Prendedor de roupas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Prendedor)
Ir para: navegação, pesquisa
Um dos modelos de prendedor de roupa mais antigos.

O prendedor de roupas (também conhecido como pregador no Brasil ou mola em Portugal), é um utensílio de uso doméstico, caracterizado como um instrumento utilizado usualmente para fixar melhor as roupas no varal, todavia, possuindo inúmeros outros usos. O prendedor de roupa foi considerado a 100ª maior invento da história da humanidade pelo jornal inglês The Telegraph, dada a sua importância no cotidiano da maior parte das pessoas.[1] . Foi criado da forma atual em 1853.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Pregador do século XIX.

Inicialmente, foi concebido como uma peça de madeira inventada pela comunidade Shaker em 1700 [3] . Nas lavanderias dessa época era utilizado para pendurar roupas em arbustos, galhos ou linhas para secar, mas não existem evidências conhecidas em pinturas ou gravuras da época retratando os prendedores de roupa em si. Apesar do inventor do objeto ser desconhecido e não haver nenhuma patente requerida, estima-se que entre 1852 e 1887 mais de 146 versões de prendedores de roupas foram criadas.[4]

Uma versão posterior, bem mais similar a utilizada atualmente foi patenteada no início do século XIX por Jérémie Victor Opdebec. Este projeto mais antigo não usa molas, é formado de uma única peça, com uma pequena distância entre suas pontas, esta forma de prendedor é comumente construído de plástico ou, originalmente, de madeira. Na Inglaterra, a fabricação dos prendedores costumava ser uma arte associada aos ciganos, que faziam pequenos ou compridos, de salgueiro ou de madeira de freixo. Com o processo de industrialização proporcionado pela Revolução Industrial, o desenvolvimento de novos modelos começou, tanto a fim de simplificar a manipulação, bem como para agilizar produção das máquinas. Assim, no Estados Unidos até 1900, mais de 200 modelos diferentes de prendedores de roupa tiveram patentes concedidas.[4]

Hoje, os prendedores de roupas são de fabricação muito barata através da criação de dois pinos de plástico ou madeira interligados, entre os quais, muitas vezes, é fixado uma mola. Este modelo foi inventado por David M. Smith de Springfield,Vermont, em 1853.[5] [6] [7] O modelo de Smith foi aperfeiçoado por Solon E. Moore em 1887. Ele acrescentou o que ele chamou de "ponto de apoio em espiral" feita a partir de um único fio.[8]

Funcionamento[editar | editar código-fonte]

Ilustração apresentando as forças que atuam no prendedor de roupa durante seu funcionamento.

A partir do uso do princípio das alavancas de Arquimedes, é aplicada certa força nas duas pontas superiores do prendedor (representados na ilustração ao lado como  F_3 e  F_4 ), fazendo-o se abrir e permitindo posicioná-lo no local adequado para poder prender a roupa. Ao cessar a força aplicada, a mola exerce uma força que pressiona as duas pontas a se manterem fechadas (forças  F_1 e  F_2 ), o que cria uma força de atrito entre o prendedor e a roupa suficiente para que esta permaneça presa ao varal. Além disso, como a distância  r_2 é maior que a distância  r_1 , segue que a força necessária para abrir o prendedor é menor, o que facilita a abertura pelo utilizador. Matematicamente, temos:

 {\color{Blue}F_1} \cdot {\color{OliveGreen}r_1} = {\color{Red}F_3} \cdot {\color{WildStrawberry}r_2}  {\color{Blue}F_2} \cdot {\color{OliveGreen}r_1} = {\color{Red}F_4} \cdot {\color{WildStrawberry}r_2}

Materiais utilizados[editar | editar código-fonte]

Prendedores de roupa de plástico de diversos modelos
Um prendedor de madeira.

Atualmente, é possível encontrar prendedores de roupa feitos dos mais diversos tipos de materiais.

