Press to Play

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Press To Play)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Press to Play
Álbum de estúdio de Paul McCartney
Lançamento 22 de agosto de 1986
Gravação Março - Dezembro de 1985
Gênero(s) Rock
Duração 58:53
Formato(s) LP/CD
Gravadora(s) Parlophone
EMI
Produção Paul McCartney, Hugh Padgham, Phil Ramone
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de Paul McCartney
Give My Regards to Broad Street
(1984)
All the Best!
(1987)

Press to Play é o sexto álbum de estúdio do cantor e compositor britânico Paul McCartney, lançado em 1986[1].

História[editar | editar código-fonte]

Após o fracasso de bilheteria do filme Give My Regards to Broad Street, McCartney decidiu que era hora de uma mudança de ritmo em sua carreira. Em uma tentativa de dar a sua música um som mais contemporâneo, ele juntou forças com Hugh Padgham, um produtor famoso por ter gravado Peter Gabriel, Genesis, Phil Collins, The Police e XTC. A partir de março de 1985, McCartney começou a gravar Press To Play, tendo escrito várias músicas novas, com muitos colaboradores atuais, Eric Stewart. Os convidados no álbum seria Pete Townshend, Phil Collins, Eddie Rayner e Stewart.

"Press", foi lançado em julho de 1986 e surpreendentemente se tornou apenas um hit Top 30 no Reino Unido e Estados Unidos.

Em 1993, Press To Play foi remasterizado e relançado em CD como parte do "The Paul McCartney Collection" com seu hit de 1985 "Spies Like Us" e um mix suplente do iminente sucesso do Reino Unido em 1987 "Once Upon A Long Ago" como faixas bônus.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as músicas são creditadas a "Paul McCartney/Eric Stewart. Exceto onde indicado.

  1. "Stranglehold" – 3:36
  2. "Good Times Coming/Feel the Sun" (Paul McCartney) – 4:55
  3. "Talk More Talk" (Paul McCartney) – 5:18
    • Com as vozes de Linda e seu filho James McCartney.
  4. "Footprints" – 4:32
  5. "Only Love Remains" (Paul McCartney) – 4:13
  6. "Press" (Paul McCartney) – 4:43
  7. "Pretty Little Head" – 5:14
  8. "Move Over Busker" – 4:05
  9. "Angry" – 3:36
  10. "However Absurd" – 4:56
  11. "Write Away" – 3:00
    • também lançado em "Pretty Little Head" lado B, em outubro de 1986.
  12. "It's Not True" (Paul McCartney) - 5:53
    • Originalmente lançada remixada no lado B de "Press" em Julho de 1986.
    • Com Phil Collins na bateria.
  13. "Tough On A Tightrope" - 4:42
    • Também lançada como lado B de "Only Love Remains" em Dezembro de 1986

Bonus tracks do CD em 1993[editar | editar código-fonte]

  1. "Spies Like Us" (Paul McCartney) - 4:45
  2. "Once Upon A Long Ago (Long Version)" (Paul McCartney) - 4:37

Faixa exclusiva no iTunes[editar | editar código-fonte]

  1. "Press" (12" Bevans / Forward dub mix) - 6:31
  • Em 2007, mediante a apresentação de catálogo de McCartney da música, a iTunes Store adicionou uma versão de "Press", um dub mix feito por Bert Bevans e Forward Steve.

Banda[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Paul McCartney é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.