unida aeque principaliter a Loreto.

Em 15 de setembro de 1934 o Papa Pio XI, dando atuação à concordata de 1929, com a bula Lauretanae Basilicae suprimiu a catedral episcopal, incorporando o seu território a Recanati, a exceção do santuário lauretano que foi posto sob a autoridade direta da Santa Sé.

Em 11 de outobro de 1935 foi estendida a jurisdição do Administrador Pontifício ao território da cidade de Loreto. Dois são administradores pontifícios: Francesco Borgongini Duca e Primo Principi, ambos residentes em Roma, representado por dois vigários em Loreto, Gaetano Malchiodi (1935-1960) e Angelo Prinetto, (1961-1965).

Finalmente, em 24 de junho de 1965, o Papa Paulo VI por meio da bula Lauretanae Almae Domus aboliu a Administração Pontifícia e criou a Delegação Pontifícia para o Santuário de Loreto e da Prelatura da Santa Casa, estabelecendo ao mesmo tempo a catedral na basílica.

Em 11 de março de 2000 a prelatura, deixou de ser imediatamente sujeita à Santa Sé, passando a fazer parte da província eclesiástica da arquidiocese de Ancona-Osimo.

Prelados[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Prelazia de Loreto