► Plástico[editar | editar código-fonte]

Geralmente produzidos a partir do uso de polipropileno (poli(1-metiletileno) de acordo com a nomenclatura da IUPAC de forma molecular (C3H6)x), um tipo de termoplástico, derivado do propeno ou propileno. Como consequência, prendedores feitos desse material são recicláveis, o que permite que muitas empresas possam produzi-los de forma a respeitar os princípios de sustentabilidade [9] . Além disso, o material é de fácil produção, o que permite a confecção de prendedores de roupa com um custo relativamente baixo, de forma pártica e rápida, o que o torna um material versátil para sua criação.[10] [11] [12]

► Aço[editar | editar código-fonte]

A maioria dos prendedores de roupa possui um arame que constitui a mola embutida ou encaixada nas hastes, e este é composto de aço. Geralmente é utilizado um avançado processo de Galvanização (zincado), possuindo características especiais de mola e sendo resistentes à corrosão (característica fundamental pelo fato do prendedor estar em contato constante com a água das roupas), contribuindo para a longa durabilidade dos prendedores cuja mola é feita com arame desse material.[13]

► Madeira[editar | editar código-fonte]

A madeira é um dos componentes mais utilizados como matéria-prima para a produção de pregadores. Na maior parte dos casos utiliza-se madeira 100% reflorestada e totalmente processada em sua respectiva unidade fabril.

Durabilidade[editar | editar código-fonte]

A porosidade influencia na durabilidade de um prendedor de madeira.

Os prendedores de roupa estão sujeitos a diversos fatores que podem interferir de forma determinante em sua durabilidade. Por conta desses e outros fatores, há diversos empecilhos que influenciam diretamente na durabilidade do prendedor de roupa.[14] [15] .

Porosidade[editar | editar código-fonte]

Normalmente, os prendedores de roupa são utilizados ao ar livre, ficando expostos a vários níveis de umidade, que podem variar dependendo da umidade relativa do ar do local, além da própria umidade provinda da roupa molhada. No caso dos prendedores feitos de madeira, a porosidade é a causa da sua degradação quando em contato com a umidade. Dessa forma, quanto maior a porosidade da superfície da madeira do prendedor em questão, maior será a retenção de umidade e, consequentemente, menor será seu tempo de vida útil.

Curvaturas desnecessárias[editar | editar código-fonte]

No caso de prendedores de plástico, alguns podem possuir curvaturas desnecessárias que podem ser claramente observadas quando o pregador prende a roupa, mas que podem ser eliminadas para otimizar a fabricação. Tais curvaturas podem influenciar na dinâmica do prendedor, e acelerar o rompimento do contato entre as hastes, o que provocaria sua inutilização.

Estrutura instável[editar | editar código-fonte]

Alguns prendedores possuem um mecanismo de mola que permite que as hastes do mesmo deslizem uma sobre a outra, o que pode ocasionar o desmonte do prendedor durante sua utilização, e causar prejuízos à peça que estava sendo presa, além de poder causa ferimentos ou lesões no utilizador caso o rompimento ocorra quando este estiver fixando o pregador na roupa.

Aspectos ergonômicos[editar | editar código-fonte]

Aspectos ergonômicos atuam de forma decisiva na durabilidade do prendedor e de seu desempenho. Por exemplo, a forma da pega pode influenciar sua eficiência positivamente à medida que apresente uma área de contato satisfatória com a roupa. Questões de tamanho também são relevantes, pois tamanhos pouco funcionais podem ocasionar desconforto ao utilizador quando este usar os dedos para manusear o produto. A presença de ranhuras nas pegas são importantes para facilitar o uso, pelo fato de aumentar o coeficiente de atrito entre os dedos e as haste, contribuindo para uma maior firmeza, tornando ainda os prendedores mais confortáveis para o procedimento de abertura.

Tipos de prendedores de roupa[editar | editar código-fonte]

Imagem com diversos modelos e tipos de prendedores.

