Concursos de beleza do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Em termos de quantidade de candidatas, todos os estados participam dos quatro concursos. O número varia dependendo da criação ou da extinção de uma unidade da federação, como é o caso da Guanabara (extinto em 1975) e do Tocantins (criado em 1988) (ver Principais concursos de beleza do Brasil: número de candidatas). A tabela abaixo mostra uma estatística de quantos concursos venceu cada unidade da federação, sendo que em alguns anos o Miss Brasil, o Miss Brasil Mundo e o Miss Brasil Internacional realizaram concursos por diferentes organizações, e considerando que as três primeiras colocadas foram eleitas representantes em concursos internacionais no Miss Brasil:

Quantidade de concursos vencidos por unidade da federação
Acre Alagoas Amapá Amazonas Bahia Ceará Distrito Federal Espírito Santo Goiás
Maranhão Mato Grosso Mato G. do Sul Minas Gerais Pará Paraíba Paraná Pernambuco Piauí
Rio de Janeiro Rio G. do Norte Rio G. do Sul Rondônia Roraima Santa Catarina São Paulo Sergipe Tocantins
Legendas
1 de 4 concursos
₴₴ 2 de 4 concursos
₴₴₴ 3 de 4 concursos
₴₴₴₴ 4 de 4 concursos

Etapas nacionais[editar | editar código-fonte]

No mundo dos concursos de beleza, esses sete eventos, são muito prestigiados pela população brasileira. O Miss Brasil começou a ser realizado em 1954. Quatro anos depois, foi instituído o título de Miss Brasil Mundo e, dois anos mais tarde, o de Miss Brasil Internacional. Já o Miss Terra Brasil foi criado apenas em 2002. Atualmente no país existem oito principais concursos de beleza:

  • Miss e Mister Brasil Fitness. Um toque pela vida

Miss Brasil, cuja vencedora disputa o Miss Universo;

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Em termos de número de títulos, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo são os estados que os possuem nos quatro concursos principais. O Rio Grande do Sul possui mais títulos de beleza nacional, totalizando 32. Minas Gerais, que assim como o Rio Grande do Sul possui títulos nos quatro concursos, tem 25 no total.

O estado que possui mais títulos de Miss Brasil (Universo) é o Rio Grande do Sul, com 13 conquistas. No Miss Brasil (Mundo), o Rio Grande do Sul também domina com 9 títulos conquistados. No Miss Brasil (Beleza Internacional), em primeiro está São Paulo com 11. Já no Miss Brasil (Terra), Minas Gerais tem 6 títulos.

Quadro Demonstrativo[editar | editar código-fonte]

Estado 1 2 3 4 Total
Rio Grande do Sul Rio Grande do Sul 13 9 9 1 32
São Paulo São Paulo 8 7 11 3 28
Minas Gerais Minas Gerais 9 5 6 7 27
Rio de Janeiro Rio de Janeiro 8 7 7 0 22
Paraná Paraná 4 6 5 2 17
Santa Catarina Santa Catarina 5 4 0 1 10
Distrito Federal (Brasil) Distrito Federal 1 3 3 0 7
Bahia Bahia 3 2 1 0 6
Rio Grande do Norte Rio Grande do Norte 2 0 4 0 6
Pernambuco Pernambuco 0 4 1 1 6
Mato Grosso Mato Grosso 3 1 1 0 5
Goiás Goiás 0 3 1 0 4
Ceará Ceará 3 0 1 0 4
Amazonas Amazonas 2 0 1 2 5
Pará Pará 1 1 1 1 4
Mato Grosso do Sul Mato Grosso do Sul 1 0 1 0 2
Espírito Santo (estado) Espírito Santo 0 1 1 0 2
Sergipe Sergipe 0 1 1 0 2
Piauí Piauí 1 0 0 0 1
Tocantins Tocantins 1 0 0 0 1
Alagoas Alagoas 0 1 0 0 1
Rondônia Rondônia 0 1 0 0 1
Roraima Roraima 0 1 0 0 1
Acre Acre 0 0 1 0 1
Total de edições realizadas: 63 57 55 16 187

