Primeira Guerra Anglo-Afegã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura por outros conflitos relacionados, veja Guerra do Afeganistão.
Primeira Guerra Anglo-Afegã
Grande Jogo
Remnants of an army2.jpg
Remnants of an Army por Elizabeth Butler representando William Brydon que foi o único britânico a completar a retirada catastrófica de Cabul.
Data 1839–1842
Local Afeganistão
Desfecho Retirada britânica do Afeganistão.[1][2][3]
Beligerantes
Flag of Afghanistan (1919–1921).svg Emirado do Afeganistão Reino Unido Império Britânico Flag of Herat until 1842.svg Dinastia Durrani
Comandantes
Flag of Afghanistan (1919–1921).svg Doste Maomé Cã (prisioneiro de guerra)
William Hay Macnaghten 
John Keane
Sir Willoughby Cotton
William Elphinstone (prisioneiro de guerra)
George Pollock
Forças
20 000 de infantaria leve
30 canhões
5 000 cavalaria leve tribal
10 000 soldados de infantaria
30 000 seguidores de acampamento
200 canhões
1 500 de cavalaria pesada
5 000 exército indiano de Shah Shuja Durrani
Baixas
12 000 de infantaria
15 - 20 canhões
3 000 de cavalaria leve tribal
4 700 soldados de infantaria
40 canhões
12 000 seguidores de acampamento
200 - 300 de cavalaria pesada[3]
Vítimas
Civis afegãos = Desconhecidos
britânicos (indianos) = 12.000 civis mortos[3]

A Primeira Guerra Anglo-Afegã, que ocorreu entre 1839 e 1842, foi um dos primeiros grandes conflitos durante o Grande Jogo no século XIX, uma competição pelo poder e influência na Ásia Central entre o Reino Unido e a Rússia, e também marcou um dos piores reveses infligidos aos britânicos na região desde a consolidação da Companhia Britânica das Índias Orientais na Índia.[4]

Diante aos temores britânicos de que a esfera de influência russa prorrogasse para a fronteira indiana, o governador-geral da Índia, George Eden, conde de Auckland, apresentou ao Doste Maomé Cã um ultimato, pedindo a expulsão de uma delegação russa em Cabul. Rejeitado o pedido britânico, em Março de 1838, o exército britânico da Companhia Britânica das Índias Orientais invadiu o Afeganistão, desencadeando a primeira guerra anglo-afegã. Ao encontrar uma oposição insubsistente, os invasores capturaram Candaar, em Abril de 1839 e Gásni em Julho. Quando Cabul caiu em agosto, Xá Xujá, o neto de Amade Xá Durrani, um antigo rei afegão, foi instalado no trono do Afeganistão, em vez de Doste Maomé, já que o mesmo entregou-se para os britânicos.

Em 2 de novembro de 1841, Aquebar Cã, filho de Doste Maomé, liderou uma revolta com sucesso contra Xá Xujá e as guarnições indiano-afegãs no país. Uma expedição punitiva anglo-indiana reforçou guarnições por um curto período, mas em Dezembro de 1842, os britânicos tiveram de deixar definitivamente o país. Doste Maomé, em seguida, foi libertado de sua prisão e recuperou o seu trono.

As relações entre o Afeganistão e os britânicos continuaram tensas até 1855, quando Doste Maomé que conduziu um acordo de paz com o governador-geral da Índia. No entanto, em 1878, os britânicos voltariam a invadir o Afeganistão na Segunda Guerra Anglo-Afegã.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. L.W. Adamec/J.A. Norris, ANGLO-AFGHAN WARS, in Encycloædia Iranica, online ed., 2010
  2. J.A. Norris, ANGLO-AFGHAN RELATIONS Arquivado em 8 de dezembro de 2010, no Wayback Machine., in Encycloædia Iranica, online ed., 2010
  3. a b c Baxter, Craig (2001). «1». In: Federal Research Division, Library of Congress. The First Anglo-Afghan War. Afghanistan : a country study. Baton Rouge, LA: Claitor’s Pub. Division. ISBN 1579807445. Consultado em 23 de setembro de 2011 
  4. Barfield, Thomas (2010). Afghanistan: A Cultural and Political History. [S.l.]: Princeton University Press. p. 110. ISBN 0691145687. Consultado em 22 de agosto de 2010 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Fremont-Barnes, Gregory, The Anglo-Afghan Wars 1839-1919, Essential Histories, vol. 40. Osprey Publishing: 2009. ISBN 9781846034466.
  • Fowler, Corinne, (2007) Chasing Tales: travel writing, journalism and the history of British ideas about Afghanistan, Rodopi: Amsterdam.
  • Greenwood, Joseph, (1844) Narrative of the late Victorious Campaign in Affghanistan, under General Pollock: With recollections of seven years' service in India. London: H. Colburn
  • Hopkirk, Peter, (1992) The Great Game, New York, NY: Kodansha America, ISBN 1-56836-022-3
  • Kaye, Sir John, (1860) History of the First Afghan War, London.
  • Macrory, Patrick, (2002) Retreat from Kabul: The Catastrophic British Defeat in Afghanistan, 1842. Guilford, CT: The Lyons Press. ISBN 978-1-59921-177-0
  • Perry, James M., (1996), Arrogant Armies: Great Military Disasters and the Generals Behind Them. New York:Wiley. ISBN 9780471119760
Ícone de esboço Este artigo sobre um conflito armado é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.