Há uma infinidade de tipos de prendedores de roupas existentes, com os mais diversos tamanhos e formatos. Apesar disso, muitos dos modelos são derivados de moldes fundamentais.[16] [17] [18]

► Modelo em V com mola circular simples[editar | editar código-fonte]

Pinch more.svg Hold on to it.jpg

Este modelo é geralmente composto com plástico (polipropileno), tendo o uso de uma mola em forma circular responsável pela articulação do prendedor. Na maior parte dos casos, seu tamanho é médio e são muito usados em varais de teto.

► Modelo em I com mola helicoidal[editar | editar código-fonte]

Pinzas.png Clothespin after the rain.jpg Red clothespin.JPG Wklammer.jpg Klamerki.JPG

Este modelo, um dos mais conhecidos e tradicionais, pode ser concebido tanto em plástico quanto em madeira, o que justifica sua maior taxa de produção em relação a outros modelos. A mola deste prendedor geralmente é helicoidal.

► Modelo em U com mola helicoidal simples[editar | editar código-fonte]

Red clothes peg.jpg " 13 - ITALY - colorful clothespins.jpg

Este tipo de prendedor de roupa é composto por duas hastes plásticas interligadas entre si com uma mola helicoidal simples localizada na parte superior.

► Modelo em V com mola simples em forma de grampo[editar | editar código-fonte]

Plastic Clips 1.JPG Blue Peg (90909929).jpg Nothing tastes like sun by Kristaps B.jpg Plastic clothespin.JPG PegsLaundry.JPG

Pode ser visto como uma variação do modelo em V com mola circular simples. Sendo também composto de plástico, possui uma mola com um formato que lembra o de um grampo fazendo a junção das duas hastes do prendedor. A mola deste tipo de prendedor costuma ser de metal, mas também pode ser de plástico para aumentar a durabilidade do prendedor.[8]

► Modelo em I sem mola[editar | editar código-fonte]

Wooden clothes pin.JPG

Também conhecido como prendedor de roupa chinês, este prendedor de roupa caracteriza-se pela ausência de molas, o que o lhe confere uma ergonomia mais simples. Podem ser encontrados tanto em madeira quanto em plástico.[19]

► Modelo em φ sem mola[editar | editar código-fonte]

O modelo em φ recebe esse nome devido ao fato de ter um desenho parecido ao da letra grega Φ (fi) (minúscula: φ ou ϕ). Pode também ser relacionada à cirílica Ф (ef), (minúscula:ф). Assim como o modelo chinês, este não possui molas, e é de fácil manuseio por ter um design anatômico, o que o torna confortável para o utilizador.

► Modelo em com mola circular simples[editar | editar código-fonte]

世界堂 (338268759).jpg

Possui formato semelhante ao modelo em V com mola circular simples, mas com a diferença de que as pegas também são de forma circular para permitir que a roupa possa ficar presa a varais com linhas mais grossas.

► Modelo em V com mola helicoidal simples[editar | editar código-fonte]

Este modelo é composto por duas hastes plásticas interligadas entre si com uma mola helicoidal simples localizada na parte superior, sendo que a abertura das hastes é em forma de V, além de ter ranhuras nas pontas para aumentar o atrito dos dedos com o prendedor para proporcionar maior firmeza ao utilizá-lo.

Prendedores de roupa artesanais[editar | editar código-fonte]

Outros usos[editar | editar código-fonte]

Além de sua função tradicional de prender as roupas no varal para secá-las, o prendedor de roupas pode ser utilizado numa infinidade de outras situações por ser um dispositivo prático e de fácil manuseio. Alguns dos usos alternativos incluem:[20]

Dia do Prendedor de Roupas[editar | editar código-fonte]

O dia 6 de maio é considerado como o dia do prendedor de roupas. Um pequeno, mas crescente número de pessoas, têm comemorado esse dia, principalmente no Reino Unido, onde o dia costuma cair em um Bank Holiday, feriado que costuma ter tempo ensolarado.[21] [22] [23] [24]

Obras de Arte[editar | editar código-fonte]

O prendedor de roupas tem sido utilizado por diversos artistas ao redor do mundo como objeto central de esculturas e pinturas.[25] [26]