Legenda[editar | editar código-fonte]

      Miss Brasil Universo
      Miss Brasil Mundo
      Miss Brasil Beleza Internacional
      Miss Brasil Terra

Estados sem Títulos[editar | editar código-fonte]

Os estados que ainda não venceram nenhum concurso são Amapá, Maranhão e Paraíba. O Amapá chegou mais perto do título com Priscilla Winny em 2014, ao ficar em 4.º Lugar. O Maranhão tem o terceiro lugar obtido em 1997 por Mical Pinheiro Pacheco,e em 2016 por Deise D'ane como melhor colocação na história do Miss Brasil. A Paraíba tem como melhor resultado no concurso o quarto lugar em 1981, conquistado por Virgínia Helena Gomes da Silva. Roraima teve a sua melhor colocação obtida em 1997 como semifinalista no Top 12 do Miss Brasil, com Lainny de Fátima Holanda . Fernando de Noronha (hoje pertencente a Pernambuco) também não venceu nenhum concurso, mas seu melhor resultado é o segundo lugar conquistado por Suzanne Oliveira Albuquerque, em 1985.

No Beleza Brasil, o melhor resultado do Amapá é o segundo lugar conquistado em 2005 por Mayara Sussuarana. O Maranhão chegou à semifinal duas vezes: em 2004, com Roseane Lima, e 2005, com Larisse Cavalcante. Paraíba, com Isabela Marinho - que disputara o Miss Brasil ainda nesse ano - chegou à semifinal em 2004. E Roraima também foi semifinalista, na edição 2004, com Carol de Paula, eleita Beleza Regional Norte.

O "Grand Slam" Brasileiro[editar | editar código-fonte]

A tabela abaixo mostra as vencedoras dos três principais concursos de beleza. Vale ressaltar que o Miss Brasil elegeu representantes no Miss Universo, Miss Mundo e Miss Internacional em um único concurso de 1954 a 1980, e de 1998 a 2005. Entre 1981 e 1997, as representantes foram escolhidas por organizações diferentes. E em 2006 foi realizada a primeira edição do Miss Brasil Mundo, já que a Miss Brasil e a Miss Brasil Internacional foram eleitas no concurso realizado em 8 de abril.

Os anos pintados de salmão significam que um mesmo estado conquistou dois ou mais títulos, e os pintados de amarelo significam que as vencedoras conquistaram títulos de beleza internacionais. Dentre as eleitas, há apenas um caso de modelo que venceu mais de um concurso: Adriana Alves de Oliveira, que representou o Rio de Janeiro no Miss Brasil e o Rio Grande do Sul no Miss Brasil Mundo.

Vencedoras[editar | editar código-fonte]

