Private bank

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.

Private banks são bancos não-incorporados a outros bancos, ou então departamentos de grandes instituições financeiras. Os private banks costumam oferecer serviços financeiros para segmentos de clientes com grandes volumes disponíveis para aplicações financeiras.

Os serviços oferecidos a esses clientes de grande patrimônio são, entre outros:

- consultoria sobre investimentos;

- consultoria em patrimônio e herança;

- créditos para investimentos;

- fundos de investimento;

- operações estruturadas;

- planejamento de impostos;

- planejamento de aposentadoria;

- seguro de vida;

- swaps.

Também utiliza-se o termo Private Banking para designar a área dos Bancos Comerciais e de Investimentos que atuam com consultoria e gestão de patrimônio financeiro pessoal ou familiar, geralmente superior à USD 1.000.000 (um milhão de dólares americanos). No Brasil, os bancos podem prestar atendimento "Private" aos investidores com recursos financeiros superiores a R$ 1.000.000 (um milhão de reais brasileiros) depositados na instituição financeira, segundo o Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para a Atividade de Private Banking no Mercado Doméstico.[1]

Atualmente, a atividade de Private Banking é autorregulada pela ANBIMA através do Código de Regulação e Melhores Práticas para a Atividade de Private Banking no Mercado Doméstico e que tem como objetivo definir as atividades que caracterizam a prestação do serviço de Private Banking no mercado brasileiro e estabelece requisitos mínimos a serem respeitados pelas instituições participantes que atuam neste segmento. Segundo a instituição, este Código favorece o estabelecimento de um ambiente de concorrência leal, com condições equitativas entre os prestadores de Serviço de Private Banking no mercado doméstico. Por outro, os clientes deste serviço poderão ter a garantia de que as exigências mínimas previstas no código nortearão a conduta dos prestadores de serviço, garantindo um patamar mais elevado no oferecimento destes serviços.

O Relatório ANBIMA de Private Banking[1] apresenta as estatísticas consolidadas do setor e é mais uma iniciativa da Associação no sentido de ampliar a transparência e o acesso à informação para o mercado. O material compreende o total de ativos dos clientes do segmento, consolidado por tipo de ativo, região de domicílio e segmentação por grupo econômico, bem como posições de crédito concedido e número de profissionais de atendimento.

Ver também[editar | editar código-fonte]