PikiWiki Israel 20297 Clothes peg Sculpture in Petah Tikva Israel.JPG Skin 4-2013-07-26.jpg
Escultura em forma de prendedor de roupa em Petah Tikva em Israel. Escultura em Umeå, na Suécia chamada Skin 4, de 2013, feita por Mehmet Ali Uysal.
Wilhelm Schumann Eva in der Garküche.jpg EPFL-Pince-a-linge.jpg
Pintura Eva in der Garküche, do alemão Wilhelm Schumann feita em 1846. Os prendedores podem ser vistos num varal no canto superior direito. Monumento Monster Clothespin from Outer Space (Em português:O pregador monstro do Espaço Sideral), presente na entrada da École Polytechnique Fédérale de Lausanne - EPFL, em Lausanne, Suíça.
Mouchard Pince à linge.jpg Hokusai A lacquered washbasin and ewer.jpg
Poste em forma de prendedor de roupa com placa de trânsito com a inscrição "Stop" (pare), em Mouchard, no departamento de Jura, na região administrativa de France-Comté, na França. Pode-se perceber a ilustração de um prendedor de roupa neste Bonsai (盆栽) feito por Katsushika Hokusai (葛飾 北斎 - Loudspeaker.svg? ouça) no Japão.


Prendedores de roupa também são utilizados como tema em diversas exposições de arte, estando presentes em alguns dos principais museus do mundo, como o museu Vitra Design Museum em Weil am Rhein na Alemanha (como a exposição Hidden Heroes [27] ), o Museu do Louvre em Paris na França, o MASP em São Paulo, Brasil, e o Science Museum de Londres, Inglaterra [28] [29] [30] . O Gewerbemuseum Winterthur - Museu de Artes Aplicadas e Design - de Winterthur, Suíça, dedicou toda uma exposição para o prendedor de roupa em 2000 (período de 14 de maio a 20 de julho)[31] [32] . O artista finlandês Anu Tuominen utiliza prendedores de roupas em alguns de seus trabalhos, como os mostrados abaixo, no qual retrata as quatro estações:

300px 230px
Primavera
Verão
260px 250px
Outono
Inverno

A artista Annie Morris utilizou milhares de prendedores de roupas para compor sua obra Peg painting de 2007.[33]

Referências culturais[editar | editar código-fonte]

O prendedor de roupa é regularmente utilizado em desenhos animados para tapar o nariz ao aplicá-lo, geralmente para se prevenir contra respirar maus odores ou ar contaminado.[34]

Les Quatre Barbus executou a canção O prendedor de roupa, cuja letra foi escrita por Francis Blanche e Pierre Dac em 1949 com a Sinfonia nº 5 de Beethoven ; eles contam a vida de Victor Opdebec Jeremias, que se intitula criador do pregador.[35]

Venda[editar | editar código-fonte]

Embalagem com 36 prendedores de roupa.

Os prendedores de roupa geralmente são vendidos em embalagens contendo 12 unidades (uma dúzia), mas também pode-se encontrar embalagens com 6, 10, 15, 18, 24 ou 36 unidades. O preço varia essencialmente de acordo com o modelo, o fabricante e a composição do prendedor.

Outras línguas[editar | editar código-fonte]

Ni hon go2.png Este artigo contém texto em japonês.
Sem suporte multilingual apropriado, você verá interrogações, quadrados ou outros símbolos em vez de kanji ou kana.