Ano Miss Brasil (Universo) Miss Brasil (Mundo) Miss Brasil (Internacional) Miss Brasil (Terra)
1951
1952
1953
1954 Bahia Martha Rocha
1955 Ceará Emília Correia
1956 Rio Grande do Sul Maria José Cardoso
1957 Amazonas Terezinha Morango
1958 Guanabara Adalgisa Colombo Pernambuco Sônia Campos
1959 Guanabara Vera Ribeiro Pernambuco Dione Oliveira
1960 Guanabara Gina MacPherson Pernambuco Edilene Torreão Distrito Federal (Brasil) Magda Pfrimer
1961 Minas Gerais Staël Rocha Abelha Guanabara Alda Coutinho Rio Grande do Sul Vera Brauner
1962 Bahia Maria Olívia Rebouças Guanabara Vera Lúcia Saba São Paulo Julieta Strauss
1963 Rio Grande do Sul Iêda Maria Vargas Guanabara Vera Lúcia Maia Paraná Tânia de Souza
1964 Paraná Ângela Vasconcelos Sergipe Maria Isabel Elías Guanabara Vera Lúcia Couto
1965 Guanabara Maria Raquel Helena Minas Gerais Berenice Lunardi São Paulo Sandra Penno Rosa
1966 Guanabara Ana Cristina Ridzi Mato Grosso Marlucci Manvailler
1967 São Paulo Carmen Ramasco Paraná Wilza Rainato Minas Gerais Virgínia Barbosa de Souza
1968 Bahia Martha Vasconcellos Minas Gerais Ângela Stecca Guanabara Maria da Glória Carvalho
1969 Santa Catarina Vera Lúcia Fischer Rio Grande do Sul Cristina Rodrigues São Paulo Maria Lúcia Alexandrino
1970 Guanabara Eliane Thompson São Paulo Sônia Yara Guerra
1971 Minas Gerais Eliane Guimarães Guanabara Lúcia Tavares Petterle Rio Grande do Sul Maria Bernadete Heemann
1972 Rio Grande do Sul Rejane Vieira Costa São Paulo Ângela Maria Favi Guanabara Jane Vieira Macambira
1973 São Paulo Sandra Mara Ferreira Minas Gerais Florence Alvarenga Guanabara Denise Penteado Costa
1974 São Paulo Sandra de Oliveira Distrito Federal (Brasil) Mariza Sommer Rio Grande do Sul Janeta Eleomara Hovler
1975 Santa Catarina Ingrid Budag Bahia Zaída Costa Distrito Federal (Brasil) Lisane Guimarães
1976 São Paulo Kátia Moretto Distrito Federal (Brasil) Adelaide Fraga Rio de Janeiro Vionete Revoredo
1977 São Paulo Cássia Silveira Rio Grande do Sul Madalena Sbaraini Distrito Federal (Brasil) Patrícia Viotti
1978 Minas Gerais Suzana dos Santos Bahia Laura Angélica Pereira Rio de Janeiro Ângela Soares
1979 Rio Grande do Norte Marta Jussara da Costa São Paulo Léa Silvia Dall'Acqua Goiás Suzane de Andrade
1980 Rio de Janeiro Eveline Schroeter Rio de Janeiro Loiane Aiache São Paulo Fernanda Bôscolo
1981 Rio de Janeiro Adriana de Oliveira São Paulo Maristela Grazzia Paraná Taiomara Borchardt
1982 Pará Celice Pinto Marques Paraná Mônica Januzzi Sergipe Carmen Júlia Rando
1983 Minas Gerais Marisa Fully Coelho Rio de Janeiro Cátia Pedrosa São Paulo Georgia Marinho
1984 São Paulo Ana Elisa Flores Rio Grande do Sul Adriana de Oliveira Rio de Janeiro Anna Elisa Glitz
1985 Mato Grosso Márcia Gabrielle Rio Grande do Sul Leila Leal Bittencourt São Paulo Kátia Guimarães
1986 Rio Grande do Sul Deise Nunes Santa Catarina Roberta Pereira Silva Rio Grande do Sul Kátia Marques Faria
1987 Distrito Federal (Brasil) Jacqueline Meirelles Pernambuco Simone Augusto Rio Grande do Sul Fernanda Campos
1988 Santa Catarina Isabel Cristina Beduschi São Paulo Elizabeth Ferreira
1989 Ceará Flávia Cavalcanti São Paulo Ana Paula Ottani
