Primeira Igreja Batista de Juiz de Fora

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

História[editar | editar código-fonte]

Templo I (SEDE) - Construído entre os anos 1958 e 1963, durante o ministério do Pr. Edgar Evangelista da Costa.

A Primeira Igreja Batista[1] de Juiz de Fora (PIBJF) foi pioneira no estado de Minas Gerais. Fundada no ano de 1889, o trabalho batista em Juiz de Fora foi fruto da visão dos missionários norte-americanos, cuja sede administrativa ficava no Rio de Janeiro.

Em virtude do afastamento do primeiro missionário por motivos de enfermidade, a congregação ficou "desamparada". Em decorrência disso, vários membros e novos convertidos[2] mudaram-se para a nova capital mineira recém fundada, causando o enfraquecimento e dissolução da igreja alguns anos depois.

Em 12/10/1927, a igreja[3] foi reorganizada, porém, sem ainda possuir sede própria. No ano de 1954, sob a liderança do Pr. Oswaldo Viana da Silva[4], foi adquirido o terreno em local privilegiado bem próximo ao centro da cidade, onde situa se o Templo 1 (confluências das ruas Catarina de Castro e Cosete de Alencar, no Morro da Glória).

O início da construção do templo deu-se em 1958, durante o ministério do Pr. Edgar Evangelista da Costa[5], sendo concluído em 1963. Em maio de 1983, durante o ministério do Pr. Romilton Garcia Brasil, foi iniciada a construção do prédio da Educação Religiosa, ocupando todo o terreno de propriedade da Igreja. Com instalações próprias, a PIB consolidou-se e foi aos poucos construindo sua história, adquirindo respeito da população e tornando-se um referencial para a cidade de Juiz de Fora.

Com a chegada do Pastor Aloizio Penido Bertho[6] em Julho de 2002, a histórica igreja passou por profundas e importantes mudanças. Fruto deste trabalho, em pouco tempo, o Templo 1 tornou-se pequeno . Buscando um espaço que melhor acomodasse as pessoas, provisoriamente os cultos de sábados e domingos à noite passaram a ser realizados no Ginásio do Sport Clube Juiz de Fora, enquanto procurava-se um local adequado para construir.

Diversas opções foram encontradas e, após muitas análises, foram escolhidas as instalações da antiga Malharia Master (que na época estavam abandonadas) para construção da nova Sede. Em poucos meses, foram concluídas as obras de construção e reforma. Em 27 de março de 2010, foi inaugurado um novo templo, o Espaço PIBJF. O santuário foi construído para comportar cerca de 3.000 pessoas (sentadas) e hoje é utilizado para realizar nossos principais cultos e eventos e ainda está sendo adequado para receber futuramente melhorias e novos espaços como restaurantes e lanchonetes.

Há dez anos sob liderança do Pastor Aloizio, a PIBJF passou de 300 para mais de 2.000 membros, tornando-se um modelo de crescimento para o meio evangélico da cidade e de diversos estados do País.

Referências

  1. «Igreja Batista - Religião». Consultado em 28 de junho de 2016 
  2. «Home». Consultado em 28 de junho de 2016 
  3. «Igreja Batista - Primeria Igreja Batista de Juiz de Fora». www.pibjf.com.br. Consultado em 27 de junho de 2016 
  4. «Primeira Igreja Batista no Bairro São João». Primeira Igreja Batista no Bairro São João. Consultado em 28 de junho de 2016 
  5. «Nossos Pastores | Igreja Evangélica Batista no Alto da Mooca». iebam.org.br. Consultado em 28 de junho de 2016 
  6. «CBM (Convenção Batista Mineira)». www.batistasmineiros.org.br. Consultado em 28 de junho de 2016 
Ícone de esboço Este(a) artigo sobre capela, igreja ou catedral é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.