Fonte[36]

Língua País/Região principal Tradução
África do Sul Africâner África do Sul África do Sul Clothespin
Lang-ge.gif Alemão Alemanha Alemanha Wäscheklammer
Lang-ar.gif Árabe Arábia Saudita Arábia Saudita ملقط الغسيل (malaqqat alghasil)
Bielorrússia Bielorrusso Bielorrússia Bielorrússia Прышчэпка (Pryščepka)
Bósnia e Herzegovina Bósnio Bósnia e Herzegovina Bósnia-Herzegóvina Štipaljka
Bulgária Búlgaro Bulgária Bulgária Щипка за пране (Shtipka za prane)
Flag of Bavaria (lozengy).svg Bávaro Flag of Bavaria (lozengy).svg Baviera Glubbal
Cazaquistão Cazaque Cazaquistão Cazaquistão Прищепка (Prïşçepka)
Flag of Brittany.svg Bretão Flag of Brittany.svg Bretanha gwask
Flag of None.svg Cree - ᐲᓈᐦᑎᒄ
República Checa Checo República Checa República Checa Kolíček na prádlo
Dinamarca Dinamarquês Dinamarca Dinamarca Tøjklemme
China Chinês China China 衣夹 - 衣夾 (Yī jiā)
Lang-ko.gif Coreano Coreia do Sul Coreia do Sul 빨래 집게 (ppallae jibge)
Lang-hr.gif Croata Croácia Croácia Štipaljka
Eslovénia Esloveno Eslovénia Eslovênia Zakačaljka
Lang-es.gif Espanhol Espanha Espanha Pinza
Estónia Estoniano Estónia Estônia Pesupulk
Finlândia Finlandês Finlândia Finlândia Pyykkipoika
Lang-fr.gif Francês França França Pince à linge
Flag of Galicia.svg Galego Flag of Galicia.svg Galícia Prendedor de roupa
Lang-gr.gif Grego Grécia Grécia Μανταλάκι (Mantaláki)
Israel Hebraico Israel Israel אטב כביסה
Lang-nl.gif Holandês Países Baixos Holanda Wasknijper
Hungria Húngaro Hungria Hungria Ruhacsipesz
Índia Indonésio Índia Indonésia Jepitan
Lang-en.gif Inglês Estados Unidos Estados Unidos Clothespin
Lang-it.gif Italiano Itália Itália Molletta da bucato
Japão Japonês Japão Japão 洗濯ばさみ (Sentakubasami)
Letónia Letão Letónia Letônia Knaģis
Lituânia Lituano Lituânia Lituânia Segtukas
Malásia Malaio Malásia Malásia Penyepit kain
Noruega Norueguês Noruega Noruega Klesklype
Lang-fa.gif Persa Irã Irã گیره رخت
Polónia Polaco Polónia Polônia Żabka
Lang-pt.gif Português Brasil Brasil Prendedor de roupas
Roménia Romeno Roménia Romênia Cârlig de rufe
Islândia Islandês Islândia Islândia Þvottaklemma
Lang-ru.gif Russo Rússia Rússia Прищепка (Prishchepka)
Luxemburgo Luxemburguês Luxemburgo Luxemburgo Wäschklamer
Lang-sr.gif Sérvio Sérvia Sérvia Штипаљка (Štipaljka)
Lang-Sw.gif Sueco Suécia Suécia Klädnypa
Lang-sw.gif Suaíli Tanzânia Tanzânia Kukamata mavazi
Tailândia Tailandês Tailândia Tailândia ไม้หนีบผ้า (mị̂ h̄nīb p̄ĥā)
Myanmar Birmanês Myanmar Myanmar ဖမ်း အဝတ်ကို (hpam aawaatko)
Lang-tr.gif Turco Turquia Turquia Mandal
Ucrânia Ucraniano Ucrânia Ucrânia Прищіпка (Pryshchipka)
Vietname Vietnamita Vietname Vietnã kẹp quần áo ן
Flag of None.svg Yiddish Israel Israel קלאָטהעספּין