1990 Paraná Karla Kwiatkowski Paraná Ivana Hübsch
1991 São Paulo Patrícia Godói Rio Grande do Sul Cátia Silene Kupssinski Rio Grande do Sul Lisiane Braile
1992 Paraná Carolina Portela São Paulo Priscila Maria Furlan Minas Gerais Cyntia Moreira
1993 Rio Grande do Sul Leila Schuster Alagoas Lyliá Virna Menezes Minas Gerais Tatiana Alves
1994 São Paulo Valéria Peris Paraná Walquiria Melnik São Paulo Ana Paula Barrote
1995 Minas Gerais Renata Bessa Paraná Elessandra Dartora Mato Grosso Débora Moretto
1996 Paraná Maria Joana Parizotto Espírito Santo (estado) Anuska Pisoler Mato Grosso do Sul Ana Carina Góis
1997 Minas Gerais Nayla Micherif Rio Grande do Sul Fernanda Agnes Rio Grande do Norte Valéria Bohm
1998 Mato Grosso do Sul Michela Marchi Rondônia Adriana Souza
1999 Rio Grande do Sul Renata Bonfiglio Rio de Janeiro Paula Carvalho Minas Gerais Alessandra Nascimento
2000 Mato Grosso Josiane Kruliskoski Santa Catarina Francine Eickemberg Rio Grande do Sul Fernanda Schiavo
2001 Rio Grande do Sul Juliana Borges São Paulo Joyce Silva Aguiar Minas Gerais Fernanda Tinti Santa Catarina Simone Régis
2002 Rio Grande do Sul Joseane Oliveira Santa Catarina Taíza Thomsen Pernambuco Milena de Lima
2003 Tocantins Gislaine Ferreira Goiás Lara de Brito Pará Carlessa Macedo Paraná Pricila Zandoná
2004 Rio Grande do Sul Fabiane Niclotti Minas Gerais Iara Coelho Paraná Grazielli Massafera Amazonas Priscilla Meirelles
2005 Santa Catarina Carina Beduschi Paraná Patrícia Reginato Espírito Santo (estado) Ariane Colombo Minas Gerais Isabella Chaves
2006 Rio Grande do Sul Rafaela Zanella Goiás Jane Borges Acre Maria Cláudia Barreto Rio Grande do Sul Ana Paula Quinot
2007 Minas Gerais Natália Guimarães Santa Catarina Regiane Andrade Rio Grande do Sul Carolina Prattes Nery Minas Gerais Patrícia Andrade
2008 Rio Grande do Sul Natália Anderle Minas Gerais Tamara Almeida Ceará Vanessa Vidal Minas Gerais Tatiane Alves
2009 Rio Grande do Norte Larissa Costa Roraima Luciana Bertolini Minas Gerais Rayanne Morais Amazonas Larissa Ramos
2010 Minas Gerais Débora Lyra Pará Kamilla Salgado Amazonas Lilian Lopes Pernambuco Luísa Lopes
2011 Rio Grande do Sul Priscila Machado Rio Grande do Sul Juceila Bueno Bahia Gabriella Marcelino São Paulo Driely Bennettone
2012 Rio Grande do Sul Gabriela Markus Rio de Janeiro Mariana Notarângelo São Paulo Rafaela Butareli Minas Gerais Camila Brant
2013 Mato Grosso Jakelyne Oliveira Rio Grande do Sul Sancler Frantz Rio Grande do Norte Cristina Alves Minas Gerais Priscilla Martins
2014 Ceará Melissa Gurgel Rio Grande do Sul Julia Gama Rio Grande do Norte Deise Benício Paraná Letícia Silva
2015 Rio Grande do Sul Marthina Brandt São Paulo Catharina Choi Paraná Ísis Stocco Minas Gerais Thiessa Sickert
2016 Paraná Raissa Santana Goiás Beatrice Fontoura Rio Grande do Norte Manoella Alves São Paulo Bruna Zanardo
2017 Piauí Monalysa Alcântara Rio de Janeiro Gabrielle Vilela São Paulo Bruna Zanardo Pará Yasmin Engelke
2018 Amazonas Mayra Dias Piauí Jéssica Carvalho São Paulo Stephanie Pröglhöf Pernambuco Sayonara Veras
2019 Minas Gerais Júlia Horta por anunciar por anunciar São Paulo Gabriela Batistela

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]