Presídio Central de Porto Alegre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
PCPA - Presídio Tenente-coronel Jainer Pereira Alves
Localização Porto Alegre
 Rio Grande do Sul
O Presídio Central, visto a partir do Morro da Polícia.

O Presídio Central de Porto Alegre é uma prisão localizada na cidade brasileira de Porto Alegre, capital do estado do Rio Grande do Sul. Situa-se na Avenida Rocio, n.° 1100, no bairro Coronel Aparício Borges. Foi erguido no ano de 1959[1]. O Decreto estadual nº 53.297 de 10 de novembro de 2016, alterou sua denominação, devendo hoje ser chamado de Cadeia Pública de Porto Alegre.

Composta por nove pavilhões (denominados com as letras "A" até "J", tendo sido o "C" demolido em 2014), é o maior presídio do estado do Rio Grande do Sul.

Com capacidade para aproximadamente 1,7 mil presos, o presídio já foi considerado um dos piores do País pela CPI do Sistema Carcerário, em virtude de sua superlotação e de seu péssimo estado de conservação. Conta atualmente com mais de 4,5 mil detentos.

Em junho de 2008, o governo do Rio Grande do Sul anunciou que o Presídio Central será desativado e seu prédio, implodido. Enquanto continuarem as suas atividades, serão construídos, através do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), nove penitenciárias menores, com capacidade para 500 e 600 presos.[2]

Em 2012, um artigo, intitulado "Três dias no Presídio Central de Porto Alegre: o cotidiano dos policiais militares", foi publicado por Dani Rudnicki, na Revista de Informação Legislativa (número 193), narrando o cotidiano desta casa prisional. Em 2017, foi exibindo nos cinemas do país filme dirigido por Tatiana Sager, intitulado "Central", também narrando a vida cotidiana nesta prisão.

Referências