Referências

  1. «Britons vote for the iPhone as most important invention ahead of flushing loo and space travel». The Telegraph. 2010. Consultado em 10 de junho de 2015. 
  2. «Estudante cria pregador de roupa que faz previsão do tempo». Folha de S.Paulo. 2010. Consultado em 25 de dezembro de 2015. 
  3. Entre diversos grupos fundamentalistas, destacam-se os Amish, os Shaker e os Menonistas.
  4. a b Brotons, Ròmul (2010). El triomf de la imaginació, 60 invents que han canviat el món (o gairebé) (em Catalão) (Barcelona: Albertí Editor). p. 17. ISBN 978-84-7246088-1. 
  5. Greenbaum, Hilary; Charles Wilson (11 de maio de 2015). «Who Made That Clothespin?». The New York Times (em inglês) [S.l.: s.n.] Consultado em 11 de maio de 2015. «O primeiro projeto que se assemelha ao prendedor de roupas moderno foi patenteado em 1853 por David M. Smith, um pródigo inventor de Vermont.» 
  6. Lahey, Anita (2006). «The Better Clothespin». American Heritage of Invention & Technology (em inglês) [S.l.: s.n.] 22 (2). Arquivado desde o original em 19 de janeiro de 2010. Consultado em 15 de dezembro de 2015. 
  7. [1]
  8. a b Rahmel, Dan (2004) Nuts and Bolts Filmmaking: Practical Techniques for the Guerilla Filmmaker Focal Press. p. 196. ISBN 0-240-80546-1
  9. Recycling Symbols & Logos, no site da Global Recycling Network
  10. J. G. Speight, Norbert Adolph Lange (2005). «Lange's handbook of chemistry» McGraw-Hill [S.l.] 
  11. (en) « Polipropene 25 » em ChemIDplus, consultado em 8 de dezembro de 2015.
  12. Linha de Prendedores
  13. Arame Galvanizado para Prendedor de Roupa
  14. Calegari, Eliana Paula (2013). «Design e Materiais: Estudo de Caso do Prendedor de Roupa». UFRGS [S.l.: s.n.] Arquivado desde o original em 10 de maio de 2013. Consultado em 26 de dezembro de 2015. 
  15. gypsylife-crafts
  16. DigitaltMuseum: Søk: 'klesklype'
  17. Como montar uma fabrica de prendedores de roupa
  18. Box, Harry (1993) (1st ed). Set Lighting Technician's Handbook. Focal Press. p 141, 347, 349. ISBN 0-240-80161-X.
  19. Prendedor de roupas Flexpin
  20. Área de mulher:21 usos nada convencionais para o prendedor de roupa
  21. Fatos históricos do dia 6 de maio
  22. «Bank holidays and British Summer Time : Directgov - Government, citizens and rights» (em inglês). Direct.gov.uk. 29 April 2011. Arquivado desde o original em 15 May 2011. Consultado em 17 May 2011. 
  23. «UK bank holidays - GOV.UK» (em inglês). gov.uk. 17 March 2014. Consultado em 9 April 2014. 
  24. Alice L. George (2006) Philadelphia: A Pictorial Celebration. Sterling Publishing Company, Inc., p. 112. ISBN 1-4027-2384-9
  25. Mehmet Ali Uysal, sweet-station.com; Skin, piartworks.com.
  26. Dorothee Wierling Geboren im Jahr Eins: der Jahrgang 1949 in der DDR: Versuch einer Kollektivbiographie, Ch. Links Verlag, 2002. S. 230; Wiebke Janssen Halbstarke in der DDR: Verfolgung und Kriminalisierung einer Jugendkultur, Band 1, Ch. Links Verlag, 2010. S. 204
  27. Hidden Heroes
  28. [2]
  29. «35,000 works of art». Musée du Louvre. Consultado em 27 de setembro de 2008. 
  30. «Musée du Louvre:Une brève histoire de la pince à linge: une œuvre d'âge» (em francês). Consultado em 11 de março de 2014. 
  31. Gewerbemuseum Winterthur
  32. Material Archiv: Aktuell
  33. «Just hanging out - Whether on canvas or on glass - or on thousands of clothes pegs - Annie Morris's art has attracted a stellar cast of admirers, writes». The Telegraph. 2005. Consultado em 19 de outubro de 2005. 
  34. Simples e poderosa pistola com pregador de roupas
  35. La Pince à linge
  36. «Pixwords Λύσεις» (em grego). Consultado em 23 de setembro de 2015